segunda-feira, 20 de abril de 2009

Eu odeio minha mãe

Um título chocante para um tema chocante, quando um filho começa a odiar sua mãe, muitas vezes acontece isso na vida, mas logo que esfriam as coisas tudo melhora e parece tudo calma, em alguns casos e assim. Porém tem uns casos que são mais doentios onde a mãe se torna um martírio na vida do filho, visitando uma comunidade de orkut me deparei com uma serie de depoimentos sobre este caso.

Ao ler alguns casos, pelo menos senti em alguns depoimentos uma verdade horrível, os maus tratos das mães aos filhos, provocando uma ira gigante, nesse furia no existe espaço para reflexões cristãs ou conselhos, afinal não da para julgar já que aquele que da o conselho não esta na pele do filho que sofre agressão verbal ou física, sendo que a verbal ganha força com o passar do tempo, e a agressão física e uma coisa da infância que vai marcando a vida da pessoa. Ao ler os casos cheguei a uma conclusão, essas pessoas merecem respeito, afinal ele tem direito de odiar ser maltratados. Não conheço pessoa que goste de ser maltratada, e por isso que acredito que para ter filhos e preciso meditar, e preciso estar firmes numa decisão de vida.

Também pude perceber como as mães se tornam mais agressivas em conseqüência dos problemas com seus maridos, a separação também influencia nos maus tratos aos filhos .

Aos que estão começando um namoro poderia dizer, que em vez de perder tempo se beijando já de primeira, e que conheçam a pessoa com que estão se relacionando, para isso nem e preciso começar um namoro, e apenas vivenciar uma amizade. Uma das coisas que mais se aprecia num relacionamento e a conversa e poder se entender com uma pessoa sem a necessidade do contato físico. Logo esse alicerce de confiança será base para um namoro, não gosto de moralismo, mais a muito tempo a falta dele com a ética tem deixando um rastro de problemas.

Aos pais que estão lendo, não se sintam ofendidos mais reflitam o quanto bons pais estão sendo ou não.

Ser pai não e apenas dar estudo, comida e roupa( isso e obrigação e direito de todo humano). Ser pai e saber orientar, e não impor.

245 comentários:

1 – 200 de 245   Recentes›   Mais recentes»
Anônimo disse...

Excelente texto!!
Sabemos que ninguém odeia outro sem motivos. E deve haver uma razão muito forte para sentir ódio de alguém.
ODEIO minha mãe.

Anônimo disse...

Odiar a própria mãe é a pior coisa que pode acontecer com um ser humano. Sinto isso e sei como é desejar durante toda a vida ter uma mãe amiga e que lhe de incentivo e que confie em vc, e nunca ter isso. Minha mãe me aniquila, me coloca pra baixo, nunca me incentiva em nada. Passa na minha cara o tempó todo o fato de eu ainda morar na casa dela e depender dela para o meu sustento. Eu estudo Direito e estou estagiando. E ela sempre diz que nunca vou ser ninguém na vida, que nunca vou conseguir emprego... é um inferno. Fala tudo que faz e já fez por mim, da alimentação , estudo, roupa e diz que talves não tenha valido a pena. Eu a respeito e procuro não discutir, mas o mal que ela me faz é enorme. Não saio de casa pois infelizmente ainda não posso. O dinheiro do meu estágio vai todo para a mensalidade da minha faculdade. Mas estou estudando para concurso e passando irei embora no ato, e não vou querer estar perto dela nunca mais. Nunca a deixarei sem amparo financeiro, mas amor e carinho não sinto mais.

Anônimo disse...

Odiar a própria mãe é a pior coisa que pode acontecer com um ser humano. Sinto isso e sei como é desejar durante toda a vida ter uma mãe amiga e que lhe de incentivo e que confie em vc, e nunca ter isso. Minha mãe me aniquila, me coloca pra baixo, nunca me incentiva em nada. Passa na minha cara o tempó todo o fato de eu ainda morar na casa dela e depender dela para o meu sustento. Eu estudo Direito e estou estagiando. E ela sempre diz que nunca vou ser ninguém na vida, que nunca vou conseguir emprego... é um inferno. Fala tudo que faz e já fez por mim, da alimentação , estudo, roupa e diz que talves não tenha valido a pena. Eu a respeito e procuro não discutir, mas o mal que ela me faz é enorme. Não saio de casa pois infelizmente ainda não posso. O dinheiro do meu estágio vai todo para a mensalidade da minha faculdade. Mas estou estudando para concurso e passando irei embora no ato, e não vou querer estar perto dela nunca mais. Nunca a deixarei sem amparo financeiro, mas amor e carinho não sinto mais.

Anônimo disse...

EU ODEIO A MINHA MÃE =/
só porque ele esta se dando mau com o marido (chifre toma v*g*b*n*d), não sou obrigado a ouvir coias nem servi de espião pra ninguem, semana que vem to vasando desse inferno de kza... nem que precise mora na rua

Anonymous disse...

Adorei seu artigo, mas poderia ter abordado mais sobre este assunto que é tão complicado.

Eu odeio minha mãe por ela não me amar e nem me respeitar. O meu grande desejo era uma mãe que apesar dos problemas da vida eu pudesse contar com ela, com o amor dela e se tivesse tudo isso ouviria com toda paciência do mundo as reclamacões que todas maes fazemm sobre limpeza, excesso de trabalho, se está comendo direito etc.... Porém ao invés disso escutei "o problema é seu não conte comigo" ou "Não é porque você está passando dificuldade financeira é que eu vou permitir você comer as minhas custas" ou " Você não me da nenhum motivo para me orgulhar"... Quem não se sentiria magoado e ofendido ao ouvir isso de uma pessoa que supostamente deveria te amar?!

E isso é só 0,01% dos absurdos e ruindades que ela já fez contra mim. Nem o namorado dela a aguentou, largou ela também...Assim como eu, fiquei com tanta magoa e odio que no meu casamento a convidei.

Anônimo disse...

Meu relacionamento com a minha mãe chegoua um ponto em que eu mal consigo dormir. Sabe quando você dorme mal à noite?Durmo mal,incomodada e com medo de qual será a próxima atitude dela em relação a mim.
Tenho a vida APARENTEMENTE perfeita,minha mãe paga uma faculdade cara pra mim,me dá todas as coisas materiais que eu preciso,tenho uma ótima vida MATERIAL,que eu trocaria facilmente por uma mãe amiga.
Minha mãe acredita que me sustentar é o suficiente,e por isso ela tem o direito de me humilhar.
Ela é uma pessoa muito difícil,tem dificuldade de relacionamento com todos,mas é em mim em quem ela desconta sua ira.
POr exemplo,a ponto de eu estar lavando uma panela uma vez,deixar a tampa cair,ela entrar na cozinha e colocar uma faca enorme em meu pescoço e dizer que me mataria caso eu derrubasse outra coisa.
Tenho 21 anos,e ela me humilha,me proibe de sair,me chantageia,diz coisas absurdas,como dizer que gostaria muito que eu morresse.
Não estou contando só um lado da moeda,sou uma ótima filha,a ajudo com o serviço de casa e só tiro notas acima de 8,0 na faculdade.
Meu pai,tem tanto medo dela,que nada faz. As poucas vezes que tentou me defender,foi travada uma guerra aqui em casa.Ele então,se cala.
É muito difícil procurar apoio,pois devido às coisas materiais e às aparências,é difícil acreditar nas coisas que conto. E quando peço para minha mãe procurar ajuda,ela tem ataques histéricos.
Na internet,qualquer pessoa que se manifeste em relação à isso,e diz que não ama sua mãe,recebe milhares de críticas e comentários hostis,pois é concenso nessa sociedade cristã-capitalista que se deve amar os pais acima de tudo.
Eu trocaria todas as coisas que tenho,por uma mãe amiga e compreensiva,para não viver com medo de fazer QUALQUER coisa. Pois,qualquer coisa é motivo para minha mãe me torturar psicologicamente,até mesmo tentar ajudá-la no serviço de casa...ela diz que atrapalho... E não ajudá-la,ela diz que não ajudo...
Vivo com medo da minha mãe. Ando pensando em me matar,está muito muito difícil aqui em casa...acontecem coisas que se eu contar até Deus duvida.
Tenho muita fé e estou batalhando,para poder ir embora logo e nunca mais voltar a vê-la. Meu sentimento de ódio é profundo e já não se reverte mais há muitos anos...

Anônimo disse...

concordo plenamente!Ninguem odeia a mãe à toa, ela fez algo que despertasse esse sentimento.
Odeio minha mãe com todas as forças, não vejo a hora de viver bem longe dela, embora isso seja triste, é a verdade.Tentei minha infancia e adolescencia inteiras gostar dela, porém somos incompatíveis em tudo!

Karinna disse...

Entendo perfeitamente TUDO o q vcs sentem... Minha mãe me rejeitou desde a barriga. Cresci sem saber quem é meu pai e ela casou de novo pra ter "sobrenome do marido" como ela mesma disse... Ela tornou minha vida um verdadeiro inferno, sempre dizendo q eu a incomodei. Mas engano dela achando q teria a "familia perfeita". Seus dois filhos a humilham, ela praticamente é a "empregada nao paga" da filha mais nova e ainda assim continua "implorando pra viver a vida dela", já q financeiramente tem estabilidade. A melhor coisa q fiz, pra poder um dia perdoar, foi sair desse "círculo vicioso". Cortei relações e falei TUDO o q sentia. Me fez um bem tremendo. Ela tem dinheiro, bens materiais, mas é a pessoa MAIS INFELIZ que conheço. Procuro viver minha vida, ainda nao tive filhos nem um relacionamento que me complete,mas nao me deixo abater. To seguindo minha vida e mudando pra melhor. Aprender a se amar depois de tanto pisarem em vc é dificil. Falei pra ela que nao sinto sua falta e que estou bemlonge dela... Claro, ela ficou doida... Em quem vai pisar???Um dia espero perdoar, mas ainda estou longe disso.

Anônimo disse...

Eu sou uma mãe que sou odiada pelo meu filho, mas diferente de tudo que li, não me preocupava só com o material, mas também com o seus sentimentos,sempre estava ao seu lado para ouvir, dar conselhos, incentivá-lo...apesar de eu ter me separado e casado novamente, nunca deixei de amar meus filhos, mais infelizmente eles passaram muito tempo ouvindo o pai falar mal de mim para eles.... mas nunca impedi eles nas suas escolhas, tanto que ambos optaram em morar com o pai, depois de 4 anos o mais velho resolveu voltar, eu o aceitei com a maior felicidade de volta.....mais infelizmente ele foi embora sem ao menos me dizer até logo, simplismente fugiu....

Elaine disse...

ola,sempre tive problemas com a minha mãe,mais depois que tive meu filho piorou,sou casada, tenho minha casa,mais tudo ela ela que faço errado e com isso,as vezes desconto no meu filho,ela sempre faz reclamações dele,e pede pra mim tomar uma atitude e começa a falar,e qdo eu brigo,tá errado,e qdo eu bato ta mais errado ainda,não aguento mais ter que ficar provando nada pra ela,não farei nada certo mesmo....

Anônimo disse...

Eu também acho que odiar a mãe é o pior sentimento que podemos sentir... no entano, podemos odiar, sim! Na internet realmente as pessoas criticam muito quem tem a coragem de dizer que odeia a mãe mas acho este um comportamento medieval. Até parece que vão nos enviar para a fogueira porque odiamos nossa mãe!!! Ninguém quer odiar a mãe mas quando odeia é caso para psicanálise e não para críticas. Relacionamentos familiares podem ser repletos de violência física e psicológica. É preciso muita coragem para uma pessoa admitir para si mesma que odeia a mãe. Mas uma vez que tenha esta coragem, talvez seja este um começo de tratar desta dor que é tão profunda. Não estamos falando aqui de pessoas más nem perversas. Estamos falando aqui de pessoas em sofrimento. Todo e qualquer sofrimento busca pela cura do sofrimento. Se sentimos o conflito é porque resta em nós humanidade.

Anônimo disse...

sabe eu acho que agente tem motivos para odiar uma pessoa e eu to com muita raiva da minha mãe por varios motivos e não por motivos bestas não e por motivos fortes mais eu prefiro não comentar.

EU ODEIO A MINHA MÃE.

Anônimo disse...

Odiar a mãe é muito complicado. Mas, recentemente, precisei admitir que odeio a minha. Qual a µãe que tem a coragem de dizer que se arrepende que eu não morri quando nasci? Pode? Sou uma senhora, nunca dei trabalho, estudei muito quando jovem e trabalho até hoje. Todo o comportamento dela vem de um ciume doentio de meu pai, sobre quem ela atirou a vida inteira na minha cara, que ele não ligava para mim, porque me abandonou ao separar-se dela. Meu pai ficou muito doente e eu o visitava. Ela nunca se conformou e, depois que ele morreu, a raiva dela ficou maior ainda. Ela surtou ao ver que eu senti a morte do meu pai. Alguém quer saber? Acho que basta. Já pensei em me matar só para ela sofrer bastante e carregar a culpa pelo resto dos seus podres dias. Fala mal de mim para todos os amigos, como se eu fosse uma pessoa má. Apesar de tudo, falo com ela todos os dias, mas não vejo a hora dela morrer para eu me ver livre desse sofrimento sem fim. É triste admitir, mas vê-la no caixão será uma alegria imensa. Desculpem o desabafo.

Anônimo disse...

As conseqüências de conflitos e brigas diárias de fato influênciam na relação do ódio dos filhos perante os pais. O fato é que no bom senso geral, "odiar a mãe" é algo inadimissível chegando a ser um tabu social. Ás vezes, a mãe pode querer o bem do filho dando ele coisas de valores e preciosas quando se tem dinheiro. No entanto, me pergunto...isso basta? A relação entre mãe e filho é baseada no amor e, exclui dinheiro, problemas familiares, traições. Mas, e quando não se tem amor? De fato, temos aí um problema de relacionamento, uma bola de neve...e, por fim, o ódio.
As palavras machucam, e talvez algumas mães não tenham noção disso ao falarem durante brigas...e, assim além do ódio, pode surgir uma sede de vingança que misturada às proibições e ambições pela uma liberdade emocional que pode resultar até em morte dos pais.

Anônimo disse...

eu odeio a minha mae choro quase todos por odiala ela me culpa de tudo pela sua separaçao ela sempe me poe para baixa as vezes tenho vontade de morrer pois ela nunca me entede ela sempre fala q quando eu interar 17 anos ela vai me po para fora de casa pois sou um peso na sua vida ela nao me respeita , nao me poxa pq ela me pois no mundo entao ,O meu grande desejo era uma mãe que apesar dos problemas da vida eu pudesse contar com ela, com o amor dela e se tivesse tudo isso ouviria com toda paciência do mundo as reclamacões que todas maes fazemm sobre limpeza, excesso de trabalho, se está comendo direito etc....

Anônimo disse...

odeio minha mãe ela não gosta de mim e isso não é passageiro, é constante, ela me xiga, berra quando chega em casa quer mandar em mim até como eu me visto, eu fico calado mas vou embora e nunca mais apareço se me der na telha, eu não aguento mais ela é isuportável e meu pai não me ajuda ao contrário também não gosta de mim, eu não faço nada sou extremamente calmo mas a toalha em cima da cama é motivo de briga a semana toda eu preciso ser respeitado eu exijo pelo menos isso, não quero nem o amor dela quero o respeito.

Anônimo disse...

mano. todo santo dia minha mae pega no meu pé com qualquer coisa ridicula, que eh motivo de briga pro resto do mes. eu nao so o aluno perfeito, mas ela reclama de tudo. mesmo quando tem notas boas no boletim. Eu to puto c minha familia pq meu irmao eh chato, minha mae so me fode! pra eu poder sai, preciso briga com ela. pra pode ir pra casa d um amigo, briga tambem. qualquer coisa. ela sempre me deu oq eu quis. mas eu prefiria ter menos coisas, doque ter a pressao psicologica que ela poe em cima de mim desde criança. nao so amigo dela, odeio ela. ela nao tem paciencia, so sabe pega no meu pé. meu irmao so faz merda na escola e sempre faz coisas q soh fiz quando era 2 anos mais velho!1 ano! eh uma filha da puta. agora ela quer estragar meu aniversario, pq ela acha q ir pra um barzinho eh coisa precoce. teve uma briga tao fudida agora em casa... eu considerei fudir de casa, mas acho muito extremo. to cansado dessa filha da puta

Anônimo disse...

Hoje faz uma semana q eu voltei pra casa, mas mesmo dps de 6 anos ela continua a mesma coisa. Ela arrunou toda a minha vida, desde criança. Culpo ela desde sempre, pq se ela cuidasse de mim talvez eu nao seria objeto sexual de ninguem, nao teria uma vida travada e seria normal. Hj brigamos o dia todo, minha vontade eh d morrer

Anônimo disse...

As palavras doem mais que tudo... sei bem o que dizes.. pois tudo que já ouvi.. foram gravados em meu coração e não se apagam, as minhas feridas nem as lembro mais.. foram curadas... mas as palavras que já ouvi de minha mãe.. ah.. essas eu nunca esqueço. Lamento pois hoje sinto pena dela e esse é meu pior sentimento... lamento mais ainda pq de mim não vai ouvir um feliz dia das mães.. pq pra mim não é e nunca foi... sempre fiz todo o possivel pra agradar.. mas, cheguei a conclusão que a minha existencia não foi bem vinda... meus irmãos são tratados diferente.. eles são amados, apoiados.. eu .. a primogênita, lamento ter nascido.

Anônimo disse...

a minha mãe me mete em cada furada parece q toda vez q ele abre a boca pra fazer só é pra foder com minha vida!!! pior d tudo é q ela ñ pensa d maneira nenhuma no q vai falar ou fazer,e ela num desencana mesmo eu falando com ela numa conversa séria!!! até hoje a maioria dos problemas q tive na minha vida foi por causa dela!!! ela pode ser legal e me dar as coisas q eu precizo, mas isso é obrigação dela!!! ela pensa q ta me ajudando mas ela ta me matando d pouco em pouco acho q talvez devo ir falar com meu pai pq com a minha mãe num tem jeito!!!¬¬

Anônimo disse...

eu odeio minha mae pq ela acha q e melhor q todos , ela me humilha desde o dia q eu virei adolescente , compete cmigo sempre , e o pior e q toda vez q tenho um namorado ela da em cima , e ja transou duas vezes c namorados meus , e eu termino o namoro pq eles me contam , e eu idiota sempre me preocupo c ela , sempre a perdooo , mas to cansada sabe....ela sempre se da de vitima , faz ceninhas qdo ta cmigo no tel , fala mal de mim p todos , me deixou operada em cima de uma cama , eu tenho lupus e 2 proteses de quadril , ela me deixou operada e comprou uma passagem p cidade do meu namorado e foi la transar c ele .... depois descobri tudo ! simplesmente to cansada de perdoar ela , to cansada dela....to chegando no meu limite de odio!

khalk disse...

Odeio minha mãe e não tenho nenhum problema de consciência com isso. Mãe é um ser humano, não um deus, e pode e deve ser criticada sempre que merecer. A minha foi uma péssima mãe, me transformou na aberração neurótica que sou hoje e nunca a perdoarei por isso. Espero ansioso que ela morra, mas, infelizmente, apesar dela já ter 81 anos, isso ainda vai demorar, pois tem boa saúde, pra meu azar... Quando isso acontecer vou tomar um porre. Vai ser o dia mais feliz da minha vida.

laiiiza disse...

odeio minha mãe msm ela é uma chata ,nojenta chifruda,
odeio tanto aquela capeta*-*
dos infernO

Anônimo disse...

A minha é bipolar... Já imaginaram? Pois é instabilidade total , nunca sei quando ela vai mudar de humor , pode ser em 1 hora , em 1 semana , em 1 mês ou em alguns minutos ~. Sempre foi assim, desde que eu era pequena , cresci sem segurança e com medo . Complexa , Violenta , Instável ,Egocêntrica. Uma bonba sempre pronta para explodir. E eu como primogênita fui eleita para ser seu bode expiatório . Depositária de todas as suas frustrações , de todo seu ódio , lugar onde ela exercita toda sua ira e seu sadismo. Devo ter desenvolvito certo masoquismo , que me faz ainda ficar por perto dela até hj , em nome de uma pena que sinto dela ,por ela ser assim tão infeliz , tão desarrasoada, tão descontrolada , tão sem paz.
Mas talvez eu devesse ir , quem sabe ela deseje isso? Com meu irmão mais novo ela é tão diferente, ela diz que tenho inveja dele, vai ver que tenho mesmo, rsrsrs. Talvez eu tenha inveja do carinho e consideração que ela tem por ele, pela diferença que faz no tratamento entre nós. Eu entendo por que Caim matou Abel. Porque Abel aquele filho da puta , gastou toda a herança que o pai dividiu em vida com ele e o irmão Caim, e se mandou pelo mundo a gastar com farras , e Quando o dinheiro acabou voltou para casa do pai, que o recebeu de braços abertos ( o que foi legal, mas sem nenhuma conversa, sem chamar à responsabilidade e sem ser justo) e deu uma festa. Enquanto o outro filho Caim , que esteve o tempo todo ao seu lado tomando conta dos negócios do pai e fazendo crecer seu quinhão alimentou com os animais que engordou as pessoas da festa do irmão arrependido. Para mim, quem errou nessa histório foi o pai, que foi injusto , não ensinou nada à Abel , pelo contrário o premiou pelo seu mal comportamento com uma bela festa e desconsiderou Caim que ficou à seu lado . E com isso provocou e incentivou a ira de Caim pelo irmão levando-o a cometer o fraticídio. O crime é do pai.
Então , eu penso que minha mãe também é culpada não só por me tratar mal, ser injusta , ser violenta e me caluniar. Mas também por estimular a desunião e o ódio entre meu irmão e eu.
Sou mãe e usei o exemlo de minha mãe como algo a não ser repetido , como um exemplo do que eu não deveria fazer , como um comportamento que eu deveria fazer tudo ao contrário . E hoje tenho uma relação com minha filha baseada em amor, respeito e amizade.
Mas o estrago em minha personalidade , a imagem que eu continuo vendo no espelho até hoje , essa eu não consigo deixar de ver porque foi ela que construiu em mim desde pequena. Sei o meu valor , sei quem sou, mas quando olho no espelho , vejo a menina servil , amorosa, submissa e sedenta de amor de mãe que nunca teve e que até hoje talvez ainda teime em ver existir na mulher de quem saiu de dentro.
Perdoem os erros. Obrigada pela chance de falar assim...

Anônimo disse...

minha mãe ela me chinga de tudo de vagabunda de puta de tudo e eu odeio ela, ela tem uma nene que é de outro pai é uma filha de cada pai tem eu de 14 anos,minha irmã de nove anos e a nene de 1 ano e 4 meses e quando ela sai ela deixa a nene comigo...e eu não posso sair pra nenhum um lugar e as vezes quando eu faço uma coisinha errada ela fala que vai tacar a panela na minha cara as vezes quando eu não quero comer com raiva ela fala que ta nem ai se eu morrer e ela ja arranhou todo meu rosto e todo mundo fala pra mim que minha mãe tem inveja de mim e as vezes ela sai com um vestidinho que ela tem ai eu uso um short ai ela fala larissa vai colocar uma calça pq esse short é muito curto e ela usa um vestidinho minusculo e ela vai com o carrinho da nene ai no meio da rua ela abaixa quando tem uns homens lá na rua ela abaixa e fica beijando a nene no carrinho só que ai os homens pega e fica falando assim que eles quer casar comigo ai ela pega e fala um monte pra eles chega até brigar com eles ai quando eles falam que quer ela,ela fica toda sorridente e chega até falar que ela me bate tipo ela fala só pra falar que ainda me bate entende? e eu odeio ela ....de verdade...minha tia que sempre cuidou de mim ela deixava eu e minha irmã de nove anos trancada em casa e saia pra balada ai eu ficava chorando ai minha tia ia lá em casa e pegava a gente pela janela até meu pai falou que ela nunca me beijou ela nunca me deu amor, ela nunca me deu carinho ela nunca me deu um abraço no meu aniversario ela nunca comprou um presente agora pra filhinha dela de 1 ano e quatro meses ela da tudo eu só tenho 3 peças de roupa ela nunca compra nada pra mim...eu escrevi isso chorando...eu quero fugir...quero me matar...não aguento mais essa vida vcs acham que uma menina de 14 anos quer isso pra vida dela..

bruxo disse...

tiipo, minha mae escuuta la no trabalho dela e disconta tudo em mim e no meu irmao mais velho,e tipo eu nao posso nem sair de casa, eeu nao lembro qual foi a ultima ves qe ela me deu um abraço, mais eu lembro quando foi o ultimo tapa na cara, um shingamento, uma ameaça, etc,.

soraia disse...

tenho 40 anos e desde os 13 fiz a péssima escolha de dividir o mesmo teto com minha mãe. Ela morava com um alcóolotra e a situação foi uma fonte de muito estresse e angustia para minha vida. Ele era sustentado por ela, não ajudava-a em nada e mesmo assim para ela ele representava a melhor coisa do mundo.minha vida foi um inferno... é impossível nessa tenra idade não ser engolido pelas circustancias... não sentir raiva da situação... não se rebelar ... não entrar em estado de conflito ....minhas angustias... meu tormento... meu sofrimento nunca significou nada para minha mãe... ela não se importava... interessasva apenas o que ela queria que era ficar com o sujeito, tratar dele, dar o melhor pra ele e pronto... nesse processo em fui negligenciada como filha... e como ser humano. desenvolvi doença fisica por conta do extresse... prejuízos emocionais e psicológicos para minha vida... graças a deus o homem já morreu....
eu continuei no mesmo lugar e na mesma posição.... até hoje... fico perplexa como pode ter genitores que não amam sua prole... não se importam.... não tem empatia... eu nunca entendi porque....acho que sempre fui uma boa filha.... mantive a cabeça no lugar... estudei.. me formei... tenho um bom emprego.... ajudei ela a se mudar para um bom apartamento e um bom bairro, que divido com ela,... mas nada disso pra ela tem valor... é uma pessoa egoísta... que pensa em si mesma que nunca teve respeito e empatia por quem saiu do ventre dela... não se encontra muita informação na internet sobre pais que não amam seus filhos.... isso é tabu... mas isso mais comum do que pensa.... agora os filhos passam a odiar seus pais por algum motivo... certamente pelo sofrimento que causaram a eles, filhos. de minha parte eu odeio a minha.... se eu pudesse partiria ela em duas... acabaria com a vida dela... mas não posso... se espero que quando ela ficar velha ela não dure o suficiente para me dar trabalho.... nunca dei trabalho para ela... então não tenho nenhuma dívida a pagar... quanto a ela eu peço a deus pela justiça divina... que de a ela o que ela mereçe..

Anônimo disse...

Olha aqui tá mesmo muito mau.Já tive oportunidade de sair de casa, mas como a minha mãe, durante a minha vida toda me tava sempre a pedir ajuda para isto e para aquilo, decidi não sair de casa para a ajudar.Mais tarde numa discussao atirei isso á sua a cara e ela disse que não precisava de minha ajuda para nada e isso para mim foi muito mau.Pior foi quando era criança, tavamos no carro e seu telemovel caiu para debaixo do carro e disse-me se não o encontrasse naquele instante que me matava, á partir dai,de criança, eu fiquei com ódio a ela.Meus pais também sao separados, não reagi mal a isso mas para mim desde ai tem sido um martirio.Minha mãe discute agora por tudo e por nada, me atira na cara tudo o que me deu, sempre me ameançando que me mandava embora para casa do meu pai e que ele me sustentasse porque já não estava mais para me aturar, que eu não sabia fazer nada nem ajudava em casa...e estas discussos começavam simplesmente por colocar o garfo mal na mesa, por rossar em mim num espaço apertado, por ver uma toalha mal pendurada na casa de banho.Isto agora ainda está bem pior, pois eu tive de deixar de estudar, pois meu pai nunca sustentou a mim e o meu irmão e o dinheiro que ele dava a gente depois do divorcio não dava nem para um mês na escola.Minha mãe tem um negocio, um café e eu e meu namorado dicidimos ir para lá ajudar minha mãe...então tem sido um inferno.Para ela não faço nada, não arrumo nada, não valho nada, me ameaça ou que me manda embora ou vai ela embora e que não quer saber mais de nós, e ainda por cima não nos ajuda dando algum dinheiro para mim e meu namorado porque diz ela que tem coisas mais importantes para pagar e vejo ela comprando roupinha, me aparece de trombas e pergunto se ta tudo bem e diz que a culpa dela estar assim é nossa e fala mal, mas depois vai para ao pé de outra gente e ja ta alegre e sorridente, me chama de lontra enquanto eu me farto de arrumar caixa de sumo e garrafas e ela nem isso faz.
Tou com uma raiva dela, me sinto doente, tenho medo de fazer algo errado e ela me vir chatear com coisas sem jeito nenhum...tou muito farta dela, reclama de tudo.
Nossa vida nunca foi facil e pelos vistos nao ha-de ser muito cedo, mas ela nao se conforma e ta sempre resmungando com tudo.Queria que ela compreendesse que não é a unica mal na vida e que ha momentos bons, como passear juntos e jantar juntos, mas isso para ela é uma merda.
Neste momento estou no meu cafe e ela ali em outra sala, a reclamar da vida...nossa mas será a unica com uma vida de merda?
Ela é uma mãe hipócrita, e gananciosa...muito má mesmo.Não imaginam o que sinto neste momento,li todos os comentários aqui e me vieram as lágrimas aos olhos...como todos têm razão...

Anônimo disse...

minha mãe também não bate certo não, a vida que ela teve tambem nao ajudou mas era evitdo o que ela faz a mim.Agora nós abrimos o nosso negocio, um cafe aqui na vila, e eu e meu namorado juntamente com ela estamos lá a gerir, mas sou eu que faço o trabalho todo, carrego caixas de sumo, caixas de garrafa de cerveja, lavo loiço, limpo chão, levo lixo, reponho as coisas nas parteleiras e ela diz que não ajudo nada, enquanto ela so fica ca umas 6 horas enquanto eu e fico umas 10 sempre fazendo tudo.Antes quando nao tinha o cafe, eu estudava e ela trabalhava até tarde mas eu ajudava muito em casa quando eu chegava da escola porque percebia que ela chegava cansada mas ela dizia que tava tudo mal feito, que não ajudava nadinha e que era uma lontra...pois bem, agora nao ajuda em casa não,já que trabalho tudo no cafe ela que faça a lida de casa que eu não sou escrava mas mesma assim está sempre berrando comigo que eu sou uma irresponsavel e não sei fazer nada direito.
Ela não me respeita nadinha, se chateia com a minha avó vai e descarrega em mim, se chateia com a parteleira mal colocado me diz que sou uma merda, se chateia com o gato diz que a culpa é minha..e por ai fora.
A vida não é facil para ninguém, mas com alguém na nossa vida que complica ainda mais, se torna dificil mesmo aguentar uma vida assim.Gostava de sair de casa com a meu namorado mas tenho pena do nosso cafe que é nosso mesmo, de familia, mas se daqui a algum tempo as coisas nao ficarem melhor saio mesmo...tem de ser:(

Tenho muita zanga á minha mãe mesmo!

Anônimo disse...

UMA QUESTÃO QUE AQUI SE PÕE:
-TENDO OS FILHOS CONSCIÊNCIA DE TAIS FACTOS, QUEM SERÁ MAIS ADULTO?OS PAIS OU FILHOS?


OS PAIS QUE PENSEM NISSO, POR FAVOR.OS FILHOS SÃO OS PAIS DE AMANHA, QUALQUER TRAUMA DE INFÂNCIA TERÁ INFLUÊNCIA NA MANEIRA DE SER NO FUTURO.NÃO SEJAM SÓ PROGENITORES DAS VOSSAS CRIAS, SEJAM PAIS E AMIGOS DOS VOSSOS FILHOS!

Anônimo disse...

Finalmente encontrei um lugar no qual posso desabafar sem ser criticada...
Nem sei se odeio a minha mãe...pois para mim ela é tão insignificante...mas prefiro quando ela não está por perto...
Porém não quero que ela morra não...pelo contrário quero que ela seja bem feliz...bem longe de mim!!
O meu ódio começou quando ainda era adolescente...
Primeiramente gostaria de explicar que jamais dei trabalho a ela...sempre ajudei nos trabalhos de casa, sou estudiosa e sempre ajudei a economizar com o que quer que fosse, nunca fui namoradeira e sempre fui comportada (disso eu me arrependo)...enfim, sou a filha que toda mãe gostaria de ter!!heheh
A minha genitora nunca ajudou financeiramente, sempre foi meu pai o responsável pelas finanças, ela não suporta fazer serviços de casa, quem fazia e ainda faz somos nós (papi,eu e minha irmã), ela odiava dar carona ou levar a gente em algum lugar...enfim ela não fazia nada...daí eu comecei a reclamar e ela ficou irada, faz escândalos, me detona para os outros...para vcs terem uma idéia, nós 3 somos super unidos e não nos damos bem com ela...meu pai apesar de se calar ele está brigado com ela e minha irmã tbém...
Ela fala mal da gente pra todo mundo, meus conhecidos me viram a cara, tratam mal a gente...tudo pq ela insiste em resolver nossos problemas fora de casa...
Graças a Deus eu tenho um pai maravilhoso, que me apóia em tudo enquanto que aquela coisa só serve para berrar e me maltratar....
Eu não preciso dela pra nada...só estou esperando eu me formar e passar num concurso para eu ir embora desta casa...
Meu pai pretende se separar dela...e ela inclusive tinha pedido o divórcio...mas agora está toda oferecida querendo voltar...arrrrrrgghhh...como ela é nojenta caraaaa....acabou com o meu pai, detonou ele para os outros e agora vem com essa....salafrária isso que ela é!!!
E para os preconceituosos que repugnam as pessoas que odeiam a mãe: analisem primeiro a situação e vejam que tipo de mãe está semdo odiada para depois virem com esses discursos repletos de chavões!!!

Anônimo disse...

Exelente texto, porém gostaria defazer uma correção muitas veses o fato de se odiar a mae não se deve a falta de carinh e cuidados, pelo contrario, ocorre pelo exesso de amo, o caso das mães possessivas, eu não digo que odeio minha mae mais ja estu quase chegando la, o exesso de cuidado da minha mae não vai so ao fato dela achr que ainda sou criança, cuidar uem namoro, ou algo do tipo, ela chega aos extremos, de não me deixar sair de casa sozinha, nao ter amigas, ela age como se eu fosse uma propriedade dela que ela pudesse controlar, mais nao percebe que isso so faz e gostar cada dia menos dela.

Anônimo disse...

Deus do céu... nem acredito que não sou a única desse mundo que tenho este tipo de problema!
Como vcs conseguem viver? Estou cada dia mais deprimida. Leio os comentários de vcs e vejo a minha mãe.
Tenho 30 anos e os mesmos problemas.
Precisamos de ajuda terapeutica.
Minha mãe me causou muitos problemas. Aliás, todos que eu tive foram por culpa dela. Ela me batia quando criança, me humilahava, me chingava, diminuia minha auto estima, me olhava com desprezo e ainda passava na minha cara que me dava coisas materias, oq eu é obrigação dela! Mas amor, carinho, apoio, atenção... nada! zero! Tb me feriu bastante. Nossa... é muita coisa... só chro mesmo e peçoa Deus que me ajude a suportar esta dor.
Sinto inveja boa das mães das outras pessoas. Queria muito uma mãe.

Anônimo disse...

minha mãe é uma bruxa ela ñ sabe
q as palavras doem mais q a agreçõa
fisica e q c continua dec jeito vol
fugi d casa so pra ela fica desisperada e sofrer si é q ela vai sertin a minha falta e ela vai
paga todo meu sofrimento na pele
e eu ñ tenho medo dela
e vai um concelho cuanto mais vc fica queto mais ela vai torna sua vida um inferno vai faze vc d escravo eu sinti isso na pele meu pai é aucolatra e minha mãe sofre com isso e desconta em mim e meu irmão ela protege ñ chinga ele e eu ela chinga d vadia porca e outras coisas essas mães divião pensar nas coisas q faz começando pedindo descupa por tudo o q ja feis

Anônimo disse...

Se para mim existe uma mãe nao é esta, de mim ha muitas coisas que já nao vai ouvir, feliz dia da mae e lamento a tua morte sao duas delas ja ouvi a minha mae dizer muitas coisas feridas que nunca vao ser saradas. Dizem que falar mal de nós a familia é mau mas eu acho pior falarem bem de nos a familia e depois virem chamarnos cabra e vaca de merd* e porca em casa quando ninguém ta a ver
ouve um ano que nem celebrar o meu aniversario quis so o meu pai depois o celebrou com pena de mim eu sei que nunca deveria ter nascido mas nao por ela porque eu ficava bem melhor se nao tivesse nascido ao pe desta coisa

Anônimo disse...

EU QUERO QUE A MINHA MÃE MORRA

É difícil absorver essa mensagem? quem aqui tem uma mãe demoníaca? essa pessoa sim, pode responder. A minha mãe sempre foi uma mãe bastante dedicada aos meus dentes, cabelos, corpo, ou seja, essas coisas de estética, sempre quis que eu ficasse linda, sempre quis que as amigas dela percebessem que ela tem uma filha linda. Mas,no fundo, é só isso. A minha mãe é uma nojenta,me odeia, me coloca pra baixo em todos os momentos que pode, é desrespeitosa comigo na frente dos outros, nunca me deu um conselho amigo, nunca me chamou para conversar sobre assuntos de mãe e filha, sempre foi arrogante e só se importou com a minha aparência. Hoje, tem um filho de 5 anos, meu pequeno irmãozinho que sofre mesmo sendo um menino maravilhoso, ela grita por tudo, aqui, acordamos com gritos e dormimos com gritos, é aterrorizante, não temos paz, ela nem sequer diz bom dia, boa noite, boa tarde, bom trabalaho, va com deus, JAMAIS. Ela só se importa com a vida dos outros, dinheiro e em morrer de ciumes do meu padrasto. Não tem tempo pra gente, nega as coisas que pedimos, é simplismente detestavel. É muito triste viver com isso. Meus filhos vão ter a melhor mãe do mundo, que sou eu, vou matar e morrer pra fazer tudo completamente diferente do que essa vadia nojenta, faz. EU TE ODEIO, VAI PRO INFERNO, CAPETA.

Anônimo disse...

Esse post é do início de 2009 e ainda gera discussão. Vocês percebem como o tema ''odiar a mãe' é abafado pela sociedade? Nem na internet encontramos muito esse tema,é praticamente um tabu.
Deveriam existir grupos de ajuda e terapia em grupo nesse sentido...Esse post merecia no mínimo virar reportagem!

Anônimo disse...

EU ODEIO ODIAR A MINHA MÃE! me sinto muito mal com isso mais ela ñ me da outra opção sou obrigada a dizer pra ela coisas que eu ñ gostaria de dizer nem pra um cachorro .Sinto que moro com uma louka dentro de casa, uma mulher que tem duas personalidades !
uma hora ela me trata super bem outra hora ela tem coragem de me dizer absurdos como: nunca deveria ter tido você , parece que você quer tomar meu marido de mim, eu amo as suas irmães mas te odeio!

minhas duas irmães engravidaram com 14 anos nenhuma terminou os estudos e eu ? NUNKA fiz nada pra envergonhar a minha mãe no fundo eu axo que ela deve ter passado alguma coisa na gravidez e desconta e mim . As vezes axo que ela é louka msm !

Anônimo disse...

Como algumas pessoas já disseram, acho que é importante ressaltar que mãe é só uma pessoa, um ser humano; ou seja, é imperfeita. Muitas mulheres não nasceram pra ter filhos, simplesmente não tem aquele dom de ser mãe. Mas infelizmente acabam tendo. E NÓS, o resultado disso, sofremos pra caramba. O mundo banaliza o significado de ser mãe hoje, faz parecer que é a obrigação de toda mulher casar e ter filhos, então, o que as mulheres fazem? Casam e tem filhos. Mesmo aquelas que não deveriam ter.
Deveria ter filhos somente aquela mulher que realmente SENTISSE que seria uma boa mãe. MÃE de verdade são poucas. Eu acho ÓDIO uma palavra forte. Mas cada um sabe o que sente. Eu sinto uma profunda raiva de certas ações dela, mas ao mesmo tempo a amo. NINGUÉM é obrigado a amar outra pessoa só por que ela é sua mãe. Você escolhe. Assim como sua mãe escolhe se quer amar você ou não (não deveria ser assim, eu sei, mas é). Eu desejo muita sorte a todos que, como eu, entraram nesse site procurando um pouco de conforto em um momento difícil. Saiba que não está sozinho.

Anônimo disse...

odeio minha mãe derioo mesmo ela e um vapeta num dexa nem eu brincar na rua de baixo da minha eui odeio elaaa quero que morra

Anônimo disse...

não queria, mas odeio minha mãe, nunca consegui dialogar com ela, ela sempre me ignorou, me tratou com desdém, sempre achou que minha vida era uma maravilha,nunca deu atenção aos meus problemas, sempre que eu tentava desabafar ela desconversava. Procurei na rua o que não tinha em casa, e dei muita cabeçada.Meu pai nos abandonou quando eu era criança e com uma mãe como essa sempre me senti a pessoa mais sozinha do mundo.Infelismente tem mães que acham que dando comida, roupa lavada, coisas materiais aos filhos já é o suficiente. Ela é orgulhosa, fofoqueira e ignorante.Hoje sou casada e tenho meus filhos, porém tenho que cuidar dela porque já está velha e necessitada de ajuda.Eu peço muito a Deus que a leve, porque é muito dificil dar atenção a uma pessoa que não sinto amor e que carrego uma magoa tão grande, até a voz dela me irrita, sofro muito com isso, mas mesmo com a velhice ela não mudou.Ainda me sinto triste, penso que a minha vida teria sido muito diferente se tivesse tido uma mãe com a cabeça aberta e carinhosa, como vejo a mãe de muitas amigas minhas. Talvez por isso, por ter sido uma pessoa tão só, até hoje eu tenho problemas de relacionamento, sou sempre muito fechada, não fui criada no meio de uma familia feliz e isso me machuca muito. Não queria sentir raiva dela, e peço muito a Deus que mude essa situação, mas acredito que só quando ela morrer terei paz.Peço que não me critiquem, pois sou uma pessoa do bem e sofro muito por ter esse tipo de sentimento, queria que fosse diferente, me machuca muito quando algumas amigas minhas dizem que suas mães são diferentes. Tento entender o que eu fiz para ter uma mãe tão ignorante.Eu tento ser totalmente o oposto do que minha mãe foi e é comigo, tento ouvir tudo o que meus filhos querem me dizer e sempre faço o possível para dizer a eles o quanto os amo, acredito que eles tem uma cabeça muito boa e que tem e terão uma vida diferente da que eu tive. Eu sempre senti um misto de amor e ódio por ela, mas hoje acho que só sinto ódio, fico muito irritada só de olhar para, de ouvir a voz dela, tenho uma unica irmã que se parece muito com ela.Minha mãe nunca fez questão de nos unir, parece que sentia raiva quando conversávamos. Hoje não temos muito contato, então posso dizer que a única familia que tenho no mundo são meu filhos e meu maridoSó peço a Deus que a leve ou faça que eu sinta um pouco de amor ou compaixão por ela , já que tenho que cuidar dela.

Anônimo disse...

Acho ke td o que se apresenta aqui é verdade mas digo-vos uma coisa nunca tenham pena delas pq eventualmente acabam por as perdoar e a única coisa que elas fazem é voltar a desiludir-vos e realmente não acho que mereça esforço para uma pessoa que realmente não nos mereçe na sua vida e portanto eu odeio a minha mãe mas como não sou maior de idade sou obrigada a ficar com ela mais uns anos mas quando fizar dezoitos anos ponho-me a andar pq tmb nunca me pareceu que ela me quisesse aqui ou quisesse que eu nascesse

Anônimo disse...

Isto é para as pessoas ke falam mal deste site.
Há pessoas ke consideram este site um horror mas eu axo ke essas pessoas deviam ir pra merd* pq elas dizem isso pq recebem td o amor carinho e atenção do mundo das suas maes agora NÓS nunca recebemos nd fomos envergonhados,desgraçados, e mal tratados mts pessoas chegam a ser espancadas por terem maes assim, houve casos de crianças serem espancadas até a morte e ainda nos vêm dizer para termos calma com elas, terapias? Onde é ke isso ficou na vossa cabeça podemos até fazer dezenas e dezenas dessas mas o ke foi feito nunca desaparece! Ja pensaram nisso?
Já pensaram o ke é chegar a casa e chamarem-nos nomes,baterem-nos e dizerem-nos pra simplesmente desaparecer?! Já pensaram o ke é envergonharem-nos a frente de td a gente ke konhecemos, irmos pra escola com marcas nos braços e na cara ou irmos tão mal vestidos ke as pessoas começam a pensar ke somos tao pobres ke mal nos conseguimos vestir?
Excesso de amo?!
Isso não existe pra nos! Pra nos nem seker existe minimo dos minimos de amor!
Há momentos em ke nós chegamos a imaginar e/ou a planear a sua morte! Imginam o ke é isso??
A momentos em ke por causa dela chegamos a pensar ke somos tão insignificantes ke no dia a seguir temos de ir a um psicolgo/psiquiatra pq ja ficamos malucas kom a falta de amor no nosso lar...
Tenho 13 anos e desde de ke me lembro ke sou mal-tratada portanto as pessoas ke axam ke odiar a sua mãe é um horror mas msm assim odeiam continuem! ODIAR é um sentimento verdadeiro ke só sentimos kuando incoscintemente pensamos ke necessitamos... Se não houvesse o ÓDIO tds as pessoas pensariam que eram malucas nunca pensem isso vcs nunca serão malucos ou foram, maus-tratos nao sao coisas ke façam uma mãe mas ke fazem uma parva insignificante ke não nos mereçe.
Obrigada.

Anônimo disse...

Eu e minha mãe tinhamos um relacionamento bom quando eu era criança,mas depois que ela se separou do meu pai eu escolhi ficar com ela,mas depois de um tempo morando com ela eu vi realmente quem ela era e isso doeu muito sabe quando vc confia realmente na pessoa e depois vc ve que não passou de uma mentira,por conta da separação ela entrou em depressão e virou alcoolatra,e isso afetou muito a nossa relação eu ter que buscar ela no bar caindo de bebada,teve uma vez que ela foi em uma reunião da escola e na saida da reunião ela passou em um bar para beber e uma pessoa que conhecia a minha mãe me ligou para eu ir buscala nossa foi a gota d´água,depoi disso nosso relação piorou ela perdeu o emprego,tinha noites que eu não coseguia dormir com ela batendo na porta do meu quarto gritando e falando coisas horriveis,depois ela começou a namorar com um cara bebado também e começou a me maltratar com palavras na frente dele foi horrivel, e ainda esta sendo eu não aguento mais eu não queria sentir esse odio que esta se formando dento de mim mas as palavras machucam muito,eu vejo as mães das minha amigas totalmente diferente da minha mãe, eu queria tanto ter uma mãe companheira que não bebece,UMA MÃE DE VERDADE que a muito tempo minha mãe não esta cendo,e o pior é que quando meu pai se separou da minha mãe ele falou que eu iria ver quem ela era com um tempo,e hoje eu compeendo oque meu pai disse,eu sou uma pessoa totalmente infeliz e estou desgastada com tanto problema só tenho 16 anos e não posso sair de casa mais quando eu poder eu vou embora e nã irei olhar para trás,eu quero muito ser feliz ter filhos e dar todo o amor que eu não tive.PS:as pessoas que dizem que é frescura de adolescente vai tomar no c* por que só quem passa por essa situação é quem sabe.

Anônimo disse...

Eu odeio a minha mãe e o pior é que ainda vivo na mesma casa que ela. Ela adora o meu irmão e quando ele nasceu ela me rejeitou totalmente. O meu irmão mandava em mim, ele era pequeno coitado nem sabia bem o que fazia, chorava de propósito e a minha mãe punha-me fora de casa! Graças a Deus tive a minha avó para me acolher e me ajudar, ela até contou ao meu pai que a minha mãe me rejeitava, mas sem efeito. A minha mãe conta toda a minha vida para toda a gente, mesmo coisas que nem ela sabe fica inventando sobre mim. As pessoas vêm ter comigo e me falam daquilo que não deviam saber, porque ela conta tudo. Recentemente tive uma desilusão amorosa, namorei 5 anos e tudo terminou, eu queria esquecer mas a minha mãe fica falando da minha ex o tempo todo e conta para toda a gente o que aconteceu, aí as pessoas querem saber mais e me vêm perguntar, eu só quero paz e sossego. A minha mãe só quer saber do meu irmão, dá tudo para ele e a mim nunca deixou o meu pai sequer dar nada. Eu não desejo que ela morra, só quero me afastar dela porque odeio olhar para a cara dela, ela não é nem nunca foi minha amiga, é uma traiçoeira. Eu não falo em casa, nem à mesa, pareço um morto vivo aqui em casa mas tem de ser assim para que as pessoas me respeitem aqui, até o meu irmão aprendeu a respeitar-me porque eu passei a ser bastante mais agressivo. Eu vivo a minha vida mas há coisas que não consigo porque a presença dela me dá nojo. Eu quero mesmo muito sair desta situação, daqui a um ano espero não estar mais nesta casa, sei que vou dar uma grande desilusão ao meu pai mas vai ter de ser, tentarei ir para casa de familiares ou algo do género, só se conseguir viver sozinho, mas até lá vou arranjar a melhor solução.

Anônimo disse...

Já escrevi aki mts vezes mas hoje foi de vez. Fui mal-tratada,envergonhada,gozada,desgraçada e ainda me proibiu de ir ter com a única pessoa ke me dá ou deu apoio na vida, a única pessoa ke me deu um ombro pra chorar e me disse as melhores palavras da vida kuando lhe contei sobre a minha mãe: "Nunca tentes melhorar a tua relação com alguém ke so te sabe desiludir porque kuanto mais o fizeres a dor vai aumentar cada vez mais, não sintas pena dakeles ke te mal tratam pq esses são akeles ke não vêem o teu valor e o kuanto fazes falta na sua vida."
Essa foi as únicas palavras doces e simpáticas ke recebi na minha vida e a minha mãe tirou me essa pessoa, essa rapariga chama-se Joana, eu fui proibida de ver a minha melhor amiga, fui proibida de ver a única pessoa no mundo ke sempre considerei familia...
Para mim não existe uma mãe, eu tenho um pai e um irmão e mais nada, se alguém me preguntar sobre a minha mãe, ela morreu pra mim, como a minha melhor amiga disse "não vale a pena lutar por uma relação se simplesmente as pessoas não valem a pena."
Obrigada

Anônimo disse...

Os meus pais se separaram mais até aí td bem eu aceitei bem.O problema era o motivo minha mãe descobriu do NADA q é lésbica.Eu ñ sou preconceituosa nem nada + ela foi embora e agora mora com essa mulher eu moro com meu Pai ele mi fala todo dia que ela é uma sapatona,nojenta eu ODEIO ela com todas as minhas forças,ela deveria ter "descoberto" isso antes e agora eu pago pelos erros dela???Ela não me ama sempre diz que tá fazendo o que quer diz que não era feliz ela tem depressão e tudo, fala que tem saudades de mim e dos meus irmãoS + é mentira quem ama proteje eu nunca contei isso pra ninguem ODEIO ODEIO ODEIO ODEIO ela é isso nunca vai passar quando ela morrer eu só vou sentir falta de ter gritado na cara dela-SUA DOENTE EU SEMPRE TE ODIEI E SEMPRE VOU ODIAR!!

Anônimo disse...

Na verdade eu estou muito emocionada com esses depoimentos aqui , lí aqui muito do que passei,ouví,reviví cada agrecao , verbal e física , e mental,que é a pior até hoje , é a que demora mais pra se esquecer!!
Drama !!!!!, poi é eu achava até pouco tempo ainda !! eu tenho 34 anos , e descobri a pouco tempo que a melhor coisa que eu fiz foi admitir só pra mim , que seja , que eu ODEIO A MINHA MAE!!

O que me faz mais triste e ver que essas pessoas vao ter os mesmos problemas que eu tivo , tanto de sociabilidade , quanto de se aceitar , e se entender , como disse uma das comentantes ,^( a maioria sao mulheres ,ja reparou), bem ela citou que se demora muito aprender a se gostar , pra quem cresceu sendo condicionado a se odiar!
A grande maioria nao tem idade, nem
como se defender por meios comuns ,nao tem a chance de fazer terapia etc, eu aconselho lutar para uma vida profissional bem remunerada , casar pra sair de casa é pior , EU FIZ ISSO !!!
Estudem, se transformem em gente melhor,humildes,porém fortes e nao se culpem por odiar ,simplismente se valorizem a cada problema .
obrigado por colocar aqui um assunto tao polemico, !!

maria disse...

A hipocrisia é reinante, são poucas pessoas que tem coragem de admitir que odeiam a mãe.
Suporto a minha, mas muitas vezes nem tolero.
O problema é a imagem que incutem em nossas mentes que mães são seres abençoados, e a maioria das mulheres crescem acreditando nisso, mães são más e invejosas pricipalmente se tiverem filhas, pois a grande maioria idolatram os filhos e tratam as filhas como empregadinhas.
Abri um blog so pra tratar dest assunto, e nele vou descrever todas as atrocidade que a minha mae cometeu contra mim e meus irmãos

Billy disse...

Odeio tanto a minha mãe que da vontade de matar ela ou ate mesmo de me suicidar,ela me chama de ignorante de burra,a bestalhada,insuportavél,eu não aguento mais isso,mim da ate vontade de ir embora de casa,mais mim pergunto ir embora pra onde,so tenho 14 anos,eu amo meu pai mais me chateio com ele toda hora.Ela mandou pega r roupa na laje fui pegar e a depois algumas das roupas estavam um pouco molhada ela deu um ataque eu fui buscar a roupa quando cheguei na laje começei a chorar......Eu não agunto mais........

Anônimo disse...

Vocês não tem noção do quanto eu sofro. Li os depoimentos aqui e vi minha mãe por completo. Ela é possessiva, falsa, minha inimiga declarada. Quando eu era menor, não havia esses problemas. Com a morte de meu pai, as coisas foram mudando radicalmente. Cresci na minha adolescência ouvindo coisas terríveis. Todos os dias, sem exagero, eu ouço que não presto, que sou o culpado pelas doenças dela, que não trabalho e que sou o sugador dos recursos financeiros da casa. Sou humilhado por cada colher de comida que ponho na boca. Inúmeras foram as vezes em que a comida esteve misturada a lágrimas.

Ela faz chantagem, é fingida na frente dos outros, querendo dar uma de mãe moral e aconselhadora. Inventa doenças quando vou sair, detesta minha namorada (e estamos quase noivos), fala que minhas músicas são mensagens do demônio (escuto metal), que meu trabalho é insignificante e que paga mal...

Não demonstra nenhum gesto de carinho por mim. Fico revoltado porque no meu caso, sou filho adotado, a maternidade é uma escolha e não uma imposição biológica. Sabe como ela me acorda? Ditando os afazeres do dia. Nunca ouvi um bom dia, NUNCA.

As coisas ficaram muito piores quando ela tornou-se evangélica. Todas as manias e os transtornos obsessivos atingiram níveis intoleráveis para aguentar.

Não encontro motivos para tal indiferença. Trabalho desde os 13 anos, não bebo, não fumo, não sou de ir a muitas festas, trabalho de segunda a sábado e ainda ajudo em algumas tarefas da casa. Mas o monstro que foi colocado para ser minha mãe me ensinou algumas coisas que tornaram ideais em minha vida. Vivo hoje para ganhar dinheiro. Tornei-me uma pessoa extremamente gananciosa, querendo ver todas as formas de ter minha carteira cheia. Claro, tenho consciência das coisas ilícitas, mas o dinheiro agora é um fator de sobrevivência e valorização para mim. E a outra coisa é: passei a odiar ainda mais os evangélicos. Raça fingida, alienadora. Todas as igrejas deveriam ser queimadas com todos esses condenados.

Agradeço a oportunidade do blog para desabafarmos. Atualmente, estou juntando dinheiro para ir morar em um flat e sair dessa caixa de Pandora onde vivo e deixar a minha mae sozinha até o fim dos dias dela.

Anônimo disse...

e dificil viu ... falar de uma pessoa falsa , egoista , q toda vez q eu tive um namorado ela transava c eles , e eu terminava meu namoro , a vida dela e dar p um e p outro , a ultima vez me deixou em cima de uma cama recem operada , me deixou sozinha c o filho dela q e meu irmao por parte de mae , pq nem meu pai ela sabe quem é ...
entao me deixou sozinha e viajou de onibus p outra cidade p transar c meu namorado , ela sempre faz isso , nao enxerga a idade q tem , quer se comportar cm mocinha ,
nem eu q tenho 31 anosw nao faço tanta palhaçada , alias sempre meus avos e eu q temos q consertar as cagadas dela , mas menos mal q eu sou casada , moro longe do brasil , em outro pais , nao vejo a cara dela , e ela nao me ve , meu marido nao da muito moral p ela , so se viram uma vez no meu casamento , mas enfim meu marido me ama , ele e um homem e nao um moleque , entao qdo ela viu ele ela nao se meteu a besta de querer se jogar em cima dele , pq eu falei p ela , se vc estragar minha vida eu te mato e depois me mato , ela sabe q me cansei das putarias dela .
so sei gente q o mundo da voltasssssssss e voltas , o tempo passa e elas vao ficar velhas , e so entao vao ver q q fizeram , mas ja vai ser tarde demais!

Anônimo disse...

Não há nada neste mundo que posso descrever o que "Nós" sentimos, odiar o ser vivo de qual nós nascemos não é mau,só diz que essa pessoa é um ser vivo horrível e que nunca devia ter sido mãe, a partir desse ponto é que devia pelo menos existir um meio onde pudéssemos escapar desta vida.
Há momentos em que estar com as pessoas que mais amamos fazem esquecer os problemas por meros segundos/minutos ou até algumas horas, mas quando chegamos a casa e vemos o ser vivo a que chamamos mãe a agir com desprezo para nós, faz pensar em muita coisa.
Pensamos:
Quem é ela?
O que fui eu fazer para me calhar esta?
Que coisa horrível fiz?
O que me aconteceu?
Porque tenho marcas nos braços?
Porque tenho a cabeça partida?
Porque tenho o coração despedaçado se não fiz nada de mal?
É assim o nosso dia, o nosso pensamento e os nosso desejos.
Peço que percebam que as pessoas que odeiam a mãe não o fazem como escolha, mas sim porque têm de o fazer.
Obrigada

Anônimo disse...

ODIAR A MÃE PARECE ALGO PECAMINOSO,MENTIRA!REALMENTE TEM PESSOA Q VEM AO MUNDO PARA FERRAR COM A GENTE.SABE O Q MINHA MÃE ME DISSE MINUTOS ANTES DE EU ENTRAR NA IGREJA PARA ME CASAR?QUEM DIRIA Q UM DIA EU A VERIA VESTIDA DE NOIVA,EU Q TENTEI TE ABORTAR 3 VEZES E VC TÁ AI...PRA VC VEREM COMO FUI BEM VINDA A ESTE MUNDO...

Anônimo disse...

Nossa eu odeio tanto a minha mae.. um sentimento horrivel q tenho por ela sempre fiz de tdu pra tentar ama-la mas ela naum me da outra alternativa eu nunka prestei pra ela ela sempre me xinga ( biscate , vagabunda,fla q eu so uma peste que eu num valo a comida q eu como ) me humilha...quando vo tentar conversar com ela,, ela num ker saber da minha vida naum se interresa eu trabalho durante o dia e estudo a noite na hora do almoço eu chego em casa e o marido dela ta deitado no sofa assistindo televisão ou ta andandoa toa na rua eu tenho q chegar e fazer comida se eu quizer comer tenho q fazer todas as obrigações de casa eim apenas 1:30 de almoço e meu serviço é meio longe as vezes quando chego da escola ela ta me esperando pra me xingar eu tenho apenas 16 anos e quando é fim de semana ela naum quer deixar eu sair pra me divertir com meus amigos ....... eu tenho mais afinidades pra ter amigos homens do q mulheres ai quando to no meio deles ela fla q eu so vagabunda q naum existi isso de homem ser amigo de mulher ....as vezes ela fla q eu num levo meus amigos em casa q ela num conhece nenhum um dia levei isso pq nem em casa eles entraram fikaram só na frente da minha casa tomando terere e conversando depois quando foram embora ela flo q num queria sabe de macho na porta da casa dela naum que da proxima vez q aparececem na porta da casa dela ela ia por todo mundo pra corrrer
pra ela ninguem q anda comigo presta isso pq eu num faço nad errado num mexo com droga num faço nad nunka matei ninguem as vezes me pergunto pq q eu nasci de uma coisa dessa eu a odeio tanto q eu chego a desejar q ela morra q va pro inferno eu choro tanto pq eu tento agradar ela e ela vem pra cima de mim querendo me bater fla q eu nunk vo ter nad e nem ser nad na vida ela gora todos os meus sonhos ... mas no fundo eu sei qeu tentei ama-la e ela msm naum deixo q isso acontecesse ... eu ee meu padrasto naum nos damo muito bem ele se intromete na minha vida fika flando as coisas pra minha mae e chego a um ponto dela flar q se ele largasse dela por minha causa ela ia me matar de tanto q ela ia me bater sendo q ele num da valor nela tem vergonha de sair com ela .... praticamente eles nem sai de casa eles quando brigam ele machuca ela mas nuam naquele exagero de bater nela pra ela fika com o olho roxo essas coisas assim .. mas uma vez ela fico com uma mordida nas costa bem feia os braços na altura do ombro com umas marcas roxas e msm assim ela da valor q nele q num presta do q ne mim q so filha dela e sangue dela....... consegui desabafa pois ja naum tava aguentando guardar isso pra mim parece q eu vo explodir naum vejo a hora de conseguir sair de dentro da casa dela eu a odeio com todo meu coração ...infelismente mas naum tenho outra opção...

raquel disse...

odeio a minha mãe, pq desde criança ela sempre me humilhou com palavrões, sempre fez questão de dizer que não me suportava. os anos foram passando hj tenho 35 anos e a situação é a mesma. por várias vezes me aproximei mas sempre levei patadas.tenho 3 filhas que ela nem faz questão de ver. ela tem mas três filhos, os dois mais novos são de outro pai, estes ela adora, já são adultos, o rapaz tem 20 anos não trabalha e maltrata ela, mesmo assim ela faz td p/ele.diz q/eles são filhos do hm q/ela mais amou. não pedi p/nascer, não me lembro de nenhum momento de carinho e afeto comigo ou com meu outro irmão.ela fala p/todos que aonde estou ela não vai.quando é natal dia das mães ou qualquer data comemorativa nunca sou convidada.tenho tanta mágoa que hj sei que ja é ódio.

Anônimo disse...

Eu sou uma mãe odiada pela minha filha. Separei do pai dela quando ainda ela era criança. Ele bebia, jogava, traia, e ainda eu que sustentava ele e minhas filhas. Após a separação ele se ausentou totalmente. Ela foi criada apenas por mim, tanto materialmente, afetivamente e moralmente. Sei que a ausência paterna durante o desenvolvimento da criança e do adolescente é um tema complexo e que a participação da mãe nessas situações é muito relevante. A ausência do pai é um ponto importante da vida, mas nunca joguei filha contra pai. Ao contrário, sempre procurei ajuda financeira e moral dele, mas sempre se negava. Hoje já formada, é advogada, e continuo sustentando-a de tudo. Aluguel, condomínio, mercado (até desodorante, shampoo, etc), plano de saúde, faxineira.....
Quando peço a ela para cooperar com algum pagamento com os honorários que recebe, se nega e gasta todo com roupas, sapatos, bares.
Nunca procura saber se estou bem (tenho trombose, pressão alta), me tem apenas como a pessoa que a sustenta. Quando telefone é porque precisa de alguma coisa. Outro dia lhe pedi uma carona para botar o meu carro para lavar e ela fez corpo mole, demorou e negou. È brincadeira??? Aí me enfureço e digo que ela é incapaz de dar uma simples carona a quem lhe sustenta e ela faz cara de que me odeia. É fria, prepotente, arrogante, interesseira, acho-a uma pessoa má porque se comporta assim com outras pessoas. Acredito que ela me odeia porque sou a única pessoa que ela tem com quem pode contar e parece que isso lhe incomoda muito.

Anônimo disse...

Eu sou uma mãe odiada pela minha filha. Separei do pai dela quando ainda ela era criança. Ele bebia, jogava, traia, e ainda eu que sustentava ele e minhas filhas. Após a separação ele se ausentou totalmente. Ela foi criada apenas por mim, tanto materialmente, afetivamente e moralmente. Sei que a ausência paterna durante o desenvolvimento da criança e do adolescente é um tema complexo e que a participação da mãe nessas situações é muito relevante. A ausência do pai é um ponto importante da vida, mas nunca joguei filha contra pai. Ao contrário, sempre procurei ajuda financeira e moral dele, mas sempre se negava. Hoje já formada, é advogada, e continuo sustentando-a de tudo. Aluguel, condomínio, mercado (até desodorante, shampoo, etc), plano de saúde, faxineira.....
Quando peço a ela para cooperar com algum pagamento com os honorários que recebe, se nega e gasta todo com roupas, sapatos, bares.
Nunca procura saber se estou bem (tenho trombose, pressão alta), me tem apenas como a pessoa que a sustenta. Quando telefone é porque precisa de alguma coisa. Outro dia lhe pedi uma carona para botar o meu carro para lavar e ela fez corpo mole, demorou e negou. È brincadeira??? Aí me enfureço e digo que ela é incapaz de dar uma simples carona a quem lhe sustenta e ela faz cara de que me odeia. É fria, prepotente, arrogante, interesseira, acho-a uma pessoa má porque se comporta assim com outras pessoas. Acredito que ela me odeia porque sou a única pessoa que ela tem com quem pode contar e parece que isso lhe incomoda muito.

Anônimo disse...

Meu Deus!!! Que tristeza ler isso e ao mesmo tempo me sentir tão aliviada por não ser a única!! Tenho 38 anos sou doutora e cheguei a esse título a baixo de uma imposição de baixa auto-estima violenta vinda da minha mãe. Sim essa mesma que eu achava que tinha que respeitar por ser sagrada!!! Mas o que ela fez todos esses anos!! Recebo suas culpas constantemente!! Ela não escova os dentes a não sei quantos anos, usa um algodão na boca que fede a podre e nunca mais foi em ginecologistas!! Quando eu falo pra ela se gostar um pouco mais e resolver esses problemas ela me diz que tudo isso foi eu que causei!! Vive no passado e diz o tempo todo que é uma sofredora, fala mal de mim pra todo mundo, me enche de presentes para depois me cobrar... Me atira na cara a comida que eu como, a moradia e tudo o mais, etc..etc..etc.. Tenho um noivo maravilhoso e vou casar.. estudei.. fiz minhas merdas de adolecente.. E quem não fez?? Mas mesmo assim ela me diz que não presto, não fui uma boa filha, só faço merda (e as vezes fiz mesmo mas e daí? É motivo para anarquizar a vida de alguém? E o amor de mãe? E aquela pessoa que tu poderia confiar custe o que custar?). As vezes queria que ela fosse mãe desses doidos de crack que roubassem tudo dela, para que ela tivesse motivos para falar mal de seu filho. Como meu pai que me disse um dia antes de sair de casa, agora chego a mesma conclusão: Ela nunca me amou... Porque nunca se amou... e blá blá blá... E mais gente também passa por isso.. Então força amigos!!! E obrigada!!!

Anônimo disse...

Meu Deus!!! Que tristeza ler isso e ao mesmo tempo me sentir tão aliviada por não ser a única!! Tenho 38 anos sou doutora e cheguei a esse título a baixo de uma imposição de baixa auto-estima violenta vinda da minha mãe. Sim essa mesma que eu achava que tinha que respeitar por ser sagrada!!! Mas o que ela fez todos esses anos!! Recebo suas culpas constantemente!! Ela não escova os dentes a não sei quantos anos, usa um algodão na boca que fede a podre e nunca mais foi em ginecologistas!! Quando eu falo pra ela se gostar um pouco mais e resolver esses problemas ela me diz que tudo isso foi eu que causei!! Vive no passado e diz o tempo todo que é uma sofredora, fala mal de mim pra todo mundo, me enche de presentes para depois me cobrar... Me atira na cara a comida que eu como, a moradia e tudo o mais, etc..etc..etc.. Tenho um noivo maravilhoso e vou casar.. estudei.. fiz minhas merdas de adolecente.. E quem não fez?? Mas mesmo assim ela me diz que não presto, não fui uma boa filha, só faço merda (e as vezes fiz mesmo mas e daí? É motivo para anarquizar a vida de alguém? E o amor de mãe? E aquela pessoa que tu poderia confiar custe o que custar?). As vezes queria que ela fosse mãe desses doidos de crack que roubassem tudo dela, para que ela tivesse motivos para falar mal de seu filho. Como meu pai que me disse um dia antes de sair de casa, agora chego a mesma conclusão: Ela nunca me amou... Porque nunca se amou... e blá blá blá... E mais gente também passa por isso.. Então força amigos!!! E obrigada!!!

Anônimo disse...

Olha, infelizmente tentei compreender minha mãe, meu deus minha vida poderia ser diferente, primeiro meu pai me amaldiçoando e amaldiçoando meus irmãos. Ele trabalhava, não faltava comida, nada, mas não tinharspeito pelos filhos ou mulher...
Ele já faleceu. Minha mãe hoje só me despreza, fala maldições, diz que não sou nada , não vou ser. Agride verbalmente, faz coisas só para irritar, nã lava minha roupa e se eu vou lavar não deixa... eu não ligo por isso, ligo pelo desprezo por ela sempre querer me prejudicar... não aguento mais viver esta casa, já tentei sair, falta dinheiro. Existe um inventário que ela não quer resolver.
Estou sendo prejudicado demais, demais,demais, um irmão agride ela verbalmente, ofende , tudo. O outro também e faz uso de crack e é ELE QUE ESTÁ A FRENTE DO COMÉRCIO DA FAMÍLIA, única renda mesmo hoje.
Ela só me despreza, sei lá deve achar que sou gay, me odeia, faz chantagens todas, nã o me respeita..filho deve respeitar pais, mas mães também devem respeitar os filhos, eu acho!
Vivo um inferno em casa, juro, não aguento masi, claro que se pudesso ia embroa, mas como ssair agora sem emprego sem dinheiro???
Ela há 17 anos toma remédio controlado, tem eplepsia, não acho que é só esse o motivo para seu comportamento. ela sempre foi desiquilibrada, desde que me lembro como criança.
Meu deus é difícil até escrever, ´parece um carma essa situação e a cada dia piora, tento solção e a cada dia piora, iopra, agora nem consigo escrever direito.
meu deus é difícil, ela ofende, agride, quebra coisas, me edsrespeita de uma forma... me formo ela diz que não cnisigo nada, trabalho ela finge que nem vê.
Olha, meu deus, é difícil, não sou assassino, tal, se não , nem escrefvia este desabafo , claro. Mas eu gaurdo hoje um ódio tão grande e se ela morrer hoje, vai ser só um alívio, alívio. Vou embora daqui e pronto...meu deus, ela é muito irritante, estúpida, agressiva, até vizinhos aqui do lado não gostam dela...

Anônimo disse...

Acredito que a solução dever a saída do filho ou filha de casa e nunca mais o contato coma mãe.
É o tenho tentado, quando sair e casa , jamis vou fazer contato, minha mãe já morreu para mim.

Anônimo disse...

Acho que, falando de Brasil, a coisa era assim a mulher casava por obrigação e tinham 20 filhos, quanto mais filhos era melhor, para trabalhar na terrinha odspias,sem dar contas de si mesmos, sem educação, sem dinheiro, com muita violência e zero de educação e instrução.
Hoje não é muito diferente, zero instrução, zero educação, zero de amor! Zero de estrutura psiquica e moral... só diminuiú o número de filhos...Aborto SOLUÇÂO, não quer ter filho, não jogue fora, não maltrate, aborte e pronto!
Agora para os filhos duas soluções, ESPERAR A MORTE DA MÂE ou sair de casa, estudar e trabalhar!!!
há mulheres que não nasceram para ser mães, simples! Se tornavam por ser única saída, da casa dosp ias, tal...

RENATOMAROLA disse...

alice .5 de maio de 2011. eu odeio minha mae porque nunca me esclareceu nada e nunca teve nenhum vinculo de amor para comigo .eu a odeio de verdade .sempre me xingou de danada sua bruaca e outras coisas mais.nunca me falou de amor .eu nao pedi paa nascer e amldiçoei o dia que nasci.sei que isso nao é certo mas eu a odeio pelo mau que me causou até hoje eume sinto insegura e com odio no coraçao .

Anônimo disse...

Quanta amargura!

Procurem sua independencia financeira em primeiro lugar! O resto será consequência!

Anônimo disse...

Estou triste a ter que participar desses comentários, não gostaria de estar nessa situação, mas o amor e carinho pela minha mãe venho perdendo a cada dia. Antes eramos ammigas, confidentes, mas atualmente tudo o que ela faz ou fala me inrrita. Somos do mesmo signo e ficamos de tpm na mesma data, as vezes tento pensar nisso como disculpa. Mas o fato é que ela demostra nitidamente gostar mais do meu irmão do que de mim, e isso não é ciúmes. Mas ela a todo o momento tenta me por pra baixo, me roga praga dizendo qu e ainda vou sofrer muito na vida, que vouter filhos que respondam pra mim, entre outras coisas. Fala mal do meu namorado tentando fazer a minha cabeça contra ele. E sempre consegue se fazer de vitima na vrente do meu pai, fazendo com que ele fique contra mim e ao favor dela. Se não bastase tudo isso ela sempre joga na minha cara que vivo nas custa dela, e que não tenho mais idade pra ficar dependendo dela, vira e mexe ela me manda embora, mas infelizmente nem eu nem o meu namorado temos condições financeiras estável de nos mantermos sozinhos, mas assim que conseguir me formar e trabalhar de carteira assinada vou embora no mesmo ato, nem que tenha que morar sozinha, isso eu prometo, mas estou perdendo o amor pela minha mãe. A gente nunca se acertou e tenho certeza de que isso não vai mudar.

Anônimo disse...

é horrivel participar deste blogger,minha mãe me odeia desde a barriga.e ao mesmo tempo me inveja.sou filha única e cuido dela que esta muito doente.ela disse ao meu marido que eu era uma cadela de sarjeta antes de casar.sou uma malvada, tudo que faço é errado. faço tudo para agradar mas ela suspira de ódio ao me olhar pela manhã servido o seu café com todo carinho.não consigo odia-la , sito pena porque ela se consome em ódio por mim.filha sofida.

Anônimo disse...

eu odeio minha mãe! ela meata komo um qualquer! desejo tudo de ruim pra ela! ja me deu até vontae de me matar pra ver se ela sente minha falta

DRIKA LIB! disse...

Eu odeio a minha mãe,não tenho culpa de ter nascido e nem pedi para nascer,mais isso não justifica ela ter colocado 5 filhos no mundo e ter suas preferencias,e quanto a mim???minha mãe é materialista,se vc tem dinheiro vc tem valor pra ela,sempre apóia as cafagestadas do meu irmão que por sinal é um pulha totalmente sem caratermcasado com uma víbora que enganou a todos inclusive a minha mãe,queria ter uma mãe amiga,companheira,carinhosa,e não tenho nada disso,dia a dia ela me vampirisa em todos os sentidos,e eu idiota que sou ,muitos anos mendiguei um resquicio do carinho dela e nada,cancei de lutar e ela é a grande responsável por matar o mínimo de carinho ou o amor que um dia,eu digo um dia eu tenha sentido por esta pessoa,sou gente,ser humano,mereço pelo menos respeito,e ja que esta criatura é incapaz de me dar o minimo que seja,acaba-se também a minha obrigação com ela e que
Deus a perdoe por tudo que fez a mim,pois eu não consigo perdoala

Anônimo disse...

http://vidaparente.tumblr.com/

Comecei um blog, para compartilhar sentimentos,traumas e situações, vividas com a minha mãe.

Se você sempre sofreu tortura psicológica,ou qualquer outro tipo de maus tratos, de quem devia te proteger, você não está sozinho!

abrç

Anônimo disse...

eu odeio minha mãe pq ela gosta de sofrer na mão dos irmãos dela. Ela me criou num ambiente cheio de brigas e humilhaçoes. Todos os dias eu choro, sou uma pessoa emocionalmente doente por causa da falta de iniciativa dela de sair de perto de gente tão ruim!
meu blog: http://odeioador.blogspot.com

Anônimo disse...

muito obrigado
por vcs falarem disso
minha mae e meu pai me odeiam
me batem olha tipo
Queria ter uma mae e um pai de verdade ...

Anônimo disse...

Nossa nem acredito que vou escrever isso aqui, mas ...
Minha mãe sempre teve o poder de acabar comigo, desde criança ela desconta td em mim... Quando pequena ouvia sempre que não servia pra nada, que ela ia me mandar pra um colegio interno, que nunca eu ia ser alguem na vida, que só fazia mal. Se brigava com meu pai era sempre culpa minha... Td , cresci me sentindo muito mal, como se tudo aquilo fosse verdade, como se eu nunca fosse ser alguém, que nunca iria dar orgulha a ela...

Não sei se tenho odio, acho essa uma palavra muito forte, aprendi com o tempo deixar essas coisas me abalarem menso, mas tem dias como hj que a ferida parece ter um rasgo...
Achei q as coisas estavam mudando. Depois de muito tempo, achei alguém muito especial que me apoia , assim tive coragem pra voltar a estudar, fiz um tecnico e agora passei em uma faculdade publica, achei q assim ela teria orgulho, mas não - apenas consegue pensar no dnheiro q vai gastar, no trabalho que talvez ela vai ter...
Vou ter q me mudar de cidade pra fazer facul, amanhã vou olhar uma possivel casa que vi a vaga pela net, queria a companhia dela , mas ela so se preocupa que vai ter q passar 6 horas na estrada...
Queria um dia ter uma mãe que se preocupasse, que dividisse comigo uma vitoria...
Me sinto mal... triste.... quando a personalidade egoista dela consegue me atacar, volta um turbilhão de sentimentos e lembranças ruins da minha infancia - só consigo pensar em querer etender pq ele judia tanto de mim...
Ainda sim, não consigo odiar, as vezes só queria entender qual foi o mal que a fiz quando nasci... pq me tratar sem amor... Hj no meio de um monte de coisas horriveis q ela me disse, ouvi assim: o mundo é ruim, larga de ser fraca vc, já tpa grande vai resolver suas coisas sozinhas e para de sentimentalismo. Fiquei chateada, pois não é frescura sentimental querer alguem cujo vc acha importante perto de vc nesse momento tão complicado...
Não consigo mais escrever, meus olhos e meu peito estão se rasgando, eu sei que amanha estarei melhor, que como por outras tantas vezes ja chorei uma hora a lagrima seca...
Tomara q todos nós aqui, não nos tornemos espelho dessas mulheres... q o odio passe e isso nem tenmha mais importancia pra gente...

aiaiai... ta doendo e eu nem sei ...
abs

Anônimo disse...

é dificil mesmo,eu peguei uma raiva imensa da minha mae,pelas agreções verbais,o fato da pessoa descontar a raiva no proxima,é um grande problema,aqui,minha mae arranja motivos para me ofender,a maioria deles é a questao financeira,talvez pode ser um momento de raiva,mass,as coisas q ela diz,nao é de momento pra mim,me magoa,e muito,e o pior de tudo,é minha irma,ela aproveita da situação ,qndo minha mae esta com raiva de mim,para brigar comigo tbm,entao,imagina,o meu caso,duas pessoas me ofendendo,humilhando,so pelo prazer de me ver mal,hoje mesmo falo q tem vontade de arrancar meus dentes no murro,cara
,nao sei oq fazer,fico no meu quarto,vou pro trabalho,e volto pro meu quarto,para evitar confusao,mas nao adianta muito.q Deus me ajude,pq minhas esperanças de viver ja tao acabando,me sinto um merda.

Anônimo disse...

E eu passo mas ou menos por isso mas e um pouco diferente eu nao odeio ela eu so nao consigo mas conviver sabe ela me humilha muinto pelo fato de eu ter me casado muinto cedo e engravidado tb ai nao deu certo e fiz a burrada de voltar a morar na casa dela desenpregada ela q paga minhas contas e mi humilha passa na cara sabe doi muinto magoa machuca sabe eu nem sou mas uma mulher alegre sabe nem saiu mas de casa viuvo infornada na frente do notbokk e e isso se poderem me ajudar mandando uma frases ou um coselho eu agradeço bjs fiquem na paz do Senhor Deus....

Yasmim disse...

Eu ñ tenho culpa de ter nascido e nem pidi pra nascer mas minha mãe me culpa de tudo se meu irmão me bate elka coloca a culpa em mim eu devo sair de casa morrer logo ai ela vai ver a culpa q eu tinha agora vai pra ela eu n odeio completamente minha mãe ela eo diabo preto eu so branca prefiro meu pai q e banban ele pode ñ me banca masi eu prefiro 100% ele Pai Te Amo *paiamovc

Anônimo disse...

Minha mãe me odeia profundamente - apesar de tudo sempre tive a esperança de nos darmos bem. Para tanto, busco ter uma boa conduta de vida: trabalho em dois empregos e tenho muitos planos em conseguir algo melhor, não sou de sair, beber ou gastar em excesso, tenho respeito pela família, mas, nem isso basta. Ela vive falando mal de mim. Por um último ela está sem falar comigo há dias, pois no sábado limpei meu escritorio, e depois de chegar exausta deixei os panos de chão em cima da máquina de lavar e fui descansar um pouco porque não aguentava mais (tenho 2 empregos). Ela surtou: disse que trato ela como empregada, não como mãe, me disse coisas horríveis que só não ouvi porque sai correndo do meu quarto e fui pra um lugar que não pudesse ouvir. Não pedi pra ela lavar meus panos de chão - ficaria contente se ela lavasse meus panos de chão junto com os outros na máquina de lavar, afinal, tenho uma vida corrida. Agora, por causa desse episódio ninguem fala comigo, minha irmã também virou a cara, qdo vou comer tenho que pegar o prato escondido e comer trancada no meu quarto em cima da cama, ouço ela dando risada e sempre muito feliz ao tratar outras pessoas. To tão perdida pq apesar de 2 empregos tem mes que mal tiro mil reais por mês ( a vida não é facil principalmente no início do ramo jurídico). Não tenho apoio nenhum...e para ela sou uma péssima filha, já pra mim ela é uma péssima mãe.

Anônimo disse...

Estou em ESTADO DE CHOQUE . Vivo sem paz desde que nasci. Vivo numa tensão constante, sinto um clima ruim ao meu redor, uma “coisa ruim” mesmo, principalmente qdo estou perto da minha mãe, que me pragueja e lança olhares de ódio...
Minha mãe já fez muita coisa ruim pra mim, mas, em algumas vezes pegou mais pesado, a exemplo deste fato: graças a Deus passei num concurso e apesar de ganhar pouco (nem 2 salários min.), sempre agradeci que era garantido. Desde que comecei a trabalhar como func. publ. minha vida foi um caos no ambiente de trabalho - muita humilhação e muita coisa estranha (fui transferida muitas vezes apesar de ser uma boa profissional) ... eu não tinha paz no meu trabalho, nada muito diferente do que passo em casa por isso pensava: tenho que aguentar pq pelo menos to ganhando e to longe de minha mãe a maior parte do tempo. Um dia, cheguei em meu trabalho (o último para o qual fui transferida), desconsolada, sem conseguir esconder a feição de que havia chorado, e depois da minha chefe muito me pressionar a contar o que aconteceu falei que eram problemas com minha mae e ela (minha chefe) me confessou a pior calúnia que já ouvi na minha vida: me falou que todo dia qdo eu saia para almoçar minha mae ligava lá, falava mal de mim, falava que eu "bati" nela, que eu não valia nada e era para “terem cuidado comigo” e várias coisas relacionadas e equiparadas a tudo que há de pior. Eu sempre soube que a “sra. depressão” não era uma pessoa boa comigo (com os estranhos ela é um encanto) mas a esse ponto!?! ela conseguiu me surpreender ( e muito! mais uma vez). Mesmo assim tive que continuar morando na mesma casa por total falta de recursos financeiros (na época financiei um carro para ir a faculdade – meus rendimentos já estavam comprometidos). Enfim, a menos de um mês o RH me chamou e recebi a noticia de que eu posso ser exonerada do meu trabalho em alguns dias. Não é difícil concluir que fui reprovada no estagio probatório com outros chefes que acreditaram em minha mae e me reprovaram pela "pessoa horrível q eu era", acreditaram que eu realmente havia batido nela e todos momentos ruins e humilhantes que passei (os quais me marcaram profundamente) foi como se estivessem fazendo justiça para a “coitadinha e indefesa” sra. minha mãe (ou seja, na prática não separaram o profissional do pessoal e se levaram pelas calunias da minha mãe) ... sabe o que é pior: eu NUNCA bati na minha mãe ... E agora! o que vai ser de mim (exonerada – e marcada pra sempre – pois em que outro concurso eu passo depois de exonerada / só esta ultima chefe acreditou em mim e me aprovou, e é com quem trabalho há anos)
Só aqui pra gente poder confessar uma coisa dessas. Num lar de família estruturada ninguém acreditaria nisso – numa família estruturada a mãe teria orgulho da filha passar num concurso e estar aos poucos crescendo na vida pelo caminho do bem, pelo caminho certo do estudo, do trabalho, não gastando o dinheiro em roupas e baladas mas sim num carro que não deixa de ser um investimento ... eu sempre lutei tanto pelas minhas metas, mas com a minha mãe sempre me puxando para baixo e difícil ir pra frente, sinceramente não sei o que faço, nada agrada, nada tá bom ... queria ter vocação pra ser uma drogada, uma prostituta, uma cadeieira, uma biscate, bêbada, algo dessa linhagem para que minha mãe pudesse ter razão em falar mal de mim! E quem dera que fosse só isso, que fosse só este episódio ruim – não se passa uma semana, ela já apronta outra .... o que mais falta me acontecer ...

Anônimo disse...

gente na verdade eu ñ odeio a minha mãe é pq ela é muita organizada nossas brigas são por causa da organização pq ela é organizada e eu ñ sou =)

Anônimo disse...

esse texto é uma pura verdade.. experiencia própria aki heim.. minha mãe é um pezo no meu dia a dia.. quando ficamos uma perto da outra é só para brigar descutir ou até mesmo sem motivos nenhum leva na caraa.. é mto triste algumas palavras. as palavras que ela fala dói mais que os tapas na cara que ela me dá. é muito triste não ter carinho de mãe.. e neem de pai nesse momento.. meu pai está prezo. mais preferia que tivesse acontecido alguma coisa com minha mãe (se é que dá pra chama de mãe) do que com meu pai.. um é totalmente diferente do outro. o que ela tem de ruindade meu pai sabe ser legal, carinhoso, sabe me entender. as vezes dá uma vontade de se matar.. choro dia e noite com essa situação. tenho apenas 16 anos. e não sei o que fazer na vida. pois não posso nem sai pra fora da porta de casa. minha vida é um inferno.

Anônimo disse...

Minha mãe soube parir mas não soube ser mãe. É tão ruim que a única pessoa que tem por perto sou eu, por depender financeiramente dela. Eu sou o depósito de suas frustrações e amarguras, ela pensa que ser mãe é cumprir obrigações, alimentar, pagar contas, mas não é. Eu nunca recebi bom dia, nunca recebi um abraço voluntário, muito pelo contrário, sou massacrada por palavras duras. Tudo o que faço é pensando nela, as pessoas me consideram boa filha. Quando cometo um erro qualquer, ela ataca logo meu caráter, me chama de ruim, de ordinária, diz que eu não presto. Eu odeio depender financeiramente de uma pessoa por quem sinto ÓDIO. SE pudesse, sairia de casa imediatamente, mas dependo dela para terminar meus estudos. Ela me humilha, e ainda se coloca como vítima. Eu ainda vou fazê-la saber o que é realmente ter uma filha ruim e ordinária.

Anônimo disse...

Eu sou mãe, e acho que tenho uma filha que me odeia. Talvez pq dava tudo que me pedia.De 1 ano para cá ela não me obedece mais, deixei isso pra lá, hoje só faz o q quer. Ela tem 16 anos, ás vezes quero lhe dar um presente mas não tenho esse gosto, pois sem mais nem menos ela grita comigo e não me dar carinho. Qdo vou fazer carinho nela se esquiva. Já pensei em muitas vezes não dar mais moral para ela, mas aí penso eu amo minha filha, e tenho muita vontade d abraça-la e beija-la e ser sua amiga, mas ela tá sempre sendo grossa comigo e me dando patada.Como faço para melhorar meu relacionamento com minha filha? por favor me ajude ntes que seja tarde.

Anônimo disse...

Tenho 24 anos e moro com a minha mãe...infelizmente,não tenho condições para sair daqui,pois com meu salário é impossível me manter sozinha. A cada dia está mais difícil...hoje,minha mãe deu socos em minha cabeça porque eu estava recolhendo minhas roupas do varal e acidentalmente molhei a barra da minha calça... quando eu tinha 13 anos, estava lavando a louça,derrubei uma tampa e então,ela colocou uma faca em meu pescoço...
Não sei mais o que fazer...quando conto que tenho 24 anos e minha mãe bate em mim,ninguém acredita..
o que eu faço?

Carlos: disse...

Este e uns dos post que tem mais comentários no meu blog, fico muito triste ao ler os casos.
Conselhos sobre estos casos são muito perigosos para se dar assim como qualquer coisa.

Mas para muitos a unica solução e sair de casa, no caso da moça de 24 anos,isso e uma agressão física, não sei se aleis a favor da mulher se aplicam quando outra mulher inflige um mal contra outra, mas se informar numa delegacia da mulher seria bom.

Anônimo disse...

eu odeio minha mãe pq ella é uma puta sem vergonha na cara ella trai meu paii

Anônimo disse...

Que bom saber que não estou sozinha no sentimento que tenho por minha mãe.

Não é que a odeio, nem sei o que sinto por ela depois de tantos anos de convivência mas já a amei muito (na minha infancia e adolescencia) a ponto de me anular para satisfazê-la.

Nunca fui filha problematica, sempre contava o que acontecia comigo a ela mas era desdenhada até que percebi que isso não era legal e parei de contar sobre as coisas de minha vida pois ela não demonstra interesse nem por minhas conquistas pessoais. Fazer o que, né? Cada um dá o que tem...

Hoje sou uma mulher de 49 anos, casada, com filhos maravilhosos que já estão formados e são seres do Bem. Sou feliz porque construi com meu marido uma família amorosa e que respeita uns aos outros.

Quanto a minha mãe...eu a evito. A visito, converso amenidades com ela, não entro em particularidades de minha vida. Ajudo-a no que posso mas não me anulo em nada por ela. Trato-a com respeito e posso dizer que tenho a consciência tranquila.

Por vezes sinto piedade dela mas esse sentimento eu logo procuro não alimentar pois não vale a pensa sentir.

Enfim, não sei o que sinto por minha mãe, às vezes, quando ela tenta me humilhar, eu sinto raiva mas felizmente depois passa. Outras vezes, eu a observo, sinto até bons sentimentos...será amor? não sei...e assim vivo..procuro me nutrir com pensamentos e sentimentos bons, isso me faz bem pois no final das contas é entre eu e Deus.

Assim como é entre ela e Deus.

Anônimo disse...

Nossa!

Mas nem vou contar a minha história,pois com certeza,quem souber dela vai ter pesadelos pelo resto da vida.Prefiro guardar pra mim.
Só vou dizer que a criatura que dizem que tenho que chamar de mãe,é um ser insensível,cruel,malicioso e libidinoso.

Anônimo disse...

Eu odeio minha mãe,porque estou co 60 anos e até hoje ela me dá ordens e me ameaça,faz chantagens, como fazia com meu amado pai quando era vivo. As vezes tenho pena dela,pois seu escravo morreu e ela tem que ter alguem pra descontar as frustrações.Mas juro que não aguento mais.Estou me privando de visitar meus filhos que moram na mesma cidade que ela,pra não ter que ir visita-la.É muito triste isso mas quando o celular toca evejo que é minha mãe,meu coração já dispara. Tenho medo que ela me mate de tanto me azucrinar. Essa mágoa eu tenho e tenho ciume de que tem uma m~ae normal,uma amiga . Eu e meus filhos somos amigos inseparáveis e eles também odeiam a vó. Se alguem ler este desabafo e tiver uma luz pra mim,por favor responda. É muito triste mas espero ansiosa o dia dela partir para sempre infelismente digo isso sem culpa.

Anônimo disse...

Nenhuma dessas mães é pior que a minha mãe. Daria tudo o que tenho e o que não tenho pra que ela sumisse da minha vida. Tipo ela se separou do meu pai a quatro anos e eu moro com ele e meu irmão. Só que ela inciste em vim aqui e fica mandando em todo mundo. Odeio ela niteraumente. Ela nunca me da um elogio, só fala que eu to gorda, põe defeito no meu cabelo, na minha unha no meu pé em tudo que diz a meu respeito. E ainda fala pra todo mundo que eu não limpo a casa direito, que eu cozinho mal,e a casa nem é dela, engraçado isso né.
Morro de vergonha quando alguma amiga minha me pergunta da relação dos meus pais, porque tipo a relação deles é muito estranha. Porque tipo ela vem em casa e que dormi aqui, ta até ai tudo bem, mas ela que dormi no mesmo quarto e na mesma cama que meu pai, eu acho isso um absurdo.
Ah fora que ela é mão de vaca né pra ela tudo sempre ta caro, só reclama que naum consegue um emprego, enfim certas horas meu ouvido vira penico de tanto que ela fica falando no meu ouvido, e eu não do nem um pingo de moral pra ela. Ela pensa que mãe é só pra da bem material.
Nunca da uma palavra di carinho pra mim, ja pro meu irmão faz até massagem nas costas dele.
Tipo na visão dela eu acho que ela pensa que a gente ainda é uma família, mas a gente não é mais uma família porque ela distruíu.
A partir do momento que ela traiu meu pai com um sonso. Porque o atual marido dela é um banana, bom perssebece né.
Em datas comemorativas ela, quê sai coma gente como se fosse uma família comum, quê viaja com a gente, e o idiota deixa, bom nunca se sabe porque além de tudo ela é mentirosa, já perdi as contas de tantas vezes que ela mentiu para mim.
Há quatro anos atrás quando ela traiu meu pai com o banana, ela se recusou a fica comigo e meu irmão e trocou a gente por ele.
Quando ela era casada com meu pai, tipo o pouco que eu lembro ela era bem melhor que agora,hoje ela é insuportavel. Que dize ela nunca foi auela mãe de chega e pergunta como foi seu dia, da gente ri juntas e tals. Ela sempre foi fria seca, sempre fez de tudo pro meu pai briga comigo. Sei que muitas pessoas iriam gosta que sua mãe até depois de separada fosse na sua casa fizesse comida, limpasse a casa, reclamando de mal humor, mas limpa.Mas tipo é muito estranho o olhar que minhas amigas me dão quando eu falo que meus pais são separados mas ela vem e dorme em casa é horrivel.
Eo mais engrassado de tudo foi que ela troco um casamento de 15 anos pelo banana.Hoje por exemplo eu queria pão de alho eu tive que levanta e pega o pão de alho, ela não meu pai deu no pratinho dela, enfim todo mundo tem que se servir, mas a bonita não.
Viram só como a minha mãe a pior de todas... E se ela volta com meu pai eu saio de casa.

Anônimo disse...

Eu cresci num mundo de brigas praticamente diarias que aconteciam
na minha casa, onde sempre me ensinavam que meu pai era um monstro
mas quando comecei a crescer comecei a perceber que as coisas nao eram
bem assim
meu pai errou muito, como sei disso. O problema dele era o vicio em bebida
que o acompanhou ate a sua morte
mas ele tinha uma diferenca, ele me amava
ele tinha um enorme carater e eu me orgulhava disso
a situacao era dificil mas sempre fez tudo pra nao faltar nada
sempre foi um otimo pai e sempre a amou tambem
eu me sentia feliz perto dele e ficava ainda mais feliz por perceber
que ele me amava
ele era meu exemplo e foi quem me
deu a educacao que abriu tantas portas na minha vida.
talvez o maior choque da minha infancia foi quando eu percebi que minha
mae nunca gostou do meu pai, eu via ela dando bola pra outros caras
paquerando eles e com fogo no rabo
sempre falava para todo mundo mal do meu pai e quando acontecia algo bom
nunca via com bons olhos. ela sempre foi uma infeliz
nao so por ser, mas por ter tido coragem de fazer duas filhas sem amar
seu marido. por ter feito eu perceber que enquanto meu pai dizia que a amava
e ela nao respondia nao era porque estava com vergonha, e sim porque simplesmente
nao o amava. eu nao quero isso pra mim, nem pros meus filhos que pretendo ter em um ambiente de amor
o que sinto por ela e tao negativo que nao desejo isso nem para o meu pior inimigo
nao consigo controlar, nao consigo fingir que a amo.
sempre me senti rejeitada, por ela gostar da minha irma mas do que de mim
que sempre fiz tudo, trabalho desde os 13 e sempre ajudo
sempre fui um exemplo de filha quanto aos estudos e nem quando eu consegui
minha bolsa 100% de engenharia ela foi capaz de se orgulhar de mim
nao tem o minimo interesse em como estou nem no que eu faco
eu so sei que me conformei, nao tem jeito eu a odeio
tenho medo de comentar com alguem disso pois se cair no ouvido dela ela vai mandar
me internar, porque ela adora se fazer de vitima
se a gente discutisse, uma hora depois ja tinha vizinho, irma, tia, padrasto,
todo mundo pra me dar sermao e dizer que eu era errada
hoje eu nao aguentei e falei muita coisa que estava intalada
tenho um relacionamento de 3 anos e nao tive coragem de me casar pra nao deixa-la
sozinha mas estou quase indo seguir minha vida e deixando ela e o resto da minha
familia que adora defende-la (da mesma forma que fazia quando meu pai era vivo) pra tras.
Nao aguento mais.

Anônimo disse...

Nossa que bom que achei esses relatos porque sempre me achei uma retarda, malvada por nao amar minha mae... so deus sabe o que passe com essa praga na minha vida e ainda passo odeio ela mais que tudo e o que mais me irrita e que acham que ele e perfeita so porque me da tudo que eu preciso so que nao sao so de coisas materiais que eu preciso eu preciso de amor, ela te sempre me comparando com meus irmaos e dizendo que eu me acho, que eles batalharam e eu nao que eu tive tudo nas mao, sonha eu estudei que nem eles e continuo estudando quero fazer faculdade de direito e passar num bom concurso, me doi tanto como uma mae nao ama filho nossa parece mentira e ela ja me chamo de vagabunda as vezes vo fala com ela e ela so diz ai cala boca deixa eu faze o que to fazendo nunca me ouve nunca me da conselho nao aguento mais esse inferno, to loca pra ir embora nunca vo deixa ela sem dinheiro e sem o que ela precisa pra viver mas amor eu nao tenho mais acabo eu so sinto pena dela e olha que ela nem merece...

Anônimo disse...

gostei disso mais seria bom q os pais lessem isso D;


eu simplesmente odeio a minha mae,
ela me maltrata so me bate me chinga so fala palavrao...
ela reclama q eu nao sou amiga dela, mais como ela quer q eu seja amiga dela me batendo,me chingando,e falando palavrões.
até no meu irmao q tem 18 anos ela bate ele é um besta acho q ele nao quer sair dessa merda de ksa só pra nao pagar conta de luz,agua e etc..
por mim eu ja tava fora dessa ksa a anos
ODEEEEEEEEIIIIOOO A MINHA MÃE
XINGO ela de tudo conte nome q vc possa imaginar
um dos meus sonhos é ter uma mae q me conpreenda q seja minha amiga q me escute mas...
sonhos impossiveis nao acontecem
teria muito mais coisas pra reclamar da minha mae mais é melhor nao pq se nao eu vou fica aki o dia inteiro e mais um poko
bj genteeeeee

Marcela Bezerra disse...

Minha relações com minha mãe deveria ser a mais perfeita do mundo. Pois eu sempre a amei muito e achava a mulher mais perfeita que existia. Ela me criou quase que sozinha depois que meu pai morreu por isso quase nunca teve tempo pra, algo que eu sempre entendi. Ela precisa estudar e trabalhar pois ela me teve com 19 anos. Eu com meus 4 anos já entendia que ela precisava ter alguns namorados, e sair aos finais de semana. Também entendi os dias, ou melhor, as noite que ela saia e me dizia que já voltava, que só ia comprar cachorro quente e só chegava no dia seguinte. Isso não me traumatizou, não ter nenhuma boa lembrança boa dela eu achava ser normal. Eu acreditava que ela me amava, afinal ela é minha mãe. Com meus 5 anos já era um rotina estar sempre sozinha. Mas ficou pior no dia em que ela chegou em casa com quem hoje é o meu padrasto. Bem mais novo que ela, e com uma cara de quem já nao gostava de mim. Até hoje eu ainda me lembrar de tentar ser amigo dele pra sermos uma familia. Mas com o tempo eu vi que não dava pra continuar tão inocente quando ele gritou comigo pela primeira vez. E depois me deu um tapa na mão, por eu ter posto um prato quente no sofá quando eu tinha 7 anos. Nos mudamos diversas vezes. E ele começou a mandar em mim com a permissão da minha mãe. E eu sempre com um pouco de medo dele já que quando ele se estressava ele jogava mesa no chão, quebrava porta e etc.
Não era comum eu levar amiguinhas em casa por causa dele, minha mae achava que era capaz dele não gostar. Eu ficava me perguntando do que ele gosta porque até onde eu sei nem dela ele gosta. Com 14 anos tudo ficou pior. Época de meninos, escola e amigas, ele me chamava de piranha e outros nomes, fazia a cabeça da minha mãe pra eu não sair , nem deixar namorar.
Comecei a me impor um pouco mais. Deu certo um pouco, eu peitava ele e minha mãe, pois já estava com muita coisa guardada. Foi quando eu deixei de amar minha mãe, pois vi que tudo que sofri, tudo que tive que aturar foi por causa dela. Ela sempre permitiu e incentivou, ela colocou ele dentro de casa e se eu contasse algo ela nao acreditava em mim. Optando por ficar com ele.
E até hoje minha praticamente que banca a casa.

Hoje eu tenho 17 anos, trabalho, estudo, namoro, tenho um irmãozinho de 2 anos que eu amo muito e sei o quanto ele vai sofrer;
Já eu faço o que eu posso pra ficar o maior tempo possivel fora do inferno que é essa casa. Tento vir pra cá só pra dormir mesmo e estudo o maximo que eu posso.
A pensão que meu pai deixou está toda com a minha mãe. Mas eu não ligo mais.

O pior castigo pra ela vai ser quando ela precisar de mim, e eu sei que vai precisar e pode ter certeza que eu vou ajudar e mostrar o quão superior eu sou.

Mas meu amor ela nunca o terá. Pois foi algo que ela nunca pode me dar e portanto não tem o que ser dado em troca.

Anônimo disse...

- Realmente falar sobre assunto é mto complicado, pq quando vc vai desabafar com qualquer pessoa todo mundo diz " mãe é mãe".
Minha mae sempre foi como todas as outras que eu li,boa no começo, quando era casada com o meu pai, eramos uma família " PERFEITA" pode-se dizer....mais as coisas não ficaram assim pra sempre! Eles se separaram e logo depois viemos morar na casa da minha vó, depois de alguns meses ela se envolveu com um homem ao qual mal conhecia, e acabou grávida novamente, dando origem ao meu irmao, meu companheiro nessa luta ! Eu e meu irmão fomos crianças carentes, que sempre presenciavamos minha mae fora de casa por dias, sempre com um cara diferente.Ao contrário de muitos comentários que eu li, ela trazia eles todos, pra morarem na casa da minha vó, com agente pequeno, e nunca se preocupou em colocar uma porta no meu quarto, nunca se preucupou com a minha privacidade, já que era uma menina, Graças a Deus nunca fui violentada, pois o pai olhou por mim. tiveram mtos nesse meio, drogados, malandros e etc.
Hj tenho 21 anos, morei sozinha por 2 anos por nao aguentar mais ela, agora me encontro na casa da minha vó, ela tenta recuperar o tempo perdido, querendo reconquistar o meu irmão com dinheiro, e a mim dizendo que me ama! hj mesmo aconteceu uma coisa pela qual eu jamais vou voltar a falar com ela, a ODEIO demais !
Na semana passada ela chegou aqui chorando dizendo que o marido( um cara bem mais novo que ela que nao trabalha e ela a sustenta, coisa que nunca fez pelos filhos) a tinha agredido, ela estava toda roxa...eu fiz meu papel de filha, chamei a policia, ajudei no que pude, enfim, ela voltou pra lá e disse na minha cara que é pra eu deixar ela viver a vida dela, com ele, e eu disse com todas as letras que jamais dirigiria a palavra p ela novamente, estou movendo uma ação pra retirar o sobrenome dessa mulher que me gerou. Tenho nojo e mta raiva de que ela tenha que ser a minha MÃE...A odeio mto, tenho nojo e desprezo. Que Deus me ajude a não guardar mágoas, mais nao quero nunca mais ter que cruzar com ela na minha vida !

Anônimo disse...

tenho 15 anos e me chamo jessica,vivo no inferno.com minha mae ,é de se estressar,poxa me mae ñ é aquela pessoa q quando chega no dias das maes abrimos a boca pra dizer mae eu te amo.sou uma pessoa q sonho muito como qualquer outra adolescente e minha mae mae ñ me deixa sonhar tá sempre me acoradando,ñ naomoro pq ela ñ deixa,amo muito uma pessoa e ela sabe disso ,e quer deixar esse sentimento morrer dentro de mim.quero passear com minhas amigas ñ posso ,ñ sou uma filha ruim.pq passo tanta raiva q já me deu vontade de fugir,pq ñ aguento mais tudo isso ,penso q toda adolescente tem e deve se divertir de um jeito controlável,nunca perdir de ano , ao contrario da minha irmã.q já passou por uma fase nada facil eu sei o quanto minha mae sofreu , e eu tava ali do lado dela ,nunca dei motivo pra ela dizer q me odeia.´s tem discursão normal de mae e filha ,poxa o q eu sinto eu guardo dentro de mim ,mais sei q eu queria sim ter uma adolescencia melhor praq no futuro eu possa dizer pro meus filhos q eu fui feliz.........só isso q eu queria gente. ser feliz , eu sou pq tenho saude, mais eu queria um pingo de solidadariedade da minha mae.....fim

Anônimo disse...

minha mae e eu brigamos e eu falei que a odiava mais na verdade eu n odeio ela so que ela me sufoca e eu n aguento mais estou muito erependida de ter falado isso mais eu n irei pedir descupas tao cedo porque de uma certa forma ela mereceu , meu pai e um anjo e quer que eu va pedir descupas mais eu n tenho coragem estou desesperada n sei oque fazer eu fujo dela pela casa toda ela se trancou no quarto e fica falando coisas para o meu pai e ele me chama la e eu n quero ir , meu Deus oque faco , ela e a que me dar tudo mais sempre que brigamos ela choga na minha cara que ela n vai me dar mais nada , e tudo que eu vou fazer ela fala pra mim n tocar pq e dela e eu acho q vou explodir de tanto arependimento socorro.......

Anônimo disse...

a minha mãe so quer saber se eu sou euducada ou naum tenho 10 anos e por isso ela pega muito no meu pe por causa de escovar os dentes pra ela nunca ta bom e tambem ela ja chegou a mim bater por isso todos dias eu choro pq eu preferia ter uma madrasta do q ter ela como mae e tambem quando meu pai conversar com migo sobre o q eu fiz de errado nooutro dia ela ta mim provocando ate uma vez q eu responde ai ela mim bateu mais muito mesmoo....

Anônimo disse...

Vcs já ouviram falar de pessoas narcisitas? Procurem sobre mães narcisitas e vcs irão encontrar o perfil da maioria das mães aqui mencionadas. digo pq tenho uma. Elas te adoram enquanto vc oferece o que ela quer, e na contrariedade ela te exclui; te rejeita. O sustento quando existe é uma forma de manipulação- outra- que dessa forma vc fica subjugado e culpado. As palavras, também confundem, pq se num momento ela te ama, no outro ela não diz que te odeia, mas te anula, te coloca como um nada. Dói tanto pq é ela que te dá um significado na vida que te nomeia e te registra em um espaço no mundo. No momento que ela retira isso, vc se acha um nada. Mas é possível se livrar dessa dependencia de alguém te ame ou reconheça. Tem uma autora Louise Hay que passou por tudo isso e ensina como. E vale muito a pena ver um filme chamado "Voltando a viver"que é tudo para se resumir isso.Se a mamãe não consegue amar é um problema dela reflita sobre a sua posição no mundo. Se ela conseguiu destruir a sua capacidade de amar? Não só o outro mas a si mesmo principalmente. Ela e o mundo podem tentar te anular, lute e mostre que apesar dela e deles vc é uma pessoa boa e que tem o merito de ser amada simplesmente pq sabe reconhecer o amor.As cicratizes elas apenas recordam que vc pode ser mais forte que essas pessoas só pelo dom de saber amar. As vezes eu olho p elas e logo lembro EU ESTOU APRENDENDO A ME AMAR, E ELAS ME ENSINARAM O QUE EU NÃO DEVO FAZER AOS MEUS FILHOS NEM A NINGUÉM. E O MAIS DIFÍCEL ACREDITAR QUE AS PESSOAS PODEM TE AMAR.

Anônimo disse...

hj é dia 01/01/2012,muitas pessoas devem estar comemorando a virada de ano com a família ,porem eu não tenho alegrias. tenho uma mãe que faz da minha vida um inferno. desde que eu tinha 12 anos, me chama de vagabunda,competia comigo e desconta toda sua ira em mim.é infeliz, tem depressão e bebe. não de ser alcoolotra,porem qdo bebe, volta e remoi o passado. vive falando mal dos outros e finge ser o que não é. meu pai, ainda a apoia e falou pra sair de casa. sinto um vazio dentro de mim

Anônimo disse...

Minha mãe é a pessoa mais egoísta, falsa que já conheci. Eu tenho tanta raiva dela, tanta. Odeio quando ela se faz de vítima achando que os outros estão sempre querendo prejudicá-la, tentando sempre passar a impressão de ser uma boa pessoa,mas na verdade é podre por dentro. Nunca me respeitou com seus ataques histéricos, sempre tentando me colocar contra meu pai (que não é santo), mas é bem diferente dela. ela é um descontrolada, uma infeliz sempre achando que tudo que acontece com ela é injusto e cruel. Sempre fala mal das pessoas, sempre pelas costas. Ela me fez um mal tremendo. Meu pai fez pela omissão, sempre viveu em um mundo pararelo, acho que é por isso que ele aguenta aquele ser dissimulado. Eu odeio ela e tudo que ela fez indiretamente pra mim, odeio a falta d respeito e aquele egoísmo característico de sempre se fazer de vítima e tentar sempre colocar as pessoas contra as outras. Coisa de gente má. Má e perversa que ainda usa a religião achando que é a pessoa mais bondosa do mundo.
Poderíamos fazer um grupo de para discutir todos esses traumas, né? Poderiamos dividir os estragos que nossas queridas mães fizeram em nossas vidas e aliviar um pouco nossa carga.

Abismo Profundo... Não mergulhe, pode ser perigoso disse...

Odeio minha maldita mae, ela me fez pagar por todas as merdas que ela fez na vida. ela e idiota, desprezivel, forçou a gravidez pra prendar o babaca do meu pai, que e uma podridao so. enfim, se ela e ele morressem... talvez eu ate ficasse triste, mas no final com certeza em ficaria em paz

Anônimo disse...

identifiquei-me com quase todos que postaram aqui

minha mãe é um horror, mas meu pai não é muito diferente..

Anônimo disse...

Olá. Tenho 20 anos e sou filha adotada. Desde pequena ela joga na minha cara que não sou filha verdadeira, mas meu pai faleceu e as coisas só pioraram. Hoje tudo o que acontece é culpa miinha, ela não consegue ver nada de bom que eu faço. NUnca fui uma filha revoltada, nunca fui de beber, usar drogas me prostituir. Sempre fui esforçada, fiz cursos, faço faculdade, já trabalhei e agora faço estágio. Mas ela diz que ñunca vou conseguir nada em minha vida, que eu vim do nada, que não conheço nem minha mãe verdadeira, que sou vagabunda, piranha, e otros palavões piores. Namoro a 3 anos, e ela sempre me fala que meu namorado vai me deixar, me engravida e sair fora. Quando vamos viajar ela diz que vou sofrer acidente, mais que é pra eu morrer de uma vez e não ficar em uma cama dando trabalho a ela. Não é só comigo que ela fala essas coisas não, fala mal da vida de todos, mal trata a própria mãe dela e o filho de sangue. Se faz de vítima para outras pessoas, e diz que eu sou revoltada, que sou boca dura, que respondo pra ela. Ela sempre me fala que tenho que criar vergonha e sair da casa dela, que dependo dela pra viver. Eu ainda não sai pois nao tenho condições, mas em breve se Deus quiser, peço todos os dias para que me de oportunidade de sair! A maior vontade de meu namorado é me tirar de lá, estamos buscando isso, mas ainda irá demorar uns dois anos. A cada dia que passa, meu sentimento por ela piora, não consgio ouvir a voz dela, me az mal. Sinto que as vezes estou ficanco doente, pois, quando estou em casa todo tempo são só gritos e ofensas. As vezes prefiro fica na rua do que em casa. Não sei mais o que fazer, pois, ela que me escolheu, não pedi pra que ela me adotasse. Agora me maltrata pior que um cachorro, pra ela eu sou um nada, um zero à esquerda. Quando saio de casa sou obrigada a trancar o meu quarto, pq quando deixo ele aberto, chego em casa e está tudo revirado, pega minhas coisas. Não aguento mais. Oro e peço muito a Deus pra que me ajude a superar e aguentar o quanto posso. Obrigada pelo espaço! Fiquem com Deus.

Anônimo disse...

Eu não gosto da minha mãe , só vive me xingando me batendo , gritando, acho que ela pensa que eu não tenho sentimentos , meu pai esse ai da o maior apoio para ela .

Hoje eu vou sair de casa 13/01/2012
Tenho 14 anos , pretendo não parar de estudar , seja o que Deus quiser.
Vou morar com 2 garotas que dividem aluguel , são minhas amigas '

Anônimo disse...

minha mae nunca me deu valor, ela nunca esteve pronta para ser mae, mas tambem nao tentou ser.desde pequena ela me deixa sozinha em casa e sai para se divertir meu pai nao mora comigo mas diz para ela nao fazer isso nao adianta! eu tenho 12 anos quando tinha seis minha mae foi chamada no colegio e so por isso ela me deu um soco 3 tapas 1 tapa na cara e um chute sem nem saber para o que era. hoje em dia eu me revoltei e desconto nela todas as agressoes que ela ja fez comigo. hoje dia 03/02/12 ela disse que nunca me amou tem nujo de mim e odeia meus abraços. sendo que ela que começou a me agredir. eu gosto dela mas confiar eu nao confio mais

Anônimo disse...

Eu não tenho nem mais respeito, nem amor, nem nada em relação a minha mãe, tudo que eu faço ela grita comigo, tudo mesmo, grita meia hora por qualquer coisinha, tem vezes que quero a estrangular, tenho muito raiva dela, um dia cheguei até a acertar um chute nela, ela falou assim: vc é um pia de bosta, nunca vai ser nada na vida, me xingou de tudo, ai ja tava com tanta raiva que dei um puta de um chute nela. Aí ela falou que nunca mais vai falar comigo. Eu a odeio tanto que senti uma sensação libertadora quando chutei ela, e o fato de ela não falar mais comigo, significa sem xingamentos, sem gritaria, me senti livre quando ela falou isso.
Tomara que agora eu saiba o que é viver sem perturbações a cada segundo, não consigo nem ouvir a voz dela que já fico com raiva, por tudo que eu passei com ela e que sei que mais tarde ainda vou passar, eu não confio em ninguém.
Tenho certeza que ela é o capeta e eu espero passar na faculdade esse ano e ir embora, meu pai sabe muito bem das minhas reclamações, aki em casa é assim: meu pai e eu, e depois minha mãe. Até meu pai odeia ela, ela fica falando que nós somos doentes, temos problemas na cabeça, um dia perco minha paciencia que já é limitada e acabo com a vida dela e com a minha, indo para a cadeia ou me matando. Tenho 18 anos e desde os 12 minha vida é um total inferno.

Anônimo disse...

Leio com muita tristeza todos esses comentarios a respeito dos maus tratos que os filhos sofrem das maes. Meu unico filho me odeia. Eu nunca o maltratei, ao contrario, sempre dei o amor e carinho porque nunca recebi isso na minha infancia. Talvez ele me odeie por eu fazer de tudo por ele. Sinceramente nao sei onde errei. Ele chegou ao ponto de dizer que eu nao significo nada para ele, sou apenas a "coisa que o pariu", seu sonho e morar longe de mim e nunca mais me ver. Ele diz que minha obrigaçao apenas e mante-lo vivo, e que nem preciso olhar na cara dele, nao preciso ligar pra ele e perguntar se ele esta bem porque nao vou ajuda-lo mesmo. Quando ele era pequeno nos eramos tao unidos, todas as noites eu me deitava em sua caminha, a pedido dele, e esperava ele adormecer. Hoje ele nao me suporta, eu continuo a mesma mas infelizmente ele mudou. Tem 16 anos e desde os 13 nossa vida esta um inferno. Estou ate ficando doente por causa disso. Deus tenha misericordiai de mim!

Anônimo disse...

Lamento tanto pelo que li, pois sei que cada comentário é revestido de sentimentos. Quem tem tempo a escrever mal de sua própria mãe por falta do que fazer? Tenho 37 anos, sinto repulsa pela minha mãe. Casei para sair de casa. Que tipo de marido "escolhi"? Meu pai queria mais era curtir a vida e deixou à minha mãe o encargo de me criar sozinha. Este fardo é muito claro pra mim. Muitas vezes ouvi coisas que li acima, muitas vezes me vi tão sem saída que o suicídio não era uma ideia tão má e, sempre tive de engolir essa relação quadrada para que os outros não percebessem. Hj ela se faz de coitadinha para meu marido e ela encontrou nele um parceiro ideal para me destruir. Estar na presença de ambos é torturante. Estou estudando direito e ainda tenho 3 anos para me formar. Minha filha tem 9 anos e preciso que a minha mãe fiqque com ela. Só eu sei o preço que pago. Os sapos que engulo. peço a Deus que me liberte desta convivência doente, ams parece que fico cada dia mais enrolada. Meu céu da boca chega a ficar amortecido e a cabeça parece que anestesia depois de tanto raiva... NÃO CASEM PARA SAIR DE CASA. Desenvolvi a técnica de "esquecer" os fatos, mas gente, o sentimento fica e como não é socialmente aceito se perde em veneno. Ui... só quem passa sabe.

Anônimo disse...

Sinto-me bem por existirem tantas pessoas com o mesmo problema que o meu, estava deprimida, pensava que era a única e passava a vida a sonhar com uma mãe que se preocupasse mais comigo. Agora sei que não sou a única, sempre deu para aliviar um pouco, né? Parece muito estranho dizer isto mas, eu não vejo a hora em que saio de casa e deixo de ver aquela pessoa que só me faz mal. Quando tiver filho vou ser a melhor mãe de sempre e não vou deixar eles se aproximarem da minha mãe, aí ela vai se arrepender. Ótimo texto e melhoras com a relação da vossa mãe! I HATE MY MOTHER!

Anônimo disse...

ODEIO minha mae ! Minha mãe é muito chata ! nao aguento mais esse minha vida as vezes penso em parar a vida aqui e nao viver , as vezes penso eu matar ela . isso tudo começou quando ela e o meu pai tiveram uma briga que ele disse que estaria com ela por pena de mim ...ai ela fico braba comigo por eu ter nascido , que eu sou o problema da vida . um dia ela queria me queimar com cigarro , um dia ela tentou com a vassoura outro dia com a panela e assim vai indo ! sinceramente espero que a vida que voce tenha seja melhor que a minha ... daqui mais uns dias nao vou mais aguentar posso fugir , matar e abandonar pessoas que eu me importo ! por causa dela ela é imprestavel n faz nada e quer que eu morra

Anônimo disse...

Incrível ver a quantidade de pessoas que sentem o mesmo...
A verdade é que este tema não pode ser abordado socialmente. Quando digo que não tenho uma boa relação com a minha mãe, parece que as pessoas partem logo para o julgamento de que não sou boa filha.
Comecei a trabalhar com 15, estudei sempre, fui boa aluna, licenciei-me e consegui um emprego razoável para os dias que correm.
Hoje, tenho 30 anos, o meu apartamento e o meu sustento assegurado, e sou uma pessoa respeitável.
Apesar disso, sempre que a visito (pois sinto remorsos quando não o faço), continuo a ouvir dizer que não presto para nada...
Aos 30, devia estar casada, com filhos, e isso sim, faria de mim uma pessoa digna. Assim... não presto para nada e ninguém me quer.
Acredito cada vez mais que as minhas dificuldades em relacionamentos amorosos (nem deixo que aconteçam) estão profundamente ligadas à forma como sempre me tratou.
A verdade é que não me consigo libertar dela. Desde que o meu pai faleceu ela mora sozinha e faz-se constantemente de vítima quando não a visito. Tento vê-la aos fins de semana, mas cada um custa mais que o outro. Quando preciso de descanso para me recompor da semana, vou vê-la e é discussões e mais discussões. Nem consigo olhar para ela direito, mas não quero um dia dizer aos meus filhos ( que espero vir a ter) que abandonei a minha mãe... apesar de tudo o que ela fez.
Infelizmente, só terei paz quando ela desaparecer...
É duro viver com essa sina, quando nada fizemos para a merecer.
Tento vê-la como uma doente mental, pois só assim posso perceber que alguém aja assim com os filhos, mas quando a vejo, não consigo conter-me. A raiva volta, e nunca corre bem...
Não deixa de ser reconfortante perceber que não somos as únicas pessoas do mundo a sentir isto, mas é desastroso ver a quantidade enorme que o sente.

Anônimo disse...

Perdoo a minha mãe como mãe mas não como pessoa!

Tenho 20 anos e não conheço o meu pai pois minha mãe tomou conta de mim sozinha.
Segundo ela, meu pai era de maus vicios, homem de carne fraca.
Ela diz que me afastou do meu pai, pois diz que ele é uma pessoa fraca e medíocre.
Minha mãe quer que eu seja do mesmo partido politico que ela, goste da comida que ela gosta e não goste das pessoas que ela não gosta.
Diz-me sempre que deseja que eu venha um dia a ser tão importante e sofisticado como ela.
Sempre, mas sempre que não faço algo na minha vida que seja o que a minha mãe quer ela me acusa de homem de carne fraca e diz que sou igual ao meu pai.
E é quando eu respondo: "Afinal, o que viste no meu pai para teres andado com ele?!"
Seu ego impulado, começa a ameaçar-me, gritando de punho cerrado, diz que me vai fazer passar fome, que eu sou a maior desilusão da vida dela e que estou assim porque não tenho seguido à regra seus costumes e que se podesse partia-me a cara toda.
Ela faz escárnio do curso que estou a tirar e dos part-time que eu tento arranjar para pagar os estudos.
Eu odeio a minha mãe como pessoa.
Minha mãe tem perfil narcisista. Tudo o que ela diz e faz, segundo ela é o certo, o verdadeiro, o único, o bem e o modelo para a sociedade.
Toda a infância e adolescência da minha mãe foram exploradas pela mãe dela (minha avó), pois minha mãe era obrigada a tomar conta dos seus 14 irmãos pois era ela a filha mais velha.
Segundo a minha mãe, ela era espancada pela minha avó quando fugia para a escola em vez de ficar a tomar conta dos seus irmãos.
Minha mãe conta que chorava sempre que via minha avó grávida, pois sabia que era mais um encargo para ela. Como tal ela farta-se de atirar à cara da minha avó que minha avó foi a responsável pela sua infeliz infância por ter feito tantos filhos. Está indirectamente a dizer aos seus irmãos que eles foram responsáveis pela sua desgraça, o que como é claro não é um comentário que eles apreciam muito.
Com base no histórico dela, COMPREENDO a minha mãe e como ela desenvolveu tal espiríto e de certa forma como ela espelha a minha avó.
É praticamente impossível ter uma conversa decente com minha mãe.
Ela atira à cara que quando ela morrer me irei arrepender da maneira como as vezes a trato.
Pois não sei o que me assusta mais..
Se é a morte da minha querida mãe ou a felicidade de me ver livre dela..
Eu lamento que as coisas sejam assim..

Anônimo disse...

SÓ QUEM TEM UMA MEGERA COMO MÃE , E QUE SOFREU A VIDA TODA É QUE SABE O QUE É SER HUMILHADO , MALTRATADO POR QUEM NOS DEVERIA PROTEGER E AMAR .
A MINHA ADORÁVEL MAEZINHA , A QUEM AJUDEI , REFORMEI SUA CASA QUE ESTAVA CAINDO AOS PEDAÇOS , TRABALHANDO DOBRADO PARA ISSO , ACREDITO QUE SUPEROU TODAS AS SUAS MALDADES QUANDO ROUBOU UMA CASA QUE CONSTRUI NO TERRENO QUE MEU PAI DEIXOU PARA NÓS .
NÃO SOU TÃO SUPERIOR COMO MUITOS QUE LI O DEPOIMENTO , E ESPERO QUE ELA NUNCA MAIS PRECISE DE MIM . POIS TEREI PRAZER EM DEIXA-LA NA MÃO.MALDITA GANANCIOSA E APROVEITADORA

Anônimo disse...

ola estou desanimada com minha mae ela nao gosta de mim tudo o q faco p ela ta errado tanto ajudala em tudo e so tomo na cabeca me trrata mal sempre me olha com odio me xinga diz q nao sou nada a minha vida enteira foi assim .estou com tanta vontade de sumir ja faz trez dias q ela nao olha na minha cara nao fiz nada p ela simplismente ela me odeia e eu nao sinto odio dela ainda tento ficar do lado dela o q fazer nao aguento mais tanta humilhacao na minha vida .....

Anônimo disse...

Foi bom ler todos esses comentários, pois qdo reclamo de minha mãe, todos me olham c aquele olhar de reprovação, minha mãe tem problemas psiquiatricos graves, o q deve ser o caso de muitas histórias q eu li aqui, bom meus maigos, apesar de todo o odio q eu sinto por ela, por todos esses 38 anos de tortura q ela me faz passar, ainda sou obrigada a cuidar dela no hospital, pois ela se encontra doente, mas infelizmente, nao foi dessa vez q Deus vai leva la, pois ela tá cada dia melhor. Q Deus tenha piedade de mim e tire essa cruz das minhas costas, o qto antes, acho q só terei paz qdo ela morrer.

alexterrier disse...

Minha mãe engravidou para tentar segurar o casamento,como a tentativa não deu certo ela criou os filhos do jeito dela,me lembro da minha magreza não ficava sem camisa em casa de vergonha pois era muito magro,ao longo do tempo fui percebendo que havia algo de estranho sempre me sentia fraco, não jogava bola,mais o tempo foi passando arrumei um emprego engordei 12 kg em 3 meses, hoje estou desempregado sofro de depressão profunda,ela teve a coragem de me dizer que enquanto eu estiver em casa ela não ira colocar nada para comer em casa,ja emagreci mais da metade do que ganhei,odeio essa mulher,quero ela bem longe de mim.Ana Marta Simões Barata eu te odeio com todas as minhas forças

Anônimo disse...

sei bem o que é esse sentimento de ódio,minha mãe já matou minha cachorra só pra me provocar, queimou minha irma (foi de proposito)com água quente,me humilha na frente das amigas. parece mentira,mais infelizmente é a mais pura verdade.eu não queria odiar ela,mais não consigo é guaze impossível.que Deus me perdoe.se alguém quiser conversa pode me add no aninhaakarol2009@hotmail.com

Anônimo disse...

nao sei se alguem va ler esse comentario, mas eu queria dizer um poukinho sobre mim. EU ODEIO MINHA MAE desde meus 11 anos q comecei a crescer e a precisar dela, minhas primeiras paqueras e eu nem podia falar a ela, meu primeiro namorado ela so sabia criticar e por defeitos e me chamar de puta, vagabunda, biscate. com o passar do tempo fui muito zuada na escola e quando falava a ela ela nem ligava, quando precisava dela ela nao se imporatava sempre fui uma aluna nota 10, mas se tirasse um 8 era surra, castigo. hoje em dia namoro, meu segundo namorado e ela continua me chingando de vagabunda e prostituta estou em uma escola nova e sou a piada d aturma por não tão bonita e ser muito esperta. mas nunca disse a ela porque ela nunca vai me tirar de la e vai pensar q so estou fazendo isso para fikar perto do meu namorado ja q iria para a escola q ele estuda se saisse de la. minha mae não se importa com meus sentimentos acha q sou um robo e trata mais como filha amigas mais novas dela do q eu, dando conselhos sobre seus namorados e etc. e reclama q dou mais valor ao meu namorado. mas ela nunca parou para pensar que talvez ele percebesse q eu tenho sentimentos se importasse com o q eu penso fikasse comigo quando eu preciso e choro e nao me impor um monte de coisa. hj em dia tenho 15 anos e tenho medo da minha mae de dizer a ela tudo o q sinto e apanhar ou algo pior, ja pensei em fugir de casa mas tenho certeza q se fosse precisso ela mandaria ate o fbi atras de mim, ja tentei me suicidar diversas vezes, porque aguentar mais 3 anos dentro dessa casa seria insuportavel. leem o meu tumblr: www.veja-minha-alma.tumblr.com

Raianni disse...

Olá pessoal, não posso dizer o que mesmo que vocês, pois AMO a minha mãe e fiquei muito triste ao ler os comentários, é lamentável que haja filhos que não podem contar com alguém que “acredite” os amar com todas as forças, afinal somos um pedacinho desse ser (mãe), ela nos gerou, nos carregou nove meses dentro de seu ventre, nos conhece desde pequenininhos
Não sou mãe ainda, mas acredito para aquelas que sonham com isso, como eu sonho, é a coisa mais especial, uma felicidade enorme carregar em nos braços uma pessoinha tão especial em nossas vidas.
Nunca pensei que isso existisse, pois cresci com muito amor, carinho e amizade com meus pais. Entrei nesse blog por engano e me surpreendi com a realidade do mundo a fora.
Gostaria muito de poder ajudá-los, trocarmos idéias, ouvir desabafos... Se você quiser ter alguém a fim de te ouvir, conversar me envie email: raianni_s2@hotmail.com
Será uma satisfação pode ajudá-lo. Beijos fiquem com Deus!

Anônimo disse...

Tenho 25 anos,não sou nenhuma adolescente rebelde,posso dizer em sã consciência que minha mãe é o diabo.Só de ficar perto dela me sinto péssima,tenho enjoo,dor de cabeça,calafrios,às vezes febre,ódio,raiva,mágoa,nojo,e algumas vezes,sinto pena dela.Ela tentou matar minha irmã e eu pequenas sufocadas com travesseiro,várias vezes.Fora inúmeras outras coisas,que se eu disser,ninguém acreditará.

Anônimo disse...

Gente, como tem gente aqui mais doido que a mae! Um falando da história do filho pródigo como se fosse a história de caim e Abel... morri! E outros adolescentes que ainda tem muito que viver para compreender suas mães. E outros, ainda, cobertos de razão, lógico.

Anônimo disse...

Li quase todos os depoimentos e posso dizer com toda convicção que ninguém sofreu mais do que eu com uma mãe desgraçada .Sou homem e hoje tenho 19 mas estou sofrendo muito a 5 anos e meio por causa da minha mãe, penso em matar todos os dias, já cheguei a bater minha cabeça na parede com tanta força até ficar inconsciente e ja tomei varios analgesicos e barbitúrios tarja preta por causa dela , fiz tratamento com um psiquiatra logo no começo pois estava com sindrome do pânico e mal conseguia respirar .A vagabunda destruiu a minha vida . Em 2008 larguei a escola por causa dela com apenas 14 anos e a acabei com qualquer rastro de vida social e me tranquei totalmente no meu quarto sem sair para absolutamente nada desde 2008 até agora pois se eu sair do meu quarto e ver a cara daquela prostituta eu mato ela . Ela foi mãe solteira comigo e com mais dois meio-irmão ambos de pais diferentes que tbm moram aqui em casa em são dois demônios iguais ela . Ela é uma vadia desde que eu nasci e vadia burra que nem sequer foi esperta o bastante para se prostituir com um homem rico . Ela ja transou com outro homem na minha frente quando eu era mais novo . Se eu não tivesse alguns familiares para controlar a situação a muito ja teria acontecido uma tragedia o que não está longe acontecer pois estou pensando em me matar mas antes vou deixá-la alegada em uma cadeira de rodas . Se Deus está me castigando por algo que fiz ele conseguiu mas isso ja esta proximo ao fim . Sempre me comportei bem, tirava as maiores notas da sala, senão da escola, sou muito educado e gentil com as pessoas, não sei porque fui amaldiçoado com uma praga dessas .

Anônimo disse...

Amei ouvir que mereço respeito. Pois se estou dizendo que odeio o monstro é porque o monstro fez por onde. Nao tenho culpa de ter nascido da barriga podre dela. E se chamo de podre é porque um dia fui chamada por ela de ovo podre. Tenho total capacidade de amar e trato muito bem a todos. Sei muito bem diferenciar quem está me maltratando e quem me trata bem. Aliás, é bem fácil, né?

Baú de Fofuras disse...

Anônima que deu o depoimento no dia 5 de setembro de 2009 07:43, eu acredito piamente em vc,pois minha vida é muitíssimo parecida com a sua,a única diferença entre nosssa historia eh q meu pai ja tá morto,mas qndo tava vivo era a mesma coisa de não ter nada.Eu não vejo a hora de algum extraterrestre baixa aki e me resgatar,pq nesse planeta ninguém me ajuda.Minha familia sao meus animais de estimação,e meu pc :(

Anônimo disse...

Eu nao consigo dizer que odeio minha mae, porem posso afirmar que tenho muita magoa e apesar de esta com 42 anos, minha mae ainda consegue me humilhar e desmoralizar da mesma forma de quando eu era crianca, somos 5 filhos me dou super bem com meus irmaos, todos tem probelmas com ela mas ja casaram e so aparecem para visita eu nao por ter pena de deixa-la so fui morar nos fundos da casa dela e posso falar que vcs nunca viram uma pessoa ser tao humilhada, uma das frases prediletas e dizer que eu tenho inveja da minha irma, desde que me entendo por gente sempre tive inveja, por que e amis bonita, porque casou primeiro, porque fez faculdade, sempre fiz tudo por ela pois sempre tive muito medo que ela morresse e ela sabendo disso sempre me chantageou,falava que estava com cancer e qu ia morrer so para me fazer chorar,nao posso dizer que eu seja super calma, ate porque pelas coisas que ja me foram ditas eu nao tenho muito controle emocional, mas vamos la fui morar com uma pessoa, tive uma filha que ela fala que faco todas as vontades e e verdade, porque eu faco o possivel e o impossivel para ser uma mae melhor que ela. Fala mal de mim ate pro meu marido que para completar e a copia exata dela, me ofende das mesmas coisas que eu sou maluca, que sou ruim e e por isso que fiquei cega (sou monocular), que eu nao deveria ter nascido, sempre me amaldicoou, "tomara que vc morra",mas vamos la nesse exato dia que estou escrevendo, entrei no google procurando alguma coisa que me desse forcas para suportar o que passo, hoje acho que foi a gota dágua, meu "marido" nao apareceu em casa, chegou as 7 da manha comcara de quem dormiu muito bem e eu estava na minha casa e ela me falou uma mentira para defende-lo e eu falei para ela porque ela fez aquilo entao ela me olho com a cara mais cinica me chamou de maluca que nao tinha falado nada disso , deu varios tapas na minha cara, gente vcs lembram eu tenho 42 anos, ela ja havia feito isso antes um dia antes do meu primeiro transplante de cornea ela encheu minha cara de bolachas, eu nao agrido ela mas nao sei ate quando vou conseguir me controlar, so vejo uma solucao a empresa em que trabalho tem filial em outros estados estou pensando em pegar minha filha e sumir. So que diferente de vcs eu ainda nao consigo dizer que a odeio, talvez se conseguisse me desligar dela eu fosse feliz, talvez eu seja masoquista e goste de sofrer. rsrsrsrsr

Anônimo disse...

Eu odeio a minha mãe, talvez soe forte isso, mas meu coração procura desesperadamente amar ela e não consegue... :(
Meus pais se separaram quando eu era criança e ouve briga na justiça e tudo, eu amava a minha mãe, mas meu pai ameaçou se matar se eu escolhesse ela... Escolhi o meu pai... E sou julgado até hoje por essa escolha... ela me culpa como se eu fosse adulto para saber escolher, ela sempre duvida de mim, nunca acredita em minha capacidade, nunca reza por mim, hoje eu tenho quase 30 anos e sempre que penso na minha mãe tenho vontade de chorar...
Eu sempre quis ter mãe...

Anônimo disse...

Olaa .
Que bom poder encontrar pessoas que sentem o mesmo que eu ,eu odeio a minha mãe com todas as letras.
Eu tenho 14 anos e odeio-o a minha mãe faz tempo ela e uma pessoa horrivél e desagradavél adora insultar-me e ameaçar-me.
Sempre que faço alguma coisa de mal a minha mãe promete bater de cinto e já levei cinto muitas vezes já fiquei com marcas e tudo.Bom eu não partilho muito isto quando digo as minhas amigas que eu odeio a aminha mãe elas não acreditam em mim porque todas tenhem mães fabulosas que lhes dão amor e carinho a minha mãe não me dá isso.Eu tenho apenas 14 anos e dejeso profundamente a morte da minha nunca mais vejo a hora de a poder enterrar num caixão.
Uma vez saí de casa e fui ter com uma amiga a minha mãe descobriu e ameaçou cortar as minhas pernas e queimar-me as mãos.
Sempre que ela me maltra-ta venho para aqui ler os vossos textos assim sei que não sou aunica a passar por essas coisas adorei poder encontrar um lugar onde as pessoas me entendem !Simplesmente não consiguo escrever isto sem lagrimas nós olhos.
EU ODEIO MUITO MESMO A MINHA MÃE ...

Anônimo disse...

Acho que vocês vão entender o que é não ter mãe quando perderem a mão de vocês. Os filhos poje tem a tendência de odiar a mãe porque ela dá uma dura ou diz umas verdades que vocês mimadinhos precisam ouvir.
Bando de monstros... quando vocês tiverem seus filhos vão receber em dobro o ódio que dirigem a mãe de vocês...

Anônimo disse...

Gostei do texto.

Não tenho ódio, mas nunca consegui entender o ódio da minha mãe, ódio de mim, do meus irmãos, do meu pai, da vida.

Hoje, já passa das 3 hs da madrugada e fico pensando "Meu Deus, quando isso acaba? Quando vou deixar todo o meu sofrimento para trás e viver minha vida?"

Tenho 21 anos, minha mãe faleceu há 3 anos, nunca me esqueço das palavras terríveis, do olhar de ódio dela, dos escândalos e de como a família foi destruída, por nada.

Se houvesse um jeito de esquecer tudo já teria feito, se já pensei em me matar? Várias vezes, nunca tentei, a primeira vez que pensei tinha 13 anos, pensamentos ruins ficavam na minha cabeça, o inferno não tinha fim.

Não tinha parentes, meu pai foi embora quando tinha 3 anos e meio, mas mandava dinheiro, não tinha amigos.

Ficava totalmente nas mãos da minha mãe, o cenário era perfeito para as maldades dela. Ela nunca trabalhou depois que se casou com meu pai.

A vida dela era ficar bêbada, fumar e beber café.

E parecia que todos estavam do lado dela, nunca tive ajuda, depois que ela morreu algumas pessoas vieram falam que eu estava certa, que elas sempre estiveram do meu lado, pois eu digo fod@-se, tô cagando e andando para vocês! Quando precisei, quando era só uma menina ninguém me ajudou, tenho dois dedos que não consigo mexer direito por uma surra, sem motivos que levei, meu professor viu minha mão inchada, enorme e roxa pegou gelo para mim, mas não me ajudou com o problema.

Ela não me levava para a escola, me segui para ver se eu ia mesmo, telefonava várias vezes para a secretaria e pedia para alguém verificar se eu estava na sala, ligava para o meu serviço para saber se eu estava trabalhando, vivia espalhando boatos que eu era put@, estava grávida, usava drogas, era lésbica.

Meu Deus! Quando a pessoa tem filhos problemáticos reclama, mas não entendo uma pessoa que tem filhos bons, comportados, bons alunos ficar querendo arranjar motivo para brigar.

Mas mentira tem perna curta e tudo ficava só na boca dela mesmo.

Deus sabe quantas noites passei chorando, queria fugir daquela casa, mas tinha medo, ela dizia muitas coisas, que se eu tentasse morar com parentes seria estuprada, com o meu pai também.

Ela armava tudo a seu favor.

Quero esquecer isso, quando me pego tento um comportamento, uma atitude parecida com a dela fico muito mal, não quero nunca ser assim, preciso ter forças.

Quero tirá-la da minha vida, das minhas lembranças.

Anônimo disse...

ola,sou adotada e des que meus pais adotivos se separam minha vida virou um inferno,sofri mals tratos fisicos e psicologicos por parte da minha mãe,ela sempre foi muito agressiva com os seus outros filhos...hj eles são grandes casados tem lá seus 40 anos..eu tenho 17,aguentei sempre tudo muito calada,so que chegou um momento que explodi,hj não escuto mais nada calada sempre revido não com palavroes ou algo do tipo...mais algo para me defender ,uma coisa q me machuca profundamente é o fato dela jogar na minha cara que sou adotada ...filha de uma prostituta epor isso sou comparada a ela todo o momento.. ja fui chamada de todos os nomes imaginaveis por ela ,,ja fui covardemente agredita tanto em casa ou na rua..as vezes eu sei que sou mal criada ,ignorante mais isso tudo aprendi para me proteger pois sem quem ela é..sei que se abaixar a guarda para ela seii que ela tripudiara de mim....ela sempre diz pra mim que quando eu me casar tomara que meu marido me espaque bastantte dê muito na minha cara...q eu sofra ela só deseja o mal para mim.joga tudo na minha cara tudo q ela ja me deu...num nego aki que ela é sempre assim pois num é quando quer uma coisa de mim ela sabe ser boaa,as vezes até sem querer mais a maior parte do tempo ela se transforma no meu pessadelo.
o pior é q eu não encontro forças para sair de casa, pois não quero deixala sozinha ela ja tem idade..mais hj graças a deus encontrei uma ppessoa muita boa que é meu futuro marido e tenho fé que irei vencer ..e seguir minha vida.. sei que um dia ela precisara de mim... e por incrivel q pareça eu estarei lá..para estender a mão..mais confesso que a minha magoa é muito grande ..não é odio nem raiva ..é decepção,magoa,ferida,tristeza,mais em nome de jesus irei vencer esta batalha pq sei que sou uma pessoa capaz. em nome de jesus AMEM

Anônimo disse...

EU ODEIO A MINHA MÃE...ELA TEM 79 ANOS E SE ACHA ''LINDA'' E FAZ PARECER QUE MEU MARIDO ESTARIA INTERESSADO NELA...QUER QUE ELE BRIGUE COMIGO...EU DESEJO MUITO A MORTE DELA...ELA MALTRATOU MUITO MEU PAI E MINHA IRM' QUE EU AMAVA.
MEU PAI SE MATOU E MINHA IRMÃ ESTA DESAPARECIDA HA 16 ANOS...ELA TEMPARTE COM O DEMONIO.
SE DEUS OUVISSE AS MINHAS PRECES ELA NEM TERMINARIA ESSE ANO DE 2012..ELA DEVE SER PSICOPATA, PUTA VELHA.

Anônimo disse...

eu odeio a minha mãe,porque ela se separou do meu pai para se casar com um outro homem que eu odeio , é por isso que eu digo que ela é uma vadia.

Anônimo disse...

Eu não posso dizer que odeio minha mãe mais também não posso dizer que a amo ela me abandonou aos 4 anos junto aos meus irmãos que amo muito:FLÁVIO GABRIELA E ALEXANDRE; hoje eles moram em RIO DE JANEIRO foram adotados da casa lar. só eu tive a sorte de:o meu pai me reconheceu e me tirou daquele lugar.Sofri muito todos esses anos dia 12 de setembro vou completar 15 anos;espero um dia a reencontrar para saber oque ela sente por mim e saber também sua versão.

Anônimo disse...

Nunca recebi carinho da minha mãe ,sempre fui maltratada por ela.Tnha ciúmes das minhas coleguinhas de escolas,suas mães eram bem diferente da minha.Hoje sou adulta, mãe de dois filhos maravilhosos e tento ser uma boa mãe.Moro distante da minha mãe e quando ligo para ela que já está velha,fico nervosa e triste, pq ela continua a mesma; grosseira,amarga,só fala coisa ruim.Deus que me perdoe,mas qdo ela morrer nem sei se vou no seu sepultamento pq em vida nunca gostei dela.
Beth

Anônimo disse...

Não sei se é ódio que tenho pela minha mãe, mas não tenho sentimento nenhum por ela.Já sou adulta e pouco falo com ela, uma coisa é certa não era a mãe que eu queria para mim.Espero não encontrá-la mais nessa vida e muito menos na outra se tiver.

Anônimo disse...

Tenho 17 anos , não aguento mais minha mãe , ela manda eu ir embora da casa dela todo dia . Me chama de vagabundo , manda eu morrer , diz que eu nunca vou ser ninguem na vida , fala que eu só penso em mulheres e cachaça , joga em minha cara por eu ter nascido , ela diz que eu uzo ate drogas mais sem saber que eu nunca nem uzei isso e bebida não gosto por conta que atrapalha em meu treino de musculação . Não aguento mais , sinto ódio dela , nojo, não vou embora por conta de problemas financeiros .

Anônimo disse...

Deus que me perdoe,mas desde que me conheço por gente não tolero a minha mãe.
inha infância,minha adolescência até tornar-me adulta foi um inferno.Casei-me com um rapaz sem gostar dele para livrar-me dela, não deu outra separei-me após alguns anos. Hoje adulta e com filhos criados continuo não gostando dela. Mulher estúpida,amarga e ignorante. Já tentei falar com ela e perdoá-la,mas ela continua mentalmente cruel.Fico nervosa,triste por vários dias. Não quero mais vê-la, não vou nem no seu enterro,quero esquecer que tenho mãe.(Gilda)

Anônimo disse...

Odeio minha mãe porque descobri recentemente que ela faz fofoca de mim para seus outros dois filhos preferidos (tenho ainda mais uma irmã, com a qual me dou muito bem). Tudo o que eu falo de ruim do casal de filhos dela, ela vai lá e fofoca. A bem da verdade, não gosto mesmo desse meu irmão e da minha outra irmã. Eles estão morando com ela pois estão se aproveitando do dinheiro dela. Sei que nenhum dos dois trabalham, mas ela mente e diz que está tudo certo na vida deles. Uma decepção saber que ela fica fazendo o papel de leva e traz, porque sempre confrontei esses dois parasitas, não precisava que ela fizesse esse papel de fofoqueira, ainda mais uma senhora de 80 anos. No fundo, eles se merecem. Quero que morram e me esqueçam.

Anônimo disse...

Tenho 32 ano, sou Portuguesa,não sou casada, nm tenho filhos e sempre me fechei em relaçao a ese assunto. Para alem desentir vergonha, eu achava q era a unica pessoa a passar por essa situação hu milhante.É extremamente cruel, tão cruel. Com 24 ano, saí de casa sozinha. Comprei um imovel, a pedir emprestimo no banco. Sou filha de um pai alcoolico, q sempre me bateu e batia nela, agora ainda bate, mas ela vive uma obsessao tao grande por ele. Fez do meu pai seu unico objectivo de vida. E precisou de um trunfo na manga para conquistar seu objectivo desejado. Sendo ele um homem casado com outra ela decidiu engravidar. A 1ª tentiva nao deu, ele bateu nela ela abortou. Na segunda tentativa vim eu. Sou filha unica. Agora vou choar , porque essa parte é mto difil para mim. Fomos Viver para casa dos meus av´s, que perceberam, que ela nao queria, nem conseguia cuidar de uma recem nascida. Minha mae nao me deu para adopçao ou nao me deixou debaixo da ponte, porque eu era usada. ele nao casava com ela. Tamanha a obsessao dela. Então, meus avos, foram as unicas pesoas nesse mundo que me amaram.Deram tecto, comida. e Carinho. Nao tinha brinquedos bons, mas tinha o amor dele. Com 8 nos minha avozinha morreu de cancer, aí minha mae deixou meu avô sozinho e pegou na minha mao, porque meu avo impunha-se ao modo de vida que ela queria queria que eu passase, de maus tratos, e busos. de nao qurer saber, etc.. ela vai mais o meu +pai alcoolico alugaram um quarto longe. quando era na casa os meus avós, o meu pai, parecia porque nunca gostou de trabalhar, e tinha a chave, e so batia e mal tratava a alta horas da noite. mas meu avo punbha na rua. eles se envolviam em pancada etc.. ele batia no mu avô, minha mae ficava impavia e serena. era impressionante essa mulher.. ora pegou na minha mao, levaram para um qurtinho. me distanciaram do meu avô, mudei de escola, pois por incrivel q pareça era muito boa aluna, era uma criança sossegada. e os maus tratos eram atrozes. meu avô acabou por falecer. eu tinha 10 anos. desde aí o inferno, é o nome da minha vida. Sem apoio, sem amor, a ser colocada fora de casa. espancada, mal tratada, sem um carinho.Ele la acabou por casar de papel com ela, dizendo ele proprio no proprio dia q se arrependeu.. Mudamos de novo de casa, ele trouxe ela, e eu vim no atrelado por assim dizer, para uma casa em frente á ex mulher. sim.. pq ele gosta e sempre gostou da ex mullher. Para q a ex mulher dele visse bem o tratamento que ele dava na mullher e em mim.. Mminha mae NUNCA se importou com isso. Deixei de estudar com 17 anos, queria trabalhar, ganhar dinheiro. por isso consegui sair daquele buraco escuro com 24. Pois é, á coisa de 2 anos as casas onde eles viviam foi vendida, e foi um chorinho pq nao tinham para onde ir.. nao sei que.. eu cedi e eles vieram ca para casa.. eu pensei, numa ultima restia de esperança.. q eles com a idade iriam mudar... mas iso nao aconteceu. Ela me tentava agredir fisicamente, por incrivel q pareça.. para nao falar psicologicamente. eu tinha namorado, q nao vivia ca em casa, acabei a relação. ela fazia fitas de gritos, de cenas completamente fora do normal, e o rapaz ate era um rapaz de respeito. ela nao suporta q eu tenha nada. quer q eu seja escrva dela. o comportamento é absuro. Sempre fui uma menina bonitinha.

Anônimo disse...

minha mae diz que eu meto nojo, que nunca me iria dar elogios, pois isso iria fazer com q eu"me achasse" logo isso nao era educação. Do meu ponto de vista ela nunca me vai elogiar, simplesmente porque ela nao sente .. para o fazer. Nunca fui amada por ela, tb nfui por ele. a minha situação laboral piorou no ultimo ano. eles viram isso, e como viviam ás minhas custas, aqui em casa, mudaram-se e lugaram uma casa. o q é q acontecesse? com Portugal nesta situação, eu vou ter q entregar casa ao banco.Pous nao encontro nem trabalho, num fast-food. com 32 anos nao me dao trabalho. Para alem de eu sempre ter sido activa e ter lutado muito agora vejo meu chao acdsabar. vou entregar acasa e quero ir emoigrar para holanda, mas nao tenho dinheiro. Ela ja me disse que eu vou é domir na rua e levar minhas tralhas,(mobilia e minhas coisinhas q ao longo o tempo comprei) comigo, porque nao me vai ajudar. Eu nao peço nada, nem devia ter mecionado, que estava apassar dificuldades, mas eu sinto-me tao sozinha. eu tenho amigos, mas de ha um tempo para ca fechei-me. nao quero q ninguem perca tempo com meus problemas ou ouvindo uma pesoa como eu. Nao devia ter falado para ela , porque essa desprezivel mulher alimenta-se do meu mal. ela vibra com esse sentimento. Ao contrario de qualquer mae, ela nao me aconselha, nao é ponerada. nao tem bondade nenhuma. è um ser humano nojento. Narcisista ao extremo. Infantil, obcedada com vontades perfidas. Nao da valor nenhum ao sentimento bondade, carinho.. amor. à un dias no telefone ela disse-me de conselho para que vejam: q eu se estiver sentido-me mal , q descarregue em cima das pessoas de fora pq faz bem! eu sou taõ o contrario dela... hj u tenho a iadade q ela tinha quando me teve. eu hj mai do q nunca sei avaliar, q nao tenho absolutamente nada ver copm ela eu ao sou perfida, nem ordinaria, eu no tenho esse sentimento de obssesao por um homem.( ahhh outra ela enfurece-se por perceber q eu sou muito diferente.. outro conselho de minha mae: tens q arranjr homem! ée um homem q ia resolver todos meus problemas...minha falt de confiança e de amor que essa v#$! nunca deu. ! O que ela queria era q eu compartilhasse o mesmo nivel de obssesao, pisasse em cima de tudo e de todos, nao desse valor em ninguem, e fizesse d minha vida um ubjectivo só: ter um homem q memso q me trate q nem lixo, eu viva para isso! este é o comprtamento narcisista. Minha mãe é uma narcisista , ums sociopata, capaz de tudo. Fez queixa minha na policia.. pq queria minha casa(n tendo direito nenhum) eu sei l´o q essa mulher já fez.. e eu q nao sou igual, de vez em kuando la vou falando no telefone. Eu realmente no sou igual. estou na beira de ficar no emio da rua, sem nada, mendigando. Ma ela nao se importa. Posso garantir. è mto triste sim! Um dia, conforme o plano de deus, gostaria de ter minh familia, podemos ser pobres, mas quero muito q haja amor. O amor q eu conheci, dos meus avós e dos quais eu siinto anta falta. eu era a razao de eles aturarem essa ordinaria e seus capricho. Eles eram meu porto de abrido. meu colo amigo. Eu odeio minha mãe, e Deus não me castigue porque só deus e eu q sbemos tudo o que eu passei e como eu ainda sobrevivo. Se pensei em acabar comigo? sim desde muito novinh. Tantas que perdi a conta. Mas por covardia nao o fiz. Só queria muita paz e muito sossego. Era tudo o que eu mais desejava nessa vida. Eu odeio minha mãe, enão vou sentir a menor falta. Porque eu sou muito mal tratada. Minha paz passa por acabar com autora desse meu sofrimento. Ela. no dia em que a hora dela chegar, se eu viver para ver, será um alvio, por saber que ela nao mais me magoará. Em relação a meu pai, eu nao sinto nada. Acho que nem vou dar conta.`Muitas mulheres nao deveria ser dado o grandioso presente divino de dar a luz. Mas eu acredito muito em Deus. acho que ele tem um plano como ja mencionei. Deus tem um plano para todos nós. Mas sim, são coisas q doem muito. as melhores pessoas são as que infelizmente passam por isto.

Anônimo disse...

ODEIO MINHA MAE AGRADECER PORQUE? PELO FATO DE ELA TER ME TRAZIDO AO MUNDO? POR ELA TER ABRIDO AS P..... E TER MIM PARIDO? EU PEDI? ME DA COMIDA
E ROUPA NAO FAZ MAIS QUE OBRIGAÇAO VIVER É HORRIVEL TENHO 27 ANOS NAO CONSIGO ARRANJAR EMPREGO SE EU NAO EXISTISSE ISSO NAO TARIA ACONTECENDO ODEIO ELA PELO FATO DE ELA TER MIM TIDO ALIAS NEM ROUPA ELA MIM DA SO ALIMENTO NINGUEM VIVE SO DISSO E UMA MER..... DESSA ACHA QUE E RAINHA QUE DEVEMOS RESPEITA-LA POR ISSO PODE UMA MER...... DESSA?

Anônimo disse...

Hoje vou escrever isto porque o meu caso tem de ficar escrito seja onde for.
Sempre gostei da minha mãe. Desde pequena, mas acho que simplesmente isso acabou e não por ter entrado na adolescência, é mesmo por ela.
Desde o meu 5º ano parece que simplesmente pegaram o amor dela por mim e o trocaram por ódio.
Nunca cheguei a perceber porque...
Desde o 5º ano, começou a chamar-me nomes sempre que me repreendia, chamava-me cabra, vaca, porca e batia-me imenso, pegava no meu cabelo e mandava-me contra o chão e contra a parede, a minha cabeça andava sempre cheia de altos, por sorte não me partiu a cabeça! Umas palmadas não fazem mal mas isto era abusos infantis! Gritava imenso comigo para toda a gente no prédio ouvir, humilhava-me imenso e divertia-se com isso, até aos seus amigos eu a ouvia dizer tudo o que eu fazia, mas não o que ela me fazia depois, ela faz-se sempre passar pela mãmã boa, ela fala sempre como se fosse a vitima!
E começei a odiá-la, e hoje em dia ela queixa-se que olho com desprezo para a minha família, e eu penso, como é que querem que eu olhe para eles de forma feliz?
-A minha mãe era a própria que olhava para mim com desprezo, batia-me sem razão nenhuma, chamava-me nomes, humilhava-me e destruía completamente a minha vida;
-O meu pai e o meu irmão eram os dois que observavam enquanto tudo acontecia e muitas vezes ignoravam a tal nível que nem olhavam, o meu pai ficava no sofá a ver televisão e o meu irmão com a fronha colada ao ecrã do computador enquanto eu era maltratada e a estúpida da minha "mãe" me chamava nomes mais alto que uma aparelhagem no volume máximo!
Eu simplesmente não aguento mais, eu tento mas não consigo olhar mais para eles e dizer que os amo, hoje em dia sou emocionalmente instável, só lembrar daqueles dias fazem-me passar completamente ou romper-me em lágrimas!
Simplesmente odeio-os a todos, e a culpa é da minha mãe, aquele ser vivo arruinou tudo, arruinou a minha vida e a arruinou-me a mim!

Anônimo disse...

Quero sair de casa , eu fiquei em 5 materias e sei que ela via me bater novamente falta 4 dias pro meu aniversario de 14 ano espero que eu tenha coragem de fugir antes de completar 14 pois nao to afim de escutar ela maiis!!!!

Anônimo disse...

Olha, Anonimo do dia 5 de julho de 2012- voce não sabe o que diz,essa dor e essa tristeza de ter sido rejeitado pela própria mãe não se acaba com a morte... Infelizmente; Eu adquiri uma deficiencia aos 12 anos e desde então minha mãe só me humilha, dizia que eu era um estorvo, que ela vivia pra cuidar de mim (coitadinha?) se fazia de vitima pra todo mundo, botando sempre a culpa em mim.. dizia que eu não ia conseguir estudar, que jamais ia ter um namorado que gostasse de mim, nem amigas, porque se alguem se aproximasse de mim seria só por pena ou pra se aproveitar... apesar disso tive uma boa adolescencia, muitos amigos graças a Deus e fiz algumas besteirinhas tipica dessa fase, como tomar dois pores oméricos e ter experimentado maconha uma vez na vida (o que não gostei e não fiz nunca mais), depois namorei um rapaz que gostava de maconha, terminamos por outras razões mas isso virou um inferno na minha vida, é como se tivesse confirmado pra ela que eu só atraia desgraça na minha vida...apesar de tudo estudei, trabalhei, passei em concurso e hoje tenho 29 anos e ganho bem... mas infelizmente fiz a maior besteira da vida ao casar com um homem bem mais velho só pra sair da casa dela... hoje me arrependo, e sei que ele é uma ótima pessoa, porém eu sabia que podia ter vivido mais... agora tenho uma magoa profunda dela, porque ela é idosa e continua maluca, não reconhece todo meu esforço que fiz na vida, pra ela continuo sendo um peso nas costas dela, sinto-me rejeitada até hoje, que ela sente vergonha de mim, que eu nunca serei a filha que ela sonhou ter, não importa o que eu faça profissionalmente pra me destacar, ela sonha que eu volte a morar com ela, largue meu emprego, meu marido e fique babando nela todo dia, estou morrendo de depressão e essa mágoa não tem fim... é "amor" disfarsado de cobranças, tudo que ela dá ela cobra e cobra caro, porque exige minha alma, acaba com minha autoestima, reduz todas minhas conquistas a nada.... ela nunca me viu como uma moça normal, com sonhos e desejos normais, e eu fiz tanto pra provar pra ela que era melhor do que ela supunha e hoje vejo que não valeu a pena...minha maior vontade é abandoná-la a própria sorte e sumir pra sempre, cortar relações com toda minha família e viver bem longe daqui, talvez em outro país, onde ninguem saiba do meu sofrimento.... ,ninguem sabe como é horrivel sentir isso, como me torturo todos os dias por ter repulsa dela, por não aguentar mais fingir que a suporto...ela me magoou demais e hoje só o que eu quero é ter paz...obrgiada só por me ouvirem!

Sofia disse...

Eu sou nova , nunca sofri "abusos" serios fisicamente da minha mae , mais ela e a pior vadia que eu ja conheci.As pessoas nao entendem , me olham de cara feia , me xingam.Elas nao sabem o que aquela vaca e.Manipuladora , irritante, nojenta.Sim sim , ela me carregou na barriga nove meses , isso e muita coisa , e bem dificil , mais EU tive que aturar ela durante longos e odiosos 13 anos.Foi dificl admitir para mim mesma que eu a odiava , me sentia uma aberração...Tentei entender , tentei conversar , tentei esquecer...Não da.Não e uma coisa que eu disse so pq ela me deixou de castigo ou nao me deixou sair de uma festa a 1 da anhã.Eu digo isso a longo prazo , odeio ela demais , nao suporto , e o pior e que eu nao posso viver longe dela.Eu rezo , REZO todo o dia pros meus pais se divorciarem preu implorar pro juiz me deixar ficar com o meu pai , que e uma das melhores pessoas que eu conheço.Se eles se separarem, meu pai vai oder ter opinião propria , amigos , que e uma das multiplas coisas , elicidades que a vida nos oferece que ela tirou dele.Nem ligo mais de ve-la chornado , na verdade , eu sinto uma alegria imensa.Se ela morresse , eu ia chorar e claro , mais so por remorso de ter desejado isso milhares de vezes , e logo depois vou ser melhor, mais feliz...tenho certeza que as minhas notas vao aumentar...Ja pensei em me matar varias vezes , eu sei que e idiota , e ridiuclo mais e a maneira mais facil.antes de recorrer a isso , decidi ver se eu consigo ajuda.NAO dela , o abraço dela me da repulsa , nao quero nunca mais falar com ela na minha vida.Tive que procurar ajuda na internet , nao sei o que fazer , quero ser adotada por outros pais, e ficarm BEM longe dessa mulher...antes que eu cometa alguma burrice.Nao sei para quem ligar , para quem desabafar porque esse e um assunto pelo qual ja fui muito criticada e ridicularizada.eu sei o quanto eu sou nova , sei o quanto isso deve arecer ridiulo para a maioria das pessoas , mais vim aki com esperança que algum de vcs pudessem me entender.Uma noite , ja peguei uma faca , e fiquei encarando ela , andei ate o quarto dos meus pais e fiquei la parada.Preciso de ajuda , que me tirem daki...

Anônimo disse...

Eu sou humilhada todos os dias pela minha mãe!!!Sofro agressões físicas e
verbais!!!Depois de alguns segundos
ela vem e me diz Te Amo ♥
Ela acha que com isso eu esqueço eu
volto a amar ela.Só eu sei o quanto eu sofro o quanto eu choro todos os dias e as marcas que cada humilhação dessas esta deixando em mim.
Eu Só Posso Dizer ''Eu Odeio A Minha Mãe''

Anônimo disse...

Hj nem sei se posso dizer que odeio minha mão. Pra mim ela é simplesmente um ser indiferente. O tempo é o melhor remédio, mágoas ficaram para trás. Mas acho válido todos os desabafos postados neste blog;;; sinal que mãe não é esta coisa sagrada que muitos hipócritas teimam em afirmar...

Anônimo disse...

Vim parar a esta página da net porque estava com tanta raiva da minha mãe neste momento que comecei a pesquisar sobre este tema.. e depois de ler estes comentários todos, com os quais me identifico (na sua maioria), só consigo chegar a uma conclusão:
Não vale a pena passarmos a vida a tentarmos agradar aos nossos pais e a sentirmo-nos culpados por eles não gostarem de nós.. seja a mãe ou o pai.. Porque o final é sempre o mesmo :( somos infelizes!!!
Tenho 25 anos e sempre sofri muito porque a minha mãe é bipolar... (quem conhece a doença sabe do que estou a falar) e não admite que tem esse problema e não se quer tratar... eu fui sempre infeliz por ouvir a minha mãe a maltratar-e fisica e psicologicamente.. inda hoje sou e a unica solução que encontrei foi nao lhe dirigir a palavra... e sinto-me muito infeliz porque nunca tive uma mãe ao meu lado :( e tenho pena daquelas mães que dão tudo pelos filhos e que tambem são maltratadas por eles... porque é que está tudo ao contrário???

Anônimo disse...

Vou fazer 15 anos em dezembro, e a minha mãe NUNCA me deixou sair de casa sozinho(a não ser para ir ao colégio; ela ainda escolhe as roupas que eu tenho que vestir e sempre que eu discuto com ela(mesmo eu tendo a razão) ela sempre me faz achar errado e para de escutar o que eu estou falando.Minha irma esta doente, com pressão alta, problema de coluna, e é extremamente tímida(praticamente antissocial), tudo por culpa da minha mãe(ela mantem a minha irma no mesmo regime autoritário que eu vivo).Eu perdi a minha infância porque eu vivia trancado dentro de casa(não é exagero), já pensei em suicídio, uso de drogas(para esquecer a desgraça de vida que eu tenho), e fugir de casa.Desde final de 2011 eu busco ajuda em Deus(se não fosse Deus eu nem estaria vivo).Eu vivo com a esperança de poder mudar de vida e me vingar de todo o mal que a minha mãe me causou(pensem bem: uma infância destruída, sou muito tímido, nunca encontrei um namorado - ainda não me assumi - ,ela está me arruinando a adolescência, etc).A minha mãe só estudou ate a 3º serie do ensino fundamental, por isso é extremamente ignorante(de ignorar o conhecimento e as ideias boas).Ela trai meu pai, ela se oferece para qualquer macho, por ser ignorante acredita em pais de santo,macumba, feitiço,simpatia,e gasta dinheiro que deveria ser usado para os filhos em trabalhos de feitiçaria para "amarar homens".Ela ainda paga uma de "santinha" e mãe zelosa(sendo que ate para o pastor da igreja,que é casado, ela já se ofereceu) e agora só esta "preocupada" com a filha de 12 anos porque a direção do colégio mandou ela (devido a sua extrema timidez) consultar com medico psicologo.
Eu NUNCA perdoarei essa pessoa que eu chamo de "mãe"(mãe verdadeira não faz com que o filho quase cometa suicídio!!),pois ela teve oportunidades de consertar seus erros e defeitos, mas não fez.

O que eu acabei de contar parece mentira mas não é(infelizmente).Peço para quem passa por situação parecida nunca desista da vida, porque a sua vida é muito importante para ser gasta com pessoas insignificantes.E torçam por mim, para que eu consiga mudar de vida.

Anônimo disse...

EU ODEIO MINHA MÃE
pq ela so pensa nela e até se eu ñ quiser aunoça ela q me bate me foça a fazer varias goisa q eu odeio

Anônimo disse...

Gente sinceramente...
Sou filha unica tenho 13 anos e minha mae des de pequena sempre se dizia uma boa mae mas ela sempre nunca soube cuidar direito de mim.., ela sempre me punha castigos e me batiia.. Hoje em dia ela esta querendo arruinar minha vida por completo. Ela simplismente está querendo viver a minha vida.. Ela passa o dia todo no meu facebook, no meu twitter, quando eu vou na casa de alguma amiga ela ja quer saber quem é, os pais, o numero do celular, onde mora!!! Eu ja to cheeeeia disso. E ela ainda resolve nossos problemas pra tooooooooooodo mundo.. Vive falando mau de mim pras minhas amigas, familia, e qualquer pessoa que ve na frente. Ela me odeia! ou ela esta super legal comigo e irritante ou ela esta querendo me matar de raiva.. eu ja nao aguento mais isso. Ela nao me deixa ir na esquina sozinha e vive reclamando que eu peço pra ela me levar nos lugares.. Ela ja chegou a vasculhar meu quarto e meu facebook para saber oque eu faço da minha vida.. Estou totalmente frustrada. E agora ela veio com a história de que eu nao posso mais sair de casa pra nada!!! se sair ela tem que saber onde, com quem, nome familia e cassa das pessoas, tem que conhecer os pais das pessoas, e se ainda nao brigar por sei la eu oque! Eu tenho que ser a prisioneira dela, ela quer saber minha vida inteirinha detalhada, ela faz a minha rotina e eu nao posso nem se quer abrir a boca. Estou me sentindo um pássaro em uma gaiola! Odeio isso. QUERO LIBERDAAAAADEEEEEEEEEEEE
Me deem um conselho...
PS: nao adianta conversar, ja tentei isso.

Anônimo disse...

Li todos os comentários é de chorar. Tantas pessoas revoltadas,rejeitadas,maltratadas pela própria mãe. Meu caso não é diferente,infelizmente desprezo a minha mãe, porque todos os piores momentos da minha vida ela foi a causadora, não a odeio porque é um sentimento muito cruel. Rezo muito para que ela fique bem, mas que nunca precise de mim e que fique longe e me esqueça. Sua figura é indiferente,não sinto sua falta,nunca fomos amigas e não sinto absolutamente nada por ela. Ela está longe, e se precisar troco de país para afastar-me mais dela. Nem quero tomar conhecimento da sua vida. (meire)

Anônimo disse...

Infelizmente, eu tmb faço parte desse grupo que chegou ao ponto de criar ódio pela própria mãe. Essa coisa que se diz minha mãe é a pessoa mais falsa e hipócrita, ignorante e cega que já vi em toda minha vida. Ela só sabe falar coisas negativas, coisas pesadas pra machucar mesmo, pra te deixar pra baixo, é egoísta, só quer saber as coisas do jeito dela, se não for assim já fica toda emburrada e sem falar comigo ou com meu pai. Por qualquer coisinha a toa, coisinha pequena mesmo, insignificante, ela já fica de cara azeda e fica toda nervosa, emburrada, maltratando meu pai e eu. O pior de tudo é ela ficar falando de Deus, Deus, Deus e ficar cometendo esses atos que estão mais pra demonios do que pra Deus. E é falsa que... Ela vai nesses grupos de reflexão católico e na frente deles é só sorrisinho amarelo, enquanto aqui em casa nem olha pra minha cara, nem fala comigo, tá lá emburrada feito idiota retardada maldita cretina que é. Não, vcs NÃO tem ideia de como ela é, como ela age, como ela me trata e trata o meu pai tmb. Tenho muita dó do meu pai que tem que conviver com esse monstro. Eu já pensei muitas vezes em me suicidar e agora to chegando ao extremo de querer que ela morra, meu Deus, como pode isso? Um filho chegar ao ponto de imaginar isso para sua própria mãe? Me expliquem, por favor, como pode??? Por aí vcs veem oq minha mãe é... Como eu gostaria que os outros, sejam parentes ou colegas e amigos, abrissem os olhos e finalmente enxergassem o que ela é de verdade, quem ela é de verdade... Já tentei conversar com ela e nunca adianta, ela nunca se enxerga, só ela que tá certa, ela se acha um deus, é perfeita, não tem defeitos, sempre os outros que tão errados, VTNC! Não aguento mais isso, juro que não aguento mais. Só não me suicidei ainda justamente pq me preocupo com oq vai ser do meu pai de ter que conviver sozinho com essa mocréia. Mas ontem mesmo já fiquei pensando em telefonar pra alguns parentes mais próximos e de total confiança, pedindo que se algo acontecesse comigo era pra eles ajudarem o meu pai, cuidassem dele e tudo mais. Acho que é o único jeito. Me desculpem, eu precisava desabafar, não aguento mais essa vida com essa coisa que se diz mãe...

Anônimo disse...

Não quero Bem que ela morra quero que ela mim esqueça e vá pra bem longe de mim já estou casada com essa vida ela e chata grudenta irritante e se eu pudesse taria bem longe dela mais como eu só tenho 14 anos não posso

Mãe te ODEIIIIO VAIIII PRA BAIXA DA EGÚA NOJENTA..........
bRUUXAAAAAAAA
NÃO QUERO TEU MAL NEM TEU BEM

Anônimo disse...

Sei que é terrivel ser mal tratado pela mãe. E pior que isso é uma mãe er maltratada por um filho. Procure analisar a situção e ver pq sua mãe e assim. O que ela ja sofre, etc...
Mas se voce não se dá bem com sua mãe vai se dar bem com que nessa vida? Pelo amor de Deus, mãe é mãe. Respeite e ame. Entregue nas mãos de Deus e ele fará o restante. A relação entre mãe e filho é uma coisa muito forte. Sagrada. Dê mais amor a sua mãe e tente compreender ela. Se não der ai procure se mudar da casa dela.

Anônimo disse...

Eu to muito triste, as vezes sinto um odio tão grande da minha mãe, como agora, as vezes acho que ela é bipolar ou ela ta com espírito muito ruim dentro dela. Ela não tem muitos amigos, não termino a escola, não trabalha e nem nada, fica o dia inteiro dentro de casa e acha que sabe tudo. Ela não fala com a mãe dela(minha vó)porque elas não se dão muito bem, ela fala que minha vó é louca e um monte, mas ela é igualziiiiinha a minha vó. Ela quer semre as pessoas lambendo o pé dela, fazendo as coisas do jeito dela, um dia ta feliz, no outro acorda com uma cara feia e ignorante, ama me humilhar,sente prazer em me colocar pra baixo, fala que eu to gorda toda hora, que eu to feia, que eu sou chata, mas acho que ela deveria olha um pouco pra ela.. eu não posso fala nada, que ela ja destorce tudo e começa a grita, fala nada com nada e quer se achar no direito, não aguento mais, as vezes voce fala com ela, ela não responde, e se responde é com má vontade, reclama de não sair, mas qnd é pra sair fica fazendo cu doce, ama criticar meu pai, colocar ele pra baixo tambem, a voz dela é muito irritante e quando ela começaa fala ela não para, ela me olha com odio já, as vezes fica me olhando de cima a baixo me encarando, se ofereço ajuda reclama, e se fico queta reclama, e não sou uma filha de da trabalho, implica commeu namorado toda hora, as vezes mete ele em assuntos nada a ve,cada dia é uma coisa nova,antigamente era, '' vc só é dona de seu nariz com 18'' agora que to pra fazer 18 ela fala ''eu ainda mando em vc'' joga td na minha cara, coisas que me deu e bibi, ela é descontrolada eu literalmente to pegando odio da minha mae.

Anônimo disse...

Minha mãe sempre implicou comigo, ela odiava o namorado da minha irma, pois ela pra fora de casa mas hoje chora porque ta com saudade dela e fala que nao botou ela pra fora de casa, ela fez um inferno na vida da minha irma pra ela termina o naamoro, hj ela nao mora mais em casa, e vai casar ano que vem, e minha mae agora apoia ela!
Eu estou sem vontade de viver
tenho muitos problemas, e muitas coisas na minha cabeça, fora que meu pai e minha mae me chingam de vagabunda pra baixo, que o capeta me leve, isso que eles falam... Eu estou em um relacionamento com um menino que esta preso na FEBEM, porem ele é uma pessoa muito boa, ele foi preso por engano, mas vai pagar 7 meses... ele e diferente, todos que o conhecem sabe, e a mae dele tambem, mas minha mae acha que ele vai me matar e tudo mais .. enfim, minha mae hoje fala mal de mim pra familia inteira, e me chinga, tudo que eu faço é ruim, e ela quer me ver sofrendo, é triste, nao queria isso dela, pois afinal ela é minha mae, mas acho que sem ela aqui seria bem melhor, é foda

Anônimo disse...

AMIGOS

JURO QUE NINGEUM NA FACE DA TERRA TEM VIZINMHOS PIORES QUE OS MEUS, FORMARAM UMA GANG PARA ESPOLIAR AS FINANÇAS DO PREDIO, ENTRAMOS NA VARA CIVEL, GANHAMOS, NÃO DEVOLVERAM O DINHEIRO, A JUIZA LASCOU MULTA, PERDERAM RECURSO (PAGO COM DINHEIRO DOS QUE ESTÃO SOBRECARREGADOS COM ALUGUEL, CONDOMINIO, COTAS EXTRAS DE HONORARIOS E CUSTAS, VAMOS EXECUTAR A SENTENÇA...O QUE FAZEM? FICAM PELOS CORREDORES FALANDO MAL DE QUEM GANHOU A AÇÃO, MANDAM CARTAS ANONIMAS, PASSARAM OS BENS PARA PARENTES.

TEM UM COM CARA DE CORUJA QUE SE VESTE SUPER MAL, E SUSTENTADO PELA MÃE PARECE QUE NASCEU PARA PERTURBAR A RAÇA HUMANA, OS DEMAIS SO SERVEM PARA INFERNIZAR A VIDA DOS MORADORES AMEÇANDO AQUI E ALI.SÃO UNS FU.....SO ANDAM DE KOMBI, ERRAM NO PORTUGUES, NÃO LEEM JORNAIS E REVISTAS, O QUE ESPERAR DESSES BOSTAS?

ESPERO QUE APODREÇAM NO INFERNO APOS MORRER DE INVEJA E DESOLAÇÃO.

Anônimo disse...

Também não gosto da minha mãe. Já passei dos 30 anos, sou independente e vivo longe dela há muitos anos, mas a influencia dela em minha vida continua sendo sempre NEGATIVA. Sempre que vou visitá-la ela está de mal comigo por algum motivo. Eu sou a causa de todas as melancolias e mazelas da vida dela. Se ela é triste é por minha causa... os motivos mudam com o decorrer do tempo, mas a causa sempre sou eu. Ela é depressiva e até toma remédio para a depressão, mas acho que não ajudam. Ela está sempre em pé de guerra com alguém, geralmente com os parentes. Quando a coisa ameniza pro lado dos parentes, fica feia pro meu lado porque eu passo a ser a causa da imensa tristeza dela. O problema é que ela é extremamente deprimida e infeliz. Ela não se diverte, não se distrai, não relaxa... Ela está sempre remoendo mágoa, ou se autoatormentando com pensamentos ruins. Ela é muito pessimista e desconfiada. Parece que tudo e todos conspiram contra ela. Eu acho que isso é um tipo de narcisismo porque ela acha que o mundo gira em torno dela, como se as pessoas perdessem tempo na vida pensando em como prejudicá-la. Ninguém dá bola pra ela! Na verdade, ela é uma mulher de meia idade, insignificante, deprimida, etc. Não faz inveja pra ninguém! Mas acha que faz! Ninguém tá nem aí se ela existe! Ela é que fica criando histórias naquela mente doente dela. E como se não bastasse, briga comigo sem eu mesmo nem saber o motivo (porque aí poderia me defender). E olha que eu não sou os outros, eu sei que ela existe! Mas é difícil conviver com ela. Tão difícil que hoje prometi a mim mesma cortar relações com ela. Chega! Cansei! Não quero mais me relacionar com a minha mãe. Não quero mais telefonar. Não quero mais visitar. Não quero mais ver, nem ouvir, nem saber dessa pessoa. Ela só faz eu me sentir "indesejada" na casa dela, diante dela... então eu estou saindo da vida dela para sempre! Minha vida melhorou muito depois que me afastei dela, mas eu continuava mantendo relações porque achava que era meu compromisso como filha. Só que ela não é e nunca foi uma boa mãe. Então, tem que arcar com as consequencias também. Mamãe, vai pro inferno, sua infeliz!!!

Anônimo disse...

EU ODEIO MINHA MAE ELA E APIOR COIDA DO MUNDO ELA E UM MOSTRO E VA SE FODE EU ODE MINHA MAE

Anônimo disse...

Eu odeio a minha mãe. Simplesmente odeio. Ela é um exemplo pra mim: de tudo o que eu não quero ser! Ela é uma pessoa medíocre, infeliz, depressiva, autoritária, frígida, egoísta... tudo levado ao extremo! Eu a observo para não agir como ela. Tento me "monitorar" para não acabar fazendo e dizendo as mesmas coisas que ela. Que ser humano desprezível! Não tem nada de errado na vida dela. Todos na família tem saúde, tem estudo, estão bem empregados e bem encaminhados na vida... não há um só problema familiar mesmo! Quem é casado está bem casado, quem não é está bem também... mas ela nunca está feliz! Ela não vê nada de bom! Quem não gostaria de estar na situação dela? Tantas pessoas passando por uma série de dificuldades na vida... e ela reclamando da vida "sem problemas" dela! Eu até tenho receio porque um dia Deus vai castigá-la severamente por ser tão ingrata! Mesmo estando tudo bem, ela encontra motivo pra criar conflito, seja com a família, com os vizinhos, colegas de trabalho, amigos, etc. Ela está sempre em conflito. Se não tem, ela arranja. Começa por nada... alguém passa não rua e não a cumprimenta direito... começa a confusão! Se for parente a coisa fica ainda pior. Às vezes a pessoa que não cumprimentou direito estava num mau dia, ou apressada, ou distraída... mas para ela, que se acha o centro das atenções, a pessoa fez isso de propósito, para magoá-la. Ela é tão presunçosa! E o pior é que é uma pessoa insignificante... não faz a mínima diferença no mundo. Se morresse até seria um alívio para os familiares. Só tenho pena do pessoal que mora no inferno, que teria de aguentar ela por toda a eternidade. Por isso eu digo: faça o bem, ou você passará a eternidade com a sua mãe!

khalk disse...

Uma coisa me chama a atenção: a grande maioria das pessoas que odeia a mãe é mulher, isto é, filha. O tabu é menor quando é uma filha, mas quando é um filho, o mundo vem abaixo. Acredito que o número de filhos, como eu, é tão grande senão maior que o de filhas, mas eles não se atrevem a falar.

Anônimo disse...

Fazia muito tempo que queria ter um lugar para desabafar sobre o ódio que tenho pela minha mãe. Achei! Tenho 64 anos e minha mãe ainda mora comigo e tem 90 anos de idade. Eu assumi a responsabilidade de cuidar de minha mãe quando meu pai foi embora e eu tinha 14 anos. Eu fui mais mãe dela do que ela minha. Sempre fui uma moça dócil, trabalhadora, tímida e obediente e ela usou isso para me dominar e eu inconscientemente permiti. Eram outros tempos. Quando percebi que era - e ainda sou - chantageada emocionalmente quis acabar com isso mas já era tarde. Meu casamento não deu certo por interferências dela, pois ela morava junto e se metia em toda minha vida. Me separei e com 2 filhos e ela continuei minha vida. E ela sempre possessiva, querendo controlar minhas amizades, meus passeios, minha vida. Ela foi uma parasita que tomou conta de minha vida. Desde os 42 anos nunca mais trabalhou e só tinha doenças intermináveis mas nenhuma delas grave. Tanto é que hoje com 90 anos ainda tem os próprios dentes enquanto eu já perdi todos e uso prótese. Passou a vida inteira querendo me dominar e conseguiu durante anos até que eu comecei a questionar sobre alguns comportamentos dela. Mas aí já era tarde. Ela estava velha demais para eu deixá-la sozinha. Ela é dominadora, possessiva, mente o tempo todo, é raposa astuta, me chantageia emocionalmente, não me deixava ter animal de estimação pois ela odeia cães e os meus filhos adoravam e ainda por cima me amaldiçoou. Depois dela me amaldiçoar eu comecei a perceber todas as coisas que ela fazia e tentei até dialogar com ela muitas vezes, tentando fazer ela entender que deveria parar com alguns comportamentos e me deixar ter a minha vida. Mas ela nunca aceitou e sempre comentava com algumas primas minha que eu tinha que cuidar dela porque ela havia criado meus filhos... como ela morava junto comigo, lógico que ela deveria, no mínimo, olhar meus filhos para eu poder ir trabalhar. Mas tudo isso com todo conforto, boa alimentação, empregada, passeios, viagens - estava sempre grudada em mim. Hoje ela está com 90 anos e eu tenho ÓDIO DELA!!! Lembro todos os dias as coisas que ela me fez e as mágoas que ficaram marcadas dentro de mim. Ainda cuido dela, que está inválida mas tem dias que choro muito e rezo pedindo a Deus que leve ela ou EU embora rapidamente. Viver como eu vivo - ainda com ela grudada em mim - não é mais vida. Ás vezes penso em me matar e matar ela junto. Só que tenho filhos que me amam, tenho netos e o pensamento fica diariamente tomando conta dos meus pensamentos.
E ela reza todos os dias e agora só assiste pastores pela TV fazendo milagres e ela pede milagres para ela ficar boa. Seria cômico se não fosse tão trágico. Ela querendo ficar boa com 90 anos prá que??? E eu com 64 anos querendo morrer pois não suporto viver 24 horas por dia com ela, cuidando dela. Não suporto trocar duas palavras com ela, nunca mais dei um beijo nela, nunca mais abracei ela. NUNCA UMA MÃE DEVERIA PROVOCAR OS FILHOS ATÉ DEIXÁ-LOS CHEGAREM A ESSE PONTO DE SENTIR ÓDIO DELA. É muito cruel esse sentimento pois a gente foi criada para idolatrar as mães e não para odiá-las. Um conselho que posso dar para os mais jovens é que procurem trabalhar e se tornarem independentes e NUNCA deixarem suas mães morarem junto e nem interferirem nas suas vidas e pensamentos. Evitem pedir para que elas olhem seus filhos para não serem cobrados mais tarde por isso. Resumindo, cuido de minha mãe há 50 anos e hoje estou chorando, desabafando minhas mágoas em um blog e chorando muito.

Shayla Thamara disse...

Eu odeio minha mae , pois ela me odeia , quando fico doente ela me ameaça me bater e tem vezes que ameça me matar só por que eu fiquei doente . Teve um dia que ela me bateu só porque eu nao estava com fome . Na verdade , ela nunca me bateu , nunca mesmo , ela apenas sempre me espancou . teve tambem um dia que ela me batia , porque eu deixava o abarjur ligado , eu apenas tinha 10 anos e tinha medo do escuro entao eu deixava o abajur ligado , e ela sempre me batia . Mais o que eu mais ficava triste era com a agressao verbal ! ela fala que eu era uma desgraça na vida dela , eu que trazia o demonio para casa , mesmo nunca tendo feito nada , sempre fui uma boa aluna , na minha media finak nunca tirei nota vermelha e mesmo assim ela dizia que eu era um capeta . Um dia fui para cozinha , só que nao acendi a luz porque eu conseguia enchergar, ai quando eu passei por ela , ela me perguntou o porque eu nao acendi a luz da cozinha e eu respondi que era porque eu conseguia enchergar e nao tava escuro , ai ela começou a dizer que eu sou um demonio , ela falo a seguinte frase , neste dia : É que vc é uma demonia , sua demonia , vc é uma demonia , ai fui pro meu quarto , no dia seguinte ela tava me obrigando a comer milho que é uma coisa que odeio , ai ela me ameaçou de morte se eu nao começe , entao eu comi , depois fui pro meu quarto , ai deppis de alguns minutos ela foi pro meu quarto e disse que eu , um dia iria agradeçer ela por fazer isso .
Meu pai é separado da minha mae , eu queria morar com meu pai , mais minha mae disse , que se ele tentar pegar minha guarda , ela mata meu pai e depois me mata .

Anônimo disse...

é horrivel ter que admitir, mas eu ODEIO a minha mãe com tanta força...ela é doente, vitima de tudo, me faz sofrer demais..já tentei suicidio por causa dela, e penso nisso sempre que converso com ela..faço terapia por causa dela, choro por causa dela, sofro por causa dela, e ela não percebe nada, apenas cobra de eu ser péssima enquanto ela é perfeita. é triste demais, fiquei feliz em achar um lugar onde eu possa dizer o que sinto sem ser crucificada por odiar a minha mae. As pessoas nao entendem, me dizem que "mãe é mãe, e que ela faz isso pro meu bem"..é fazer o bem matando os filhos aos poucos? é triste demais..busco diariamente formas de fugir dela..graças a Deus consegui comprar minha casa, que seá entregue final do ano..mas até lá, é sempre um sofrimento..ela é a pior pessoa que eu conheço, e tive o desgosto de nascer sua filha, em uma familia tão desestruturada psicológicamente. É triste.

Anônimo disse...

Passo exatamente pela mesma situação. Creio que um dia esses seres humanos, se é que podemos chamar assim, irão se arrepender profundamente, e eu não estarei por perto para ajudar.

Anônimo disse...

Gente que coisa mais triste! Me bateu uma tristeza grande. Eu realmente imaginava que há muitos filhos que odeiam suas mães. Não há nada que se possa fazer realmente a não ser pedir a Deus por elas e por vocês todos. Eu sou mãe, e minha filha me odeia, me xinga, me acusa e tantas coisas. Fico imaginando qual o tamanho da gravidade, o que provocou tanta ira. Me chama de maldita, me manda tomar na quele lugar, se f**** e outras coisas. Eu entro em mim para buscar uma resposta, e não encontro. Já fiz coisas para apagar esse sentimento, mas toda vez que procuro acertar, sou condenada. Não quero o mal de minha filha, ao contrário, desejo felicidades e vitórias, mas ela não enxerga isso. Tantos anos se passaram, já é adulta, e as vezes tem comportamentos adolescente. Até perdão já pedi a ela, mesmo sabendo que há exageros por parte dela, mas não sou perdoada. Ela pede sempre que eu peça perdão e quando faço de coração não aceita. Ela não quer que eu me meta na sua vida, e não faço, mas vem procurar opinião e quando dou opinião começa a me humilhar e xingar. Disse que sou desprezível e que me odeia. Estou quieta, me afastando para não me aborrecer e nem a ela. Quem procura é ela, e começa tudo de novo. Procuro falar pouco com ela, para preservar a paz entre nós. E sou entendida como uma pessoa que não liga para filhos. Que não sou uma boa mãe, que dou atenção a outros. Pergunto: Dou atenção, ouço, aconselho e sou xingada. Que faço?
Fico sem saída, a única coisa que sei que o tempo está passando e estou envelhecendo, que toda aquela força que tinha está se esgotando. Quando era uma jovem mãe, dormia muito tarde e acordava muito cedo, deixava tudo arrumadinho para o dia seguinte para meus filhos, sempre acompanhando na escola, participando de festas, sentava do lado para ajudar nas lições de casa, sempre beijando, elogiando. Ia sempre as reuniões da escola, muitas vezes faziam travessuras e não contava para o pai para não levarem bronca. Queriam algo estava lá fazendo, quando chovia - bolinhos de chuva, sempre com roupas limpas, cama arrumada, comida fresca. Não sou uma excelente mãe, mas não fui uma mãe ruim, tenho certeza disso. O tempo passou e nem ao menos escuto algo bom.Não quero que eles me agradeçam por nada, fiz pq amo meus filhos e minha filha que tanto me odeia.
Não sou rica, fiz o que posso, não tive uma vida fácil material, mas nunca faltou amor e o básico.
Li alguns desabafos, cada um tem seus motivos, ser mãe não é uma missão, não é um dom, acredito que aprendemos a ser mães e os filhos aprendem a serem filhos.
Ainda eu penso, que até o final da minha vida, há esperança, pelo menos para dizer "seja feliz", pois não há mais diálogos, o ódio e o desprezo de meus filhos são muito grande. Lágrimas não tenho mais. Só oro a Deus para que sejam abençoados e que felizes nesta vida.
Desabafo de uma mãe que é odiada.

Juliane disse...

Nossa, como foi bom ler estes posts, senti minhas frustrações e problemas se relatarem em todos estes ataques verbais e psicológicos que passamos. Estava me sentindo muito culpada por sentir esta mágoa e ódio, as vezes tão forte que me faz desejar a morte dela, Não conheço pessoalmente ninguém que odeie a própria mãe, pensei ''será que sou um monstro, que é só eu?'' As pessoas nunca entendem quando a respeito disso. Desde que fiz 14 anos minha mãe começou a pirar, mudar os móveis de lugar todos os dias, é um inferno! a casa sempre bagunçada, e se arrumo ela vai e bagunça mais ainda em seguida, é um inferno morar em um lugar bagunçado!!! Mas nunca aguento e vou lá e arrumo. o Psiquiatra dela me falou que isso é reflexo de como a mente dela está bagunçada, e que eu não me influenciasse emocionalmente com ela, e como se faz isso???? Certeza que na psicologia deve haver alguma afirmação que as mães tem alto valor emocional na vida dos filhos que as palavras dela entram direto no inconciente/subconciente ou algo assim. Conversando com o psiquiatra dela para saber como lidar com a louca, descobrí que estava com depressão por causa dessa convivência. Ela culpa a todos em volta por seus problemas menos a ela mesma que foi quem os criou todos, parece que faz as coisas para me fazer mal de propósito, sinto nitidamente a inveja dela por mim, quando me arrumo, quando tenho planos para sair com meu namorado (com quem ela já tentou se engraçar e ele a afastou, ele nem gosta + de vir na minha casa quando ela está), quando estou feliz...ela já parece tentar tirar o sorriso do meu rosto. Faço faculdade de Direito e estudo bastante, e se esqueço de fechar a porta do meu quarto ela sempre entra e começa a mostrar todos os problemas de sua vida e da minha, fala para eu parar de estudar que isso não levará a nada, o pior é que nem financeiramente me ajuda, hoje estou aqui por um fio de esperança em algo um dia bom acontecer, pq hoje quem faz tudo na casa sou eu, ela não ajuda com as contas de absolutamente nada, e olha que ela trabalha concursada em um banco, e ainda vem e bagunça e suja tudo, o único lugar arrumado da casa é meu quarto pois o mantenho trancado senão ja viu.
Tenho que tomar antidepressivo prescrito por um psiquiatra, pois antes de começar este tratamento eu nem conseguia sair da cama, do quarto, só dormia e chorava pensando que isso era normal, esperando que a vida um dia acabasse, agora estou melhor pelomenos conseguindo ir pra facul e procurando um estágio melhor, mas o médico falou que só poderei parar de tomar os antidepressivos quando sair da casa dela, pois meu emocional não aguenta a convivência.
Eu estou a procura de um emprego melhor no qual eu possa sair voando desta casa, não aguento maissss, esta madrugada (sim ela muda os móveis de madrugada) ela escondeu o gás dizendo que não era mais para eu cozinhar na casa dela, peloamordeDeus!!! Eu não tenho condições de ficar comendo fora todos os dias, teve uma época quando eu era mais nova, que quase morrí de fome pois não sabia cozinhar, aprendí na marra e com meus amigos (pois ela não come em casa, nunca comeu e nem cozinha, se cozinha eu nunca ví), percebí que se eu fico doente ela aproveita para vir me atacar pois é o momento em que estou fraca. Percebí que ficar sem comer, passar fome emagrecer muitos quilos enquanto adolecente não a fez perceber o que estava fazendo com a própria filha. Meu exemplo eu levo a vida inteira, de fazer exatamente o contrário de tudo que ela faz! Quando eu arrumo a casa ela traz homens pra transar e mostra toda a casa organizada que ela tem, aí quando eles vão embora ela torna a bagunçar novamente e novamente e novamente, eu sinceramente só arrumo pois vocês não imaginam o que é tentar viver em um lugar onde parece ter entulhos de lixos e papéis velhos por todo o lugar (ja os organizei em um só canto da casa várias vezes, mas ela torna a espalhar tudo pela casa.

Juliane disse...

Eu devo ter sido muitoooo filha da puta em alguma vida anterior para ter merecido uma mãe destas, nunca ví nenhuma assim, pelo contrário, todas são amorosas e prendadas em suas casas e com seus filhos, tenho um pouco de inveja das pessoas que tem mães normais. O pior é que minha mãe gosta de reclamar da vida o tempo TODOOOOOO e falar mal de mim para os outros. Não consigo ver coisa errada, prefiro não ver, ficar no meu quarto, se for falar falo o que acredito ser certo, mas não preciso a atacar, ela pelo contrário me xinga de tudo, de burra, empregada, q nasci p ser dona de casa, abestada.
Se eu for reclamar de tudo aqui escreverei po dias...então só o que posso (podemos) fazer é ficar o mais distante possível delas e de quem quer que seja que nos faça mal, e orar para que estes sentimentos ruins por elas se extinguam com o tempo e aguardar que alguma justiça divina seja feita, pois acredito muito em carma e em causa e efeito, o que você planta você colhe.
Força para todos nós!
É bom saber que não estou sozinha.

Anônimo disse...

Incrível! Pensava que eu era um dos poucos que passava por isso. Desde criança a minha infeliz mãe me trata feito um lixo, me batia de cinto, palmatoria, pau, pedra, cabo de aço de freio de bicicleta e etc... Quando tinha uns sete anos de idade ela me espancou me deixou todo ferido e roxo, me pisou no chão como eu fosse uma barata. Cresci assim, sendo castigado pela maldade dela fisicamente e psicologicamente. Hoje adulto parti dos meu vinte e poucos anos sai de casa, tive um filho fui morar de aluguel as coisas se apertaram e tive que retornar para a casa da maldita. Depois sai de novo, fui morar mais uma vez de aluguel com a minha família e após uns anos de aluguel retornei mais uma vez para a casa da maldita. Já faz um década residindo na casa desta pessoa infeliz, infernizando a minha vida, me tirando do serio, querendo extrair o pior de mim! Após muita luta, trabalho e economia consegui comprar um apartamento na planta, graças a Deus ano que vem estarei vivendo com a minha família debaixo do meu próprio teto. Quando me mudar pela terceira e ultima vez, cortarei de vez relações com a minha infeliz mãe. Não odeio a minha mãe, sinto muita pena dela porem sinto raiva, muita raiva! Minha infeliz mãe é praguenta, deseja mal aos filhos ela não permite que os passarinhos saiam do ninho para voar o mais alto e longe possível. Ela se sente a toda a poderosa aqui na casa dela, tudo que ela possui foi fruto do trabalho e esforço individual do meu Pai. Ela nunca trabalhou na vida! Tenho ciência que ela atrapalha a minha vida, ela adora viver em um ambiente de guerra e não de paz! A ultima que ela aprontou comigo foi de me dar uma queixa criminal mentindo que a anos a ameaço e que tinha jogado uma xícara na cara dela! Tive que me apresentar em juízo e me senti humilhado pela atitude doentia dela de calunia e difamação! Hoje em dia, penso a que ponto esta mulher louca quer me prejudicar? Cheguei a conclusão que quanto menos eu souber da vida dela e ela souber da minha melhor! Tenho outros irmãos, eles não fazem nada por ela só pedem dinheiro e ela dá agora pra mim que faço tudo, levo ela pro hospital, para fazer exames e etc... sou a ovelha negra da família! Um dia estávamos discutindo e ela afirmou que deveria ter me abortado que eu não merecia ter nascido que eu era uma pedra no sapato dela. Minha infeliz mãe vai colher todos os pecados plantados pois o universo é justo, ação e reação, plante e a colheita é obrigatória! Ela só vive reclamando da vida, senti dores no corpo inteiro se entope de Rivotril e de outros medicamentos tarjas preta! Já não tenho mais fé em ajudá-la, se uma das minha missões aqui na terra é ajudá-la a evoluir nesta missão eu falhei! Sou forte, consciente, não sou perfeito porem sei que sou muito melhor do que ela já foi e será, pois ela é um indivíduo doente da cabeça, sem a minima humildade e consideração com o próximo! Sei que quando ela tiver velha sem condições de cuidar dela própria a melhor solução será dela viver em um asilo de velhos até o ultimo suspiro, pois ela não vai atrapalhar a minha vida jamais como tem atrapalhado até presente data!

Anônimo disse...

Incrível! Pensava que eu era um dos poucos que passava por isso. Desde criança a minha infeliz mãe me trata feito um lixo, me batia de cinto, palmatoria, pau, pedra, cabo de aço de freio de bicicleta e etc... Quando tinha uns sete anos de idade ela me espancou me deixou todo ferido e roxo, me pisou no chão como eu fosse uma barata. Cresci assim, sendo castigado pela maldade dela fisicamente e psicologicamente. Hoje adulto parti dos meu vinte e poucos anos sai de casa, tive um filho fui morar de aluguel as coisas se apertaram e tive que retornar para a casa da maldita. Depois sai de novo, fui morar mais uma vez de aluguel com a minha família e após uns anos de aluguel retornei mais uma vez para a casa da maldita. Já faz um década residindo na casa desta pessoa infeliz, infernizando a minha vida, me tirando do serio, querendo extrair o pior de mim! Após muita luta, trabalho e economia consegui comprar um apartamento na planta, graças a Deus ano que vem estarei vivendo com a minha família debaixo do meu próprio teto. Quando me mudar pela terceira e ultima vez, cortarei de vez relações com a minha infeliz mãe. Não odeio a minha mãe, sinto muita pena dela porem sinto raiva, muita raiva! Minha infeliz mãe é praguenta, deseja mal aos filhos ela não permite que os passarinhos saiam do ninho para voar o mais alto e longe possível. Ela se sente a toda a poderosa aqui na casa dela, tudo que ela possui foi fruto do trabalho e esforço individual do meu Pai. Ela nunca trabalhou na vida! Tenho ciência que ela atrapalha a minha vida, ela adora viver em um ambiente de guerra e não de paz! A ultima que ela aprontou comigo foi de me dar uma queixa criminal mentindo que a anos a ameaço e que tinha jogado uma xícara na cara dela! Tive que me apresentar em juízo e me senti humilhado pela atitude doentia dela de calunia e difamação! Hoje em dia, penso a que ponto esta mulher louca quer me prejudicar? Cheguei a conclusão que quanto menos eu souber da vida dela e ela souber da minha melhor! Tenho outros irmãos, eles não fazem nada por ela só pedem dinheiro e ela dá agora pra mim que faço tudo, levo ela pro hospital, para fazer exames e etc... sou a ovelha negra da família! Um dia estávamos discutindo e ela afirmou que deveria ter me abortado que eu não merecia ter nascido que eu era uma pedra no sapato dela. Minha infeliz mãe vai colher todos os pecados plantados pois o universo é justo, ação e reação, plante e a colheita é obrigatória! Ela só vive reclamando da vida, senti dores no corpo inteiro se entope de Rivotril e de outros medicamentos tarjas preta! Já não tenho mais fé em ajudá-la, se uma das minha missões aqui na terra é ajudá-la a evoluir nesta missão eu falhei! Sou forte, consciente, não sou perfeito porem sei que sou muito melhor do que ela já foi e será, pois ela é um indivíduo doente da cabeça, sem a minima humildade e consideração com o próximo! Sei que quando ela tiver velha sem condições de cuidar dela própria a melhor solução será dela viver em um asilo de velhos até o ultimo suspiro, pois ela não vai atrapalhar a minha vida jamais como tem atrapalhado até presente data!

Anônimo disse...

Essas mina falando que odeia a mãe mai quando a mãe da presente é mãe tu é melhor mãe do mundo ai garotas escrotas ou rapazes ai se toquem

Anônimo disse...

Olha eu também pensava que só eu passava poucas e boas com minha mãe. Me identifiquei com um pouco de cada uma dessas histórias. Minha mãe foi largada pelo meu pai que não a aguentou, meu irmão mais novo é dependente químico e eu a mais velha, hoje já casada e com uma filha de doze anos, sirvo de suporte para os problemas dela. Porém ela não reconhece todo meu esforço para ajudá-la, meu marido tamb´me faz de tudo para ajudar mas sempre é criticado. Ela é a pessoa mais amarga que conheço, tem um coração de pedra, não tem uma amiga sequer, pois insulta a todos, acha que só ela tem razão em tudo e se discordarem dela tá feita a encrenca. A casa dela também é uma bagunça terrívrl, ela deixa calcinhas, meias, etc jogados pelo chão, no fogão as panelas tem comida podre e também na geladeira, nem banho gosta de tomar, é algo de outro mundo.
Eu casei com quinze anos, pois não aguentava mais viver com ela, e para ter permissão para casar, pois claro que ela não me libertaria assim tão facilmente já que eu era a empregada da casa, eu e meu namorado decidimos que eu teria que engravidar pois assim poderia casar, e assim foi e nada poderia ter sido melhor na minha vida do que isso. Estamos juntos há treze anos vivemos muito bem nossa filha é maravilhosa, uma benção de Deus e nós duas somos super amigas ela confia em mim e todos os dias me enche de beijocas, uma relação completamente diferente da que eu e minha mãe temos. Ela nunca aceitou o fato de eu ter casado e tudi ter dado certo para mim, até hoje tenho que suportá-la pois minha casa é ao lado da dela, que martírio. Eu sinto que ela tem ciúme de mim, que ela queria que eu nunca tivesse saído de casa, que estivesse sempre ao seu dispor, todas as pessoas com quem eu me relaciono, marido, filha, amigas, sogra, ela despreza como se tivesse ciúmes sabe. Como se isso não bastasse ela é leiga e não sabe nem ir ao banco, tenho que fazer tudo pra ela, mas evito ao máximo falar com ela , tento ficar na minha pois como já comentaram ela é meio bipolar, uma bomba relógio e explode por nada. Eu muitas vezes também não a aguento e quando isso acontece digo tudo que está intalado na garganta, porém nunca xingo e não falto com respeito pois eu aprendi que devemos honrar pai e mae como está na bíblia " 'Honra teu pai e tua mãe, como te ordenou o Senhor, o teu Deus, para que tenhas longa vida e tudo te vá bem na terra que o Senhor, o teu Deus, te dá.
Deuteronômio 5:16 , isso não significa coloca-los num pedestal e aguentar o desrespeito deles para conosco, afinal todos merecemos ser respeitados, mas significa que não podemos chegar ao extremo. Peço a Deus para ter misericordia da vida dela, pois todas as palavras de desanimo e maldição que ela lançou sobre minha vida foram transformadas em benção porém ela vive cada dia mais infeliz, isso é uma pena, tudo podia ser bem diferente. E uma coisa digo não existe melhor solução do que crer em Deus, eu sinto isso em minha vida pois só um milagre poderia ter feito da minha vida o que ela é hoje pois se fosse para eu continuar vivendo com minha mãe minha vida poderia ter findado há muito tempo, mas Deus olhou para mim e pode olhar para todos que nele buscarem ajuda. É isso, que Deus abençoe avida de todos que postaram aqui.

Anônimo disse...

Olha eu também pensava que só eu passava poucas e boas com minha mãe. Me identifiquei com um pouco de cada uma dessas histórias. Minha mãe foi largada pelo meu pai que não a aguentou, meu irmão mais novo é dependente químico e eu a mais velha, hoje já casada e com uma filha de doze anos, sirvo de suporte para os problemas dela. Porém ela não reconhece todo meu esforço para ajudá-la, meu marido tamb´me faz de tudo para ajudar mas sempre é criticado. Ela é a pessoa mais amarga que conheço, tem um coração de pedra, não tem uma amiga sequer, pois insulta a todos, acha que só ela tem razão em tudo e se discordarem dela tá feita a encrenca. A casa dela também é uma bagunça terrívrl, ela deixa calcinhas, meias, etc jogados pelo chão, no fogão as panelas tem comida podre e também na geladeira, nem banho gosta de tomar, é algo de outro mundo.
Eu casei com quinze anos, pois não aguentava mais viver com ela, e para ter permissão para casar, pois claro que ela não me libertaria assim tão facilmente já que eu era a empregada da casa, eu e meu namorado decidimos que eu teria que engravidar pois assim poderia casar, e assim foi e nada poderia ter sido melhor na minha vida do que isso. Estamos juntos há treze anos vivemos muito bem nossa filha é maravilhosa, uma benção de Deus e nós duas somos super amigas ela confia em mim e todos os dias me enche de beijocas, uma relação completamente diferente da que eu e minha mãe temos. Ela nunca aceitou o fato de eu ter casado e tudi ter dado certo para mim, até hoje tenho que suportá-la pois minha casa é ao lado da dela, que martírio. Eu sinto que ela tem ciúme de mim, que ela queria que eu nunca tivesse saído de casa, que estivesse sempre ao seu dispor, todas as pessoas com quem eu me relaciono, marido, filha, amigas, sogra, ela despreza como se tivesse ciúmes sabe. Como se isso não bastasse ela é leiga e não sabe nem ir ao banco, tenho que fazer tudo pra ela, mas evito ao máximo falar com ela , tento ficar na minha pois como já comentaram ela é meio bipolar, uma bomba relógio e explode por nada. Eu muitas vezes também não a aguento e quando isso acontece digo tudo que está intalado na garganta, porém nunca xingo e não falto com respeito pois eu aprendi que devemos honrar pai e mae como está na bíblia " 'Honra teu pai e tua mãe, como te ordenou o Senhor, o teu Deus, para que tenhas longa vida e tudo te vá bem na terra que o Senhor, o teu Deus, te dá.
Deuteronômio 5:16 , isso não significa coloca-los num pedestal e aguentar o desrespeito deles para conosco, afinal todos merecemos ser respeitados, mas significa que não podemos chegar ao extremo. Peço a Deus para ter misericordia da vida dela, pois todas as palavras de desanimo e maldição que ela lançou sobre minha vida foram transformadas em benção porém ela vive cada dia mais infeliz, isso é uma pena, tudo podia ser bem diferente. E uma coisa digo não existe melhor solução do que crer em Deus, eu sinto isso em minha vida pois só um milagre poderia ter feito da minha vida o que ela é hoje pois se fosse para eu continuar vivendo com minha mãe minha vida poderia ter findado há muito tempo, mas Deus olhou para mim e pode olhar para todos que nele buscarem ajuda. É isso, que Deus abençoe avida de todos que postaram aqui.

Anônimo disse...

Oi pessoal sou filho unico tenho 27 anos casado pela segunda vez e tenho um filho com a primeira mulher. Tenho uma mãe que é muito possessiva em todas as mulheres que arrumei na minha vida incluindo a que estou casado nunca escutei da minha mãe essa presta esta e a mulher pra vc ! Todas as mulheres para ela não presta não vale nada e todas quer o mal dela e quando não faco alguma coisa com ela ou que ela me pede, sempre o mesmo papo culpa da sua mulher que não deixa aquela vagabunda ! Tenho que fazer tudo que ela quer se nã0 sou ameaçado que ela vai no meu trabalho ou no trabalho da minha esposa fazer escandalos. Ja chegou a me dizer que nem considera meu filho como neto dela que é da primeira mulher que tambem separei por causa da minha mãe . Não aguento mais!!!! E o pior se eu perder o emprego por causa dela ela tambem se lasca porque quem paga o aluguel dela sou eu !!! O que fazer pessoal ??????????

Anônimo disse...

Tenho uma mãe egocentrica, possessiva, autoritária e arrogante. Como não bastasse toda estas caracteristicas de um ditador completo, ainda, vive morrendo todo dia de doenças diversas e raras - infelizmente comprovadas - parece até coisa mandada! Portanto, minha vida sempre foi esta droga, vivo como um satélite em torno das vontades, intemperios, inconstancias e sequelas das doenças fisicas que existem. Minha mão nunca me amou... sempre senti isto desde de criança... não consigo recordar de que os sentimentos dela por mim algum dia foi sincero... sei lá não sinto e nem senti. Ela não aceita e nem assume isto, alegando que cuidou de mim dando comida, banho e cuidados. Lembro disso... realmente me mantia limpa e alimentada, porém, o que eu sou e como me sentia nunca foi algo que importasse. Era agressiva ao extremo - algo que Deus me livre não pode ser nem comentado- logo ela vem com n justificativas "era os MEUS problemas", sempre os MEUS PROBLEMAS, nunca tive como contar com o apoio dela pra nada. Tudo de vivenciei de ruim ou bom ficam aqui guardados, não confio nela, as poucas vezes por igenuidade que contei algo em seguida me arrependi pois virou motivo de chacota ou saiu contando para todo estranho que achava e claro com ironia ou chacota. Hoje tenho 31 anos muito infelizes pois vivo com ela e meu pai que é um amor e não merecia um estorvo deste na vida. Devido ao agravamento da doença não posso recomeçar minha vida pois tenho que ajudar em casa, tenho um filho de 3 anos que não posso desampara financeiramente e que alias ela faz de tudo para impedir que eu o crie. Odeio minha mãe por ela não ser minha amiga, não me respeitar, me humilhar, lidar como se fosse uma inultil e sua escrava!Fora que é um estorvo real!

Anônimo disse...

daquilo tenho ódio, aquela corja, não soube me criar, tem algum problema mental, bem que toma fluxotina, descontava em mim os problemas do trabalho na minha infância se botava em mim é óbvio que me defendia, na escola me fez perder provas importantíssimas por umas viagens e nem me pediu desculpas e se achou na razão, me obrigava a ir em psiquiatras mesmo não tendo nada e isso quem me conhece vê, um grande lixo que pra mim não tem valor nenhum a não ser pra uma margem negativa,aquela indigênte conta meus problemas pra todos mas de alguns parentes nem toca no assunto, impede e faz chisme se algum outro conta,isso sem contar que as vezes me chama de louco do nada e vem me debochar me diz boa noite eu dou boa noite e me chama de louco, se acontecer algo de ruim com aquilo é porque ta pagando pelo que fez, não é por que é mãe que agora se têm a obrigação de gostar, ninguém é obrigado a ser submisso, caso passe alguém que passou algo próximo que aconteceu-me até escuto,caso contrário digo ninguém é ninguém pra dizer que to errado, dessa mulher me sinto bem quando to longe dela, senão o que quero é seu mal.

Anônimo disse...

daquilo tenho ódio, aquela corja, não soube me criar, tem algum problema mental, bem que toma fluxotina, descontava em mim os problemas do trabalho na minha infância se botava em mim é óbvio que me defendia, na escola me fez perder provas importantíssimas por umas viagens e nem me pediu desculpas e se achou na razão, me obrigava a ir em psiquiatras mesmo não tendo nada e isso quem me conhece vê, um grande lixo que pra mim não tem valor nenhum a não ser pra uma margem negativa,aquela indigênte conta meus problemas pra todos mas de alguns parentes nem toca no assunto, impede e faz chisme se algum outro conta,isso sem contar que as vezes me chama de louco do nada e vem me debochar me diz boa noite eu dou boa noite e me chama de louco, se acontecer algo de ruim com aquilo é porque ta pagando pelo que fez, não é por que é mãe que agora se têm a obrigação de gostar, ninguém é obrigado a ser submisso, caso passe alguém que passou algo próximo que aconteceu-me até escuto,caso contrário digo ninguém é ninguém pra dizer que to errado, dessa mulher me sinto bem quando to longe dela, senão o que quero é seu mal.

Anônimo disse...

Oi gente!! Eu ainda vivo com a minha mãe e ela é um inferno em pessoa! Todas características como reclama de tudo,nunca esta bom,vive na bagunça,ela sempre esta certa e ai de quem for contra ela,arranja problema para tudo,nao te deixa em paz,te humilha,etc
Solução:
a)lembre se que vc é especial para Deus ( nao busque a aprovação dela)
b)sorria para vida ( nao desanime) faça trabalhos voluntários que vai te fazer melhor!
c)finja para ela esta sempre certa ( sei que nao é fácil,para evitar a falação dela)
d) se arrume, se cuide,aumente a sua alto estima porque vc é única! Nao tem outra pessoal especial que nem vc!! Se ame ( para que gastar energia com ela se aborrecendo).
e)nao busque aprovação dela jamais ( trabalhe e busque a aprovação de Deus que é o melhor para a sua vida)
f) trabalhe bastante e construa o seu futuro porque se depender dela,entrara numa furada!

Anônimo disse...

Gente a melhor coisa e buscar a independência financeira e morar em outro Estado e Pais longe da sua mãe ou alguém que te atormente!!! Vocês não precisam da aprovação da sua mãe e de ninguém para ser feliz! Somente da aprovação de Deus que quer te ver feliz e não triste!Vocês são a imagem e semelhança de Deus por isso vcs são muito especiais!! Não escute as criticas da sua mãe e nem de outras pessoas! Você nasceram para ser vitoriosos em nome de Jesus! E Jesus Cristo te ama muito e já te escolheu no ventre da sua mãe! Não importa se foi por acaso ou sem querer! O importante que Deus quiz que vc nascesse para ser super hiper especial ! E mostrar a todos que vc é vencedor e vencedora sempre!!! Deus te abencoe!

Anônimo disse...

NA MINHA FAMILIA TIVE A IMPRESSÃO QUE MINHA MÃE ESCOLHEU UMA FILHA PARA SER A MAIS VALOROSA E UMA PARA SER A OVELHA NEGRA....NO CASO EU SOU A SEGUNDA...QUANDO EU ERA PEQUENA ERA LINDA, FOFA E BELA...QUANDO CRESCI E ATRAI OLHARES, ISSO PASSOU A INCOMODAR , E DAI PARA FRENTE VIVI MINHA ADOLESCENCIA TODA SENDO SEMPRE CRITICADA, BEM MAIS QUE MINHA IRMA....EU NÃO ERA A FILHA SIMPLES SEM VAIDADE QUE ELA SONHAVA, ELA NUNCA FOI A MÃE INDEPENDENTE E FORTE QUE EU ESPERAVA....DAI ELA NUNCA ME ACEITOU, NAO ACEITAVA AS NOSSA DIFERENÇAS E EU AUTOMATICAMENTE PASSEI A REJEITA-LA TB, COM UMA REAÇÃO. NÃO GOSTAVA DA FORMA DESLEIXADA DELA DE SER, FAZIA ESCANDALOS, BRIGAVA EM FILAS DE MERCADOS...CHAMAVA ATENÇÃO DE FORMA NEGATIVA, E PASSEI A ODIAR O JEITO DELA ........CONFORME CRESCIA OS CONFLITOS CRESCERAM JUNTOS.........ELA SÓ CONSEGUIA DIZER...NÃO VAI DAR CERTO, VC NÃO VAI CONSEGUIR TRABALHO, VC É INCAPAZ...NINGUEM GOSTA DE VC....E ASSIM VIVI...FOI DIFICIL , MAS ARRANQUEI ESSA VERDADE , QUE NAO ERA MINHA , SOMENTE APÓS IR MORAR SOZINHA COM MEU FILHO....FAZEM 6 ANOS QUE VIVO MAIS INDEPENDENTE, MESMO COM DIFICULDADES FINANCEIRAS, É MELHOR DO QUE O SUFOCO QUE PASSAVA AO LADO DELA, ERA CONTROLADORA, AUTORITARIA E MUITO IGNORANTE SOBRE MINHA VISÃO, MEUIS IDEAIS , MINHAS OPINIÕES.....

Anônimo disse...

Minha mãe é uma vaca,porca,preconceituosa em relação a tudo,vive reclamando de tudo,vive me colocando para baixo,botando defeito de tudo,vive comparando,autoritária,quer manda no me próprio dinheiro,só enxerga o problema dos outros e não a dela,humilha,trata os outros mais,fofoqueira,mentirosa,sempre se acha a coitada,tem amor ao dinheiro do que qualquer coisa,quer se mostrar o que não tem,nao consigo viver um dia de paz e harmonia com ela,adora viver na bagunça,nao tem nenhum amigo se quer porque ver defeito em tudo.Espero que ela morra sozinha.Porque tenho que me valorizar! Se depender dela,serei um lixo sempre aos olhos delas!

Anônimo disse...

Um olá eu tenho 26 anos, minha vida começou de uma forma maravilhosa quando fui adotada com 4 anos pensei nossa tou numa familia de verdade finalmente terei uma mae um pai de verdade.Mais aí estava por vim o pior minha felicidade acabou loguinho com 7 anos de idade por aí pq ao 10 tentei meu 1º suicidio cortando meus pulsos por não aguentar mais tanto atormento que minha mae e pai adotivo me faziam passar. Minha mãe vive controlada de remédios e me fez passar pela mesmas coisas querendo me dopar com remedios e fazendo todos da minha escola pensar que eu era uma garota problematica e que tinha problemas de cabeça me fazendo passar por louca que minha mãe legitima era louca foi internada no hospicio e herdei a mesma coisa. Sabendo ela que foi ela que estava me criando assim e fazendo todos ao redores acreditar e ver que era mesmo tudo aquilo que ela queria que enxergassem. Não sendo pior vem o marido dela e me confessa que é louco por mim sempre teve paixao por mim nao me respeitando como filha q ele escolheu pra criar ainda tenho q passar por isso e por ser adotada ele falava nao adianta vc abre o bico porque vc e adotada ninguem desta familia vai acreditar m voce entaum tinha q me sujeitar as piadinhas as tentaivas dele pra cima de mim. Isso fui crescendo ate que eu achei de confessar pra minha mae adotiva que meu pai fazia isso e isso comigo que eu ia dar uma queixa dele eu acreditando nela pois ela me pediu pra eu nao fazer nada q ela que ia resolver fui deixei passar nao fiz teste de delito nenhum ela usou isso como arma pra provar mais ainda que eu era uma louca ate hoje ela faz isso na minha. Resuminso ela perdeu a mae dela e marido dela q se dizia meu pai e ela ainda usa a memoria dele pra me atazanar isso é só o resumo.

Anônimo disse...

eu simplesmente odeio minha mae, ela acaba com a minha vida, queria que ela fosse outra pessoa, mas ela nunca muda, ja me fez terminar um namoro por que MORRE de ciumes de mim, e briga comigo só porque uso maquiagem, ela nao me compreende, só sabe se importar com aquilo que os outros dizem para ela que uso maquiagem e isso é errado, desde quando isso é errado ? ODEIO MINHA MAE ! e continuarei a odiar até ela mudar.

Anônimo disse...

Pior que odiar a mãe é passar dos trinta com esse sentimento, pois antes achava que era coisa de adolescente, mas agora é um vazio só. A última visita dela, foi horrível até tentar colocar minha filha de 11 anos contra mim ela tentou. Falando que eu não prestava igual ao meu pai e que ao falar de algum problema no trabalho eu estava torturando minha filha, só que sempre falava de trabalho com ela ou com meu marido e nunca com minha filha. Só que ela se deu mau, pois minha filha disse pra ela que seria difícil passar uma semana com ela e que tinha pedido pra ela ter paciência, e que família de verdade é assim, eu falava dos meus problemas, ela falava dos dela e o pai dela também. Fofo, não. Já fez um mês da última visita e sempre choro sozinha.

juliana disse...

uma coisa é uma mãe tentar corrigir a outra é ela querer te forçar a fazer as coisas do seu jeito. minha mãe é difícil de se conviver, mas tudo piorou mais quando ela colocou um macho pra morar em casa

Anônimo disse...

ACHO QUE TODOS ESTÃO FALANDO UM MONTE DE BESTEIRAS......
SE TIVESSEM MAIS O QUE FAZER NÃO ESTARIAM FALANDO MAL DE ALGUEM, Q VCS MESMO DISSERAM, LHES SUSTENTARAM OU SUSTENTAM...VÃO TRABALHAR MAIS , OU VÃO VISITAR E AJUDAR PESSOAS DOENTES ISSO É FALTA DE SERVIÇO...
ESPEREM SEUS FILHOS CRESCEREM E VÃO VER QUE OS PENSAMENTOS DELES SERÃO OS MESMOS EM RELAÇÃO 'A VOCES....BANDO DE DESOCUPADOS...FARIAM UM FAVOR A HUMANIDADE SE SE ENFORCASSEM JUNTO COM SEUS TRAUMAS....

Sapori della vita disse...

Não sei se alguém concordaria comigo, se eu disser que sim(por exemplo, no meu caso), o ódio de uma mãe contra o filho deixam marcas que nos deixam marcados para toda a vida, se não tivermos força e boa estrutura psicológica para encarar a "bomba". No meu caso, por mais que eu tentasse aproximar-me ou fazer algum gesto de ternura, maior o demônio se apresentava... sim, demônio!!!! Desafio qualquer pessoa que tenha tendência religiosa ou hipócrita a suportar o que me custou quase quatro décadas e somente então , entender que a melhor saída para não ser mais agredido gratuitamente, ofendido, manipulado através de chantagens emocionais sem nenhum escrúpulo, ser sempre chamado pelos piores nomes do mundo e ouvir sempre que nunca seria nada na vida, que os outros são sempre melhores que você, que não faz nada que presta e finalmente, mas não por fim, escutar que me odeia simplesmente pelo fato de ser igual ao meu pai... bom , acho que se o caso desta pessoa que um dia eu tenha sido obrigado a chamar de mãe não estiver à beira de demência crônica, então posso dizer que já vivi com o demônio... E perdão aos seguidores de dogmas e doutrinas ou aos que possuem mães amorosas , mas vocês não sabem o que significa ter de escutar um "te odeio com todas as minhas forças desde os cinco anos da mulher que te pariu , e ainda ter que se sentir em culpa por ela se sentir no direito incondicional de te tratar como lixo...!!!! E o que é pior, sem motivo, MESMO e ainda mais grave, com testemunhas que nada podem dizer em seu favor. E mesmo depois de casado , dizia as piores coisas possíveis tanto da minha esposa como do meu filho e nunca quis me confrontar a respeito, mesmo eu tendo insistido até onde eu pude... bem, ainda estou tentando ficar legal, mas isto não me impediu de apertar o botãozinho do foda-se a esta pessoa, jurando na sua cara que NUNCA visitarei o seu túmulo e que o dia de sua morte a mim seria indiferente, a não ser pelo fato que eu irei ( mesmo sendo cético a respeito), mas somente por garantia, a um pai de santo de renome e qualquer outro meio espiritual para que seja garantido o seu "desencosto " de mim e deixe-me em paz, pois deve entender que apesar de ter me parido, nunca a considerei como mãe. Que fique com toda a negatividade e ódio que um dia a mim quis passar e que se desintegre no vazio do meu esquecimento, onde somente assim será possível a redenção da minha alma, pois ainda sinto culpa de um dia ter nascido . Culpa que foi imposta pela mesma à força.

Lincoln disse...

Não sei se alguém concordaria comigo, se eu disser que sim(por exemplo, no meu caso), o ódio de uma mãe contra o filho deixam marcas que nos deixam marcados para toda a vida, se não tivermos força e boa estrutura psicológica para encarar a "bomba". No meu caso, por mais que eu tentasse aproximar-me ou fazer algum gesto de ternura, maior o demônio se apresentava... sim, demônio!!!! Desafio qualquer pessoa que tenha tendência religiosa ou hipócrita a suportar o que me custou quase quatro décadas e somente então , entender que a melhor saída para não ser mais agredido gratuitamente, ofendido, manipulado através de chantagens emocionais sem nenhum escrúpulo, ser sempre chamado pelos piores nomes do mundo e ouvir sempre que nunca seria nada na vida, que os outros são sempre melhores que você, que não faz nada que presta e finalmente, mas não por fim, escutar que me odeia simplesmente pelo fato de ser igual ao meu pai... bom , acho que se o caso desta pessoa que um dia eu tenha sido obrigado a chamar de mãe não estiver à beira de demência crônica, então posso dizer que já vivi com o demônio... E perdão aos seguidores de dogmas e doutrinas ou aos que possuem mães amorosas , mas vocês não sabem o que significa ter de escutar um "te odeio com todas as minhas forças desde os cinco anos da mulher que te pariu , e ainda ter que se sentir em culpa por ela se sentir no direito incondicional de te tratar como lixo...!!!! E o que é pior, sem motivo, MESMO e ainda mais grave, com testemunhas que nada podem dizer em seu favor. E mesmo depois de casado , dizia as piores coisas possíveis tanto da minha esposa como do meu filho e nunca quis me confrontar a respeito, mesmo eu tendo insistido até onde eu pude... bem, ainda estou tentando ficar legal, mas isto não me impediu de apertar o botãozinho do foda-se a esta pessoa, jurando na sua cara que NUNCA visitarei o seu túmulo e que o dia de sua morte a mim seria indiferente, a não ser pelo fato que eu irei ( mesmo sendo cético a respeito), mas somente por garantia, a um pai de santo de renome e qualquer outro meio espiritual para que seja garantido o seu "desencosto " de mim e deixe-me em paz, pois deve entender que apesar de ter me parido, nunca a considerei como mãe. Que fique com toda a negatividade e ódio que um dia a mim quis passar e que se desintegre no vazio do meu esquecimento, onde somente assim será possível a redenção da minha alma, pois ainda sinto culpa de um dia ter nascido . Culpa que foi imposta pela mesma à força.

Sapori della vita disse...

Não sei se alguém concordaria comigo, se eu disser que sim(por exemplo, no meu caso), o ódio de uma mãe contra o filho deixam marcas que nos deixam marcados para toda a vida, se não tivermos força e boa estrutura psicológica para encarar a "bomba". No meu caso, por mais que eu tentasse aproximar-me ou fazer algum gesto de ternura, maior o demônio se apresentava... sim, demônio!!!! Desafio qualquer pessoa que tenha tendência religiosa ou hipócrita a suportar o que me custou quase quatro décadas e somente então , entender que a melhor saída para não ser mais agredido gratuitamente, ofendido, manipulado através de chantagens emocionais sem nenhum escrúpulo, ser sempre chamado pelos piores nomes do mundo e ouvir sempre que nunca seria nada na vida, que os outros são sempre melhores que você, que não faz nada que presta e finalmente, mas não por fim, escutar que me odeia simplesmente pelo fato de ser igual ao meu pai... bom , acho que se o caso desta pessoa que um dia eu tenha sido obrigado a chamar de mãe não estiver à beira de demência crônica, então posso dizer que já vivi com o demônio... E perdão aos seguidores de dogmas e doutrinas ou aos que possuem mães amorosas , mas vocês não sabem o que significa ter de escutar um "te odeio com todas as minhas forças desde os cinco anos da mulher que te pariu , e ainda ter que se sentir em culpa por ela se sentir no direito incondicional de te tratar como lixo...!!!! E o que é pior, sem motivo, MESMO e ainda mais grave, com testemunhas que nada podem dizer em seu favor. E mesmo depois de casado , dizia as piores coisas possíveis tanto da minha esposa como do meu filho e nunca quis me confrontar a respeito, mesmo eu tendo insistido até onde eu pude... bem, ainda estou tentando ficar legal, mas isto não me impediu de apertar o botãozinho do foda-se a esta pessoa, jurando na sua cara que NUNCA visitarei o seu túmulo e que o dia de sua morte a mim seria indiferente, a não ser pelo fato que eu irei ( mesmo sendo cético a respeito), mas somente por garantia, a um pai de santo de renome e qualquer outro meio espiritual para que seja garantido o seu "desencosto " de mim e deixe-me em paz, pois deve entender que apesar de ter me parido, nunca a considerei como mãe. Que fique com toda a negatividade e ódio que um dia a mim quis passar e que se desintegre no vazio do meu esquecimento, onde somente assim será possível a redenção da minha alma, pois ainda sinto culpa de um dia ter nascido . Culpa que foi imposta pela mesma à força.

Anônimo disse...

Pensava que só eu passava por essas situações de humilhação e chanagens psicologicas. Tenho 31 anos e desde pequena minha mae me tratava com indiferença, meu pai faleceu quando eu era pequena. Ficamos nos duas. Ela me deixava meses na minha vó, quando criança, levava homems la pra casa e eu ate ja vi... eu chorava. Quando eu tinha 5 anos conheceu meu padrasto, continuava ser uma mae ausente, me transformei em um robo, indo pra escola e voltar pra limpar a casa e fazer o que ela queria sempre. Me tirou para empregada. Aí começou a minha adolescencia, graças a Deus amado, comecei uma amizade com uma vizinha que eu adorava, passei praticamente minha adolescencia na rua(na casa dela e da familia dela)porque nao suportava ficar em casa. Vi o que era uma familia, como era divertido viver la, nao tinha cobranças, brigas como era minha mae com meu padrasto, ate tiro ele deu dentro de casa acho qeu de tanto que ela falava, ela agride demais com as palavras, se acha a dona do mundo. Fui morar com amigas aos 17 anos ate os 21. Eles decidiram mudar de cidade tambem, aí vi que eu poderia tentar voltar pra casa, queria estudar me dar bem com a vida e com eles, ah e minha irma, 9 anos mais nova que eu, sempre quieta vendo tudo, sempre foi comigo os motivos de discussão. Sou disciplinada, me formei em duas faculdades, posso dizer que meu maior defeito e guardar meus sentimentos, nunca quis ofender na altura que recebia ofensa, mas vi que o jeito é se impor, se quer falar o que quer vai ouvir o que nao quer!!!!!! NAO MEÇO MAIS AS PALAVRAS, SOLTO O VERBO MESMO, NAO TENHO MEDO NEM DÓ, POR QUE NAO TEM CONSIDERAÇAO E RESPEITO COMIGO PORQUE EU VOU TER? É UMA ÉGUA DENTRO DE CASA E NA RUA SE FAZ DE SANTA. COMEÇOU RECLAMAR VAI LEVAR NOS DEDOS, ME HUMILHOU VAI SER HUMILHADA, GRITOU COMIGO VOU GRITAR MAIS ALTO, ME PROVOCOU VAI LEVAR...
Sei que a infancia dela nao foi facil, que meus avos tiveram muitos filhos e nao davam atençao, nem condiçoes financeiras adequadas, os filhos saiam do interior e tinham que se virar na cidade. Mas eu nao pedi pra nascer.
O dia que eu tiver meu filho, ele sera o filho mais querido e bem cuidado, quero que ele sinta uma mae presente e amiga. Quero levar ele nas festinhas de amigos, buscar onde for, ajudar na lição de casa, saber das namoradas, do coraçao dele, quero leva-lo passear e contar historias das coisas. Quero que ele tenha orgulho de mim como mae, sem prende-lo quero que ele saiba viver na liberdade, amar as pessoas e respeitar os pais.
Que bom poder falar aqui, que bom se pudessemos manter contato para desabafar, pena que é constrangedor deixar e-mail. Infelizmente a gente tem vergonha mostrar a cara(se identificar) pra falar desse tema tao secreto. Um beijo no coração de todos, nao nos deixemos controlar e sejamos fortes!!!!!!!

Anônimo disse...

Nao foi diferente comigo, desde pequena escutando, magrela, coisa ruim, vc,eh igualzinha seu pai, roupas de 3a, falta de higiene, cabelo "desgadelhado"... Tinha tudo para ser errada minha vida. Porém, tudo aconteceu tarde na minha vida, mas tudo aconteceu certo.
1a dica - o tempo passa e vc.nao precisa provar nada p/ ninguém, vai tranqüila, estudando, cuidado para nao engravidar, cuidado c/grupos "estranhos" de drogas, sexualmente agressivos, caso depare co. Isto, se afaste.
2a dica - Vai dormir cedo, acorde cedo, faca algumas tarefas domesticas e depois, tente sair para locais onde tem pessoas estruturadas, centro culturais, livrarias, sempre vc.vai encontrar pessoas de familia e cultas.
3a.dica - tente empregos em multis, se envolva com a cultura da empresa, aos poucos vc.se abre para a nova cultura e se fecha para os ignorantes (sim, seus pais e alguns irmãos seus nao tiveram oportunidades de estudo, eles sao literalmente ignorantes).
Isto feito, vc.esta pronta para o sucesso e controle da sua vida.
Alugue um apzinho, pode ser até com alguém, saia de casa e corte logo a ajuda que vc.dava, agora vc.tem nova vida e eh jovem, economize pelo menos 10% dos seus ganhos. Inscreva-se em projetos de casas populares, quando elas saírem vc.pode fazer Ns negócios com ela. Faca parte de clubes como Sesc, SESI... Viaje perto.
Eu fiz assim, foi em outra data, meu pai morreu, rompi com minha mae antes dela morrer e hoje nao falo com nenhum irmão meu que me subestima. Quem me ama esta sempre ao meu lado, nem a frente, nem atras. Hoje tenho uma familia lindas quando pego pesado com meus filhos me lembro do que aconteceu na minha vida, so me falta ir a um psicólogo para sepultar este sentimento e seguir, como sempre fiz. Se me preocupo se meus filhos farão isto comigo? Nao, estou criando eles para o mundo, vou ficar velhinha e muito gente boa.

Marfran disse...

Este blog poderia ser compartilhado com psicólogos para estudo. Em pleno séc XXI qtas,pessoas com problemas com as mães. Mas olha no FB todo mundo sorrindo e c/beijinhos. Me impressionou as historias e me ajudou muito com um noh na garganta de mais de 43 anos. Tks por vcs.existirem.

Anônimo disse...

eu não gosto pq ela me faz fazer td , eu tenho vontade de morrer que deus me perdoe.
Da uma vontade de morrar com meu pai

Anônimo disse...

Para o sujeito(lixo humano) que citou o seguinte texto:
"ACHO QUE TODOS ESTÃO FALANDO UM MONTE DE BESTEIRAS......
SE TIVESSEM MAIS O QUE FAZER NÃO ESTARIAM FALANDO MAL DE ALGUEM, Q VCS MESMO DISSERAM, LHES SUSTENTARAM OU SUSTENTAM...VÃO TRABALHAR MAIS , OU VÃO VISITAR E AJUDAR PESSOAS DOENTES ISSO É FALTA DE SERVIÇO...
ESPEREM SEUS FILHOS CRESCEREM E VÃO VER QUE OS PENSAMENTOS DELES SERÃO OS MESMOS EM RELAÇÃO 'A VOCES....BANDO DE DESOCUPADOS...FARIAM UM FAVOR A HUMANIDADE SE SE ENFORCASSEM JUNTO COM SEUS TRAUMAS.... "

Antes de qualquer coisa, ningúem quer saber tua insignificante e tosca opinião. Saiba respeitar as pessoas e não venha aqui para ofender os outros gratuitamente, com argumentos sem nenhum fundamento (caso saiba o significado da palavra).
Aposto como você nem conheceu quem era tua mãe.... e se conheceu, a tua educação deve ter sido no mínimo um lixo. Gente como você deveria ser abolida da existência humana e ter o dom da fala abolido, pois é um verdadeiro animal irracional. Teu lugar é no zoológico!!!!

Anônimo disse...

Li os comentarios... parabens a todos que conseguiram exprimir suas dificuldades!!! Lamento somente o fato de que pessoas totalmente desprovidas de bom senso opinem de modo talmente ofensivo e vulgar sugerindo a outros participantes de se ENFORCAREM...????
Pois bem, para o professorzinho de falsa moral que escreveu tal coisa, deixo um recado: vai assistir BBB ou frequente coisas que exijam menos intelecto. Estaria frequentando o blog errado para a tua pessoa e penso que voce seja um daqueles que quer que o mundo dane-se.
Por causa de gente superficial como voce, a ignorancia continua comendo solta neste pais .
Desculpe,mas o teu Q.I. esta bem abaixo do nivel de aceitacao para poder debater por aqui.IRRACIONAL seria a palavra justa para o que escreveu!!!!

Anônimo disse...

Eu sempre detestei minha mãe. O pior é que na nossa sociedade quem fala isso é taxado como louco, problematico, filho ingrato !!!! Pode tudo , mas falar mal da mãe não pode ! Eu cresci sendo humilhada pela minha mãe , espancada toda vez que ela brigava com meu pai. Chegou a um ponto dela gostar tanto disso que chegava em casa e já ia me provocar se eu responde-se ela amava, delirava porque ai ela podia me meter a mão e dizer como eu era uma inútil. E os dias se passaram assim, ela jogando na minha cara a famosa frase : Cresça e apareça. Quando se for alguma coisa se pode fazer o que quizer. Pois meus caros, eu realmente sai de casa com os meus 20 anos , foi o dia mais feliz de minha vida e desde então não dependo de ninguem e eu odeio ir visitar meus pais. Nunca vou lá e não quero nem ouvir falar dessa Mejera que tenho total desprezo. As ultimas vezes que estive com a Monstra ela veio novamente tentar me jogar pra baixo e dizer sua irmã isso, sua irmã aquilo vc não consegue nada..etc. Como não dependo mais da velha eu agora revido e falo um monte na cara dessa desgraçada. Ultimamente tenho nojo e pena da véia mas ela continua sendo a mesma nojenta de sempre e taca a familia toda contra mim. Dizendo que eu que tenho problema. Mãe assim quem quer ter ! Um urubu na tua vida e ainda tem gente que defende que filho não pode não gostar da mãe..kkkkk Esses que peguem a minha véia pra eles verem...

Anônimo disse...

Eu passo por uma situação igual já que todo dia me mãe me chama de perdedora de burra e que sou a pior coisa da vida dela, alguém pode me ajudar?

Anônimo disse...

Eu passo por uma situação igual já que todo dia me mãe me chama de perdedora de burra e que sou a pior coisa da vida dela, alguém pode me ajudar?

Anônimo disse...

Eu passo por uma situação igual já que todo dia me mãe me chama de perdedora de burra e que sou a pior coisa da vida dela, alguém pode me ajudar?

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 245   Recentes› Mais recentes»